DIÁRIO DE BORDO DA TERRA - 07 de outubro de 2009
TORNANDO-SE UM INSTRUMENTO DA PAZ DE DEUS...
por Celia Fenn

7 de Outubro: Tornando-se um Instrumento da Paz de Deus e.... O nosso Relacionamento com os Animais

Bem, adivinhem onde eu estive hoje!

Em nome da Fundação das Crianças do Starchild, e como parte do trabalho de nossa Comunidade, nós doamos 300 Kgs de Alimentação Animal à Assistência Social local dos Animais. Era algo que tínhamos planejado há algum tempo, mas parecia uma daquelas felizes sincronicidades que aconteceu hoje, no início deste mês de Outubro.

No início do mês eu tive certo esforço em me concentrar. Eu tive um desagradável surto de Inquietude da Primavera, e parecia incapaz de obter a canalização da energia do mês "do lado de lá " até o dia 4 de Outubro. Na Canalização, Miguel falou sobre a Paz e de se tornar um Instrumento da Paz de Deus, e eu reconheci as palavras da prece de São Francisco, e subitamente ficou claro na canalização por que precisava sair naquele dia. Era para me alinhar com a energia de Francisco e Clara, que será uma parte muito importante na energia da Nova Terra. Assim como Jesus e Maria Madalena foram os Avatares da Energia Dourada da Consciência Crística, Francisco e Clara foram os Avatares de nosso relacionamento com a própria Mãe Terra e com aqueles que vivem nela, de todas as nossas "relações" como os Nativos Americanos dizem. Eu trabalharei em Assis, na Itália, no próximo ano, para celebrar a energia de Francisco e Clara... mas retornemos ao hoje!

Uma das coisas que Miguel me mostrou muito claramente, nos últimos meses, é que como vivemos e as escolhas que fazemos em nossa vida diária, determinam a vibração que manteremos em nosso corpo e a nossa habilidade em avançar com o processo da ascensão e nos beneficiarmos plenamente da energia de vibração mais elevada. Nós não podemos continuar vivendo dos mesmos modos densos e ignorantes que vivíamos no passado. E, sim, isto significa fazermos novas escolhas sobre o que comemos e bebemos e como nos relacionamos com os animais que compartilham o planeta conosco.

Isto não é um julgamento, mas uma observação. As pessoas farão as escolhas de vibração mais elevada quando elas estiverem prontas e quando as suas almas as impulsionarem. Aquelas que são os exploradores dos caminhos, já estão compreendendo que as escolhas que vocês fazem em sua vida, determinam o seu nível de freqüência e a quantidade de luz que vocês podem manter em uma base diária. E aqui eu distinguiria entre as pessoas que podem manter a luz quando elas meditam e canalizam, e aquelas que podem manter o mesmo nível de luz todo o tempo! pois, certamente, o "mestre" é aquele que mantém a luz todo o tempo e que vive a luz em suas escolhas diárias. Realmente importa viver e expressar a sua verdade em todos os momentos.

E assim eu compartilharei algumas das escolhas contínuas que eu estou fazendo para tentar me mover em direção a um novo paradigma de vida. O trabalho que eu faço com a Fundação das Crianças do Starchild é o meu modo de ficar envolvida com a comunidade mais ampla na qual eu vivo e compartilhar de um modo material, da abundância que me é enviada por aqueles que apreciam o trabalho da Starchild... e lhes agradeço por isto. Nós tentamos usar o seu dinheiro sabiamente. Neste mês nós doamos ZAR$ 10.000 ao Lar “Pequenos Anjos” para Crianças com Necessidades Especiais, que está a apenas alguns quarteirões de onde eu vivo. Nós também lhes compramos uma nova secadora de roupas elétrica para ajudar com a opressão de secar para as crianças no tempo chuvoso. E nós doamos 300 quilos de Alimento para Cães e 30 quilos de Alimentos para Gatos à Assistência Social local de Animais ou Abrigo dos Animais, o que na África do Sul conta inteiramente com a doação pública, sem o apoio do governo.

Aqui está uma foto minha, hoje, com o Secretário de Relações Públicas e um pouco dos Alimentos para Cães. Estava chovendo, a propósito, e o Cão Dinamarquês estava se deslocando para nos esconder ao invés de posar conosco.



É isto que significa ser um instrumento da Paz de Deus? Eu acho que sim. Francisco e Clara trabalharam para trazer Alegria àqueles que nada tinham, e assim, em sua honra, eu tento trazer Alegria e Esperança àqueles que nada tem. Não é isto que o Amor Incondicional significa. Eu sei que tendemos a pensar que significa "dar sem apegos", mas eu acho que isto vai além disto. Significa dar a fim de trazer Luz, de ser um instrumento da Paz e do Amor de Deus, e dar com o propósito de Ser o instrumento do Amor e da Luz de Deus, que a graça de Deus pode operar através de nós e que aqueles que vivem na "escuridão" possam sentir este Amor, Luz e Esperança.

