ACEITAR CELEBRAR-VOS!
Mensagem da Deusa da Criação, canalizada por Shelly Dressel
05 de dezembro de 2010

 

Celebrai as férias, celebrai quem sois! Esta é uma canalização que esteve preenchida com muitos níveis de experiência diferentes. Durante este mês de celebração a Deusa falou, primeiro do que tudo, de uma celebração sobre … NÓS! Ela começou esta celebração criando um espaço onde cada um de nós podia sentir-se como se estivesse num spa. Para isto, tivemos a sensação dos anjos e das energias a fluírem amor, compaixão e conhecimento dentro e à nossa volta. À medida que esta energia se ia deslocando, permitia soltar os fardos, o stress ou problemas que pudésseis ter.

A partir daí, ela ofertou a cada pessoa um presente. Cada presente era lindo! Alguns estavam muito elaboradamente embrulhados, outros brilhavam e outros ainda eram muito simples. Muitas pessoas abriram os seus presentes com risadas e alegria, mas ficou claro que muitos tiveram uma grande hesitação. O que se tornou visível foi que outros não se sentiram merecedores ou não se valorizaram a si mesmos. A Deusa criou um espaço onde começou a trabalhar estas pessoas. Ela trabalhou na mudança de velhas crenças, emoções; tudo o que as estava a prender. Outro presente que lhes foi dado e foi notável ver a diferença!

A partir daí, enquanto o grupo se reunia para festejar, foi interessante notar a diversidade. Foi lindo ver tanta diversidade de energia, cor, tradição; contudo, tudo foi aceite por todos os que estiveram presentes.

Espero que com esta canalização possais abrir-vos para vos aceitardes a vós próprios, o vosso presente e a diversidade de todas as celebrações.

Shelly Dressel


Nama sika: venia benya EU SOU Um; EU SOU o Todo

Eu vos cumprimento, amada família. Senti as energias enquanto elas rodam em cada um de vós; senti as vossas próprias energias e senti a Minha. Há tanto a acontecer ao longo dos últimos dias na Terra, grande parte disto na forma de mudar as energias.

Parece que estou frequentemente a dizer-vos que outro portal foi aberto; que outra deslocação de energia cristalina foi aberto. Parece que há uma energia muito profunda que flui através de tudo.

Enquanto vos estáveis a reunir em grupo esta noite houve realmente um sentimento de mudança na vibração. À medida que vos movimentais para o vosso próximo lugar na vossa vida, não importa o que se está a passar na vossa vida, há cada vez mais que está disponível para vós.

Podeis perguntar o que está vindo; quando me manifestarei? Como vou manifestar-me? Este tipo de questões são tão típicas para os humanos porque é muito fácil estar no modo analítico. Convido-vos a aproveitardes este momento, enquanto ainda estais aqui e plenamente aterrados na Terra, para vos abrirdes para a possibilidade de que tudo se pode simplesmente manifestar, confiando que isso assim será da maneira mais fácil possível.

Eu respiro através de cada um de vós a trabalhar as suas energias que este potencial pode abrir para vós. Convido-vos agora a sentirdes deixar ir a vossa consciência, permitindo que ela se desloque de tal forma que ides alinhar-vos com a grelha magnética.

Enquanto sentis as energias a movimentarem-se dentro deste espaço senti-vos ligar com o vosso Eu Superior. Isso dá-vos esse sentido de consciência. Podeis também sentir as passagens entrelaçadas à medida que vos deslocais aqui com facilidade.

Quando libertais a luta mental ou o aspecto analítico de se manifestar, estais a abrir-vos para um fluxo maior e para uma maior consciência à medida que ela desce a partir deste espaço. 

Aqui onde o vosso Eu Superior habita existe um fluxo de energia fácil que vos permite receber informações, não apenas do vosso próprio eu, mas dos outros que aqui estão.

Então, deixai esse fluxo e essa consciência deslocarem-se através de vós para que possais estar abertos e sentirdes o que é. Depois, senti que deixais ir a atracção magnética da Terra; permiti deslocar-vos entre os entrelaçamentos da grelha até que estejais dentro da rede cristalina.

Aqui dentro da rede de trabalho cristalina, podeis sentir as várias percepções ou níveis de consciência. Muito disto é muito automático para vós mas, depois, quando permitis que a vossa atenção entre completamente dentro deste espaço, abri-vos para ver, percepcionar ou sentir as várias nuances.

Deixai os vossos sentidos abertos para assimilardes isto neste momento. À medida que estais prontos, convido-vos a permitirdes que a vossa consciência mude mais uma vez, desta vez para que possais chegar ao plano da alma. Enquanto vos deslocais dentro deste espaço, abri-vos para chegardes à vossa divindade.

 Enquanto o fazeis, podeis sentir como se a vossa divindade surgisse dentro de vós; podeis sentir-vos caminhar para ela. Como quer que percebais esta mudança muito subtil, permiti-vos chegar e fundir-vos dentro deste espaço. Enquanto o fazeis, senti as vossas energias fundirem-se e senti a vossa consciência a expandir-se.

Esta é a vossa presença Eu Sou. Dentro deste espaço tendes talvez centenas, senão milhares de experiências que compõem esta consciência. Muito provavelmente, haveis tido ainda mais do que isso; podia continuar por um comprimento de onda infinito. Mas aquilo a que tendes mais fácil acesso são as partes da vossa divindade que podem ajudar mais nesta vida. Chegai e abri-vos para o que pode haver para vós.