E, quanto um maior número de nós percorrermos este caminho, mais Luz e Amor haverá na Terra. Quanto mais "instrumentos" da Paz e da Luz de Deus houver, mais brilhante a Luz e mais despertar poderá ocorrer.

Eu lhes pergunto: Vocês não podem fazer também algo assim em sua comunidade? Vocês podem também ser um Instrumento da Paz de Deus onde vocês vivem?

Eu acho também, que quando elevarmos as nossas vibrações coletivamente, o nosso relacionamento com os animais mudará. Eles se tornarão os nossos amigos e nossos companheiros na Terra. Quando aprendermos a nos comunicar com eles, compreenderemos as grandes dádivas que eles nos dão em uma base diária. Nós ansiamos por nos conectarmos com civilizações extraterrestres, e, entretanto, estamos ainda por aprender como nos comunicarmos e convivermos com os seres sensitivos e inteligentes que compartilham o nosso lar Terrestre.

E sim, inevitavelmente, isto deve incluir a questão de se os comemos também. Eu soube também que este mês de Outubro é o mês Internacional dos Vegetarianos, em honra à Mahatma Gandhi, que era um vegetariano. E, sim, eu estou vivendo no momento com uma dieta principalmente de alimentos crus e vegetarianos. Eu digo, principalmente, porque eu ainda como ovos, e peixes, muito ocasionalmente, mas eu prefiro comer vegetais. E, está certo se alimentar como escolherem, mas para aqueles de nós que buscam ancorar vibrações de energia mais elevadas e mais sutis em nossos corpos físicos em todos os momentos, faz sentido nos alimentarmos da cadeia de alimentos mais elevados e leves, e isto significa principalmente, eliminarmos a proteína animal, em favor das formas vegetais.

Assim, isto me leva a outra mudança recente em minha vida da qual eu falei anteriormente - a Fazenda Urbana que eu estou compartilhando com os meus vizinhos. Nós estamos comendo verduras da nossa horta, e as Galinhas já produziram bebês, muitos deles... uma experiência interessante!

Aqui estão três dos pequenos que chegaram recentemente na Fazenda Urbana:



Não, nós não estamos planejando comê-los, mas encontrarmos bons lares para eles. Aqui está a minha vizinha, Michelle, com uma das fêmeas que ela retirou de um ovo incubado. A galinha atende pelo nome de "Dedos Trêmulos", por causa do modo que ela anda, e ela acha que Michelle é a sua mãe.



E aqui está o "pai"; o seu nome é "Chefe" e ele gosta de corresponder a este nome. Ele também gosta de cantar no início da madrugada, mas eu me acostumei a isto por agora!



Assim, aqui estamos na Cidade do Cabo suburbana, preparando o nosso caminho em direção a um novo paradigma de viver. Um modo de vida que leva em conta que estamos vivendo nos limites de uma das maiores cidades da África do Sul, mas que podemos também ser uma pequena escala da "fazenda" do lar. Isto também está prestes a se tornar um instrumento da Paz de Deus, e a desenvolver um novo relacionamento com animais e plantas.

Quando a princípio eu me mudei para esta casa, eu tinha um maravilhoso jardim de rosas, e todos os tipos de plantas de floração anual. Era maravilhoso. Agora eu tenho uma Fazenda Urbana! Bem, eu imagino que haja também espaço para rosas nesta fazenda, parece que elas não estão obtendo tanta atenção como estavam acostumadas!

De muitos modos, isto me lembra de como meus avós costumavam viver, com uma horta e árvores frutíferas que suplementavam a dieta nos anos de guerra. Eu ainda posso me lembrar de comer as frutas doces e maduras diretamente das árvores, e vegetais frescos que cresciam na horta. A chegada da infra-estrutura agrícola e da massa pobre que produzia o alimento significava que este tipo de estilo de vida terminara. Mas, agora é o momento de retornar a uma compreensão de como a natureza nos apoia se apoiarmos à natureza. E, ao assim fazermos, Tornamo-nos um Instrumento da Paz de Deus!


Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br

© 2009-10 Celia Fenn e Starchild Global

Este trabalho é licenciado sob a Creative Commons License

Você é livre para copiar, distribuir, exibir e executar a obra, sob as seguintes condições: Você deve dar crédito ao autor, não poderá utilizar este procedimento para fins comerciais, e você não pode alterar, transformar ou basear - se neste trabalho. Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro para outros os termos da licença deste trabalho. Qualquer uma destas condições podem ser derrogadas se você obter permissão do detentor dos direitos autorais. Qualquer outra finalidade de utilização deve ser concedida autorização pelo autor.


 

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Página| |Voltar Menu Celia Fenn| |Voltar Home|