Eu, a Deusa, entro deste espaço. Enquanto o faço, chego para abraçar todos os que estão aqui. À medida que o fazemos, encontrai-vos a deslocar para Tudo O Que É. Olhai à volta consoante chegais. Enquanto olhais ao longo deste espaço, podeis sentir que algo está diferente. Há algumas diferenças que iremos vivenciar durante o nosso tempo juntos esta noite.

Mas o que Eu gostaria que cada um de vós fizesse, enquanto nós começamos este processo, era que abrísseis os vosso sentidos e assimilásseis a mudança que ocorreu aqui em Tudo O Que É. Houve uma alteração na consciência que permite que vibrações ainda mais altas, talvez mais leves, mais aprazíveis, entrem deste espaço.

Tendes vindo a trabalhar conscientemente com as energias cristalinas; tendes estado a trabalhar com as energias do corpo de luz. Tendes vindo a integrar cada vez mais da vossa divindade. Todas estas coisas se juntam e criam, na verdade, uma alteração na vibração de Tudo O Que É.

Tal como vós estais a trabalhar para criar uma transformação para vós no vosso lugar na Terra, também o estão estas mudanças dramáticas a ocorrer aqui em Tudo O Que É.

Eu gostaria que cada um de vós aproveitasse este momento e reconhecesse que o vosso próprio crescimento pessoal, as escolhas que estais a fazer na vossa vida estão reflectidas nesta alteração que vedes.

Respirai profundamente, permitindo-vos fundir ainda mais plenamente neste espaço.

À medida que permitis que isto se movimente, Eu convido-vos então a olhardes mais uma vez para o que está aqui dentro deste espaço. Podeis ter a sensação de uma luz brilhante a cintilar; podeis sentir velas e cor. É como se as celebrações que se passam à volta do mundo estivessem a ser trazidas para dentro deste espaço para que nós possamos festejar convosco.

Enquanto alteram a vossa consciência, convido-vos a abrirdes e verdes os vossos anjos, talvez os vossos professores, os vossos guias; há muitos, muitos que estão aqui para festejar convosco neste momento.

Mas vamos celebrar de uma maneira um pouco diferente; a primeira coisa que gostaríamos, como parte da nossa celebração, era convidarmo-los para se sentarem, deitarem, seja o que for que escolheis, e começarmos a celebração nutrindo-vos.

Sabemos que os últimos meses na Terra têm sido preenchidos com transformação e, por vezes, podeis sentir-vos de algum modo agredidos por isso. Podeis sentir que lutais; podeis ter dificuldades com o vosso corpo físico. É a nossa hora de vos acarinhar.

Então, vamos mudar um pouco as energias. É como se as luzes, a música, diminuíssem tudo o que ofusca levando-o para longe.

Enquanto permitis que a vossa atenção volte completamente para dentro de vós, fazei-o respirando fundo lentamente e senti reunirdes as vossas energias e permitirdes que elas voltem para dentro da vossa consciência.

Podeis ter a sensação de verdes, sentirdes ou percepcionardes os anjos à vossa volta, enquanto entram dentro do vosso espaço abri-vos para sentirdes as ondas de amor conforme elas se deslocam em vós e à vossa volta. Estas ondas definem o tom ou o espaço de carinho e apoio para vós.

Eu pergunto a alguns de vós, como estais a receber este amor? Ah… vejo um número de vós a começar a falar, a começar a explicar várias coisas que se passam na vossa vida; coisas que talvez vos estejam a proporcionar tempos difíceis.

Então, se há na verdade algo em particular ou um número de coisas que vos têm estado a preocupar, que talvez vos impeçam de aceitardes o amor incondicional, permiti-vos, então, que isso apareça dentro do vosso foco por um momento e depois expirai e deixai-o ir.

Aqui no espaço de Tudo o Que É, através da vossa intenção, podeis libertar tudo o que escolherdes.

De novo, permiti que a vossa atenção se volte para dentro. Podeis aceitar o amor incondicional? O que isso vos faz sentir? Como é sentir-vos neste espaço e o amor a banhar-vos?

Agora, Eu pergunto se podeis permitir isso na vossa vida diária na Terra? Existe amor incondicional disponível para vós. Não há necessidade de vos explicardes, de serdes dignos, de provardes nada. Estardes simplesmente no espaço de vos amardes a vós próprios pode ajudar-vos na abertura para este amor incondicional.

Como é estardes no fluxo simplesmente porque estais vivos? Como é sentirdes as energias dentro e à vossa volta simplesmente porque? Enquanto vos falo disto, vejo em cada um de vós uma alteração e uma libertação a ocorrer que vos permite descontrair ainda mais profundamente aqui dentro deste espaço.

Enquanto vos continuamos a acarinhar, oferecemos-vos um presente. Ele é decorado com fitas, laços e papel; é lindo e é vosso. Enquanto falava da aparência, pude ver que houve outros que preferem algo simples como um simples papel castanho. Tem a ver com sentir-vos confortáveis com o que quer que o vosso presente esteja embrulhado, mas também com a emoção de algo bonito seja simples ou elaborado.

E, consoante inspirais, permiti-vos abrir este presente. Enquanto abris o presente que vos é dado, compreendei que vos é dado pelo vosso Eu Superior, pelos vossos guias, os vossos professores; pode ser de qualquer um. A outra boa notícia é que, cada vez que voltais para dentro deste espaço, vai haver outro presente à vossa espera.

Pode ser diferente; pode ser o mesmo. Enquanto abris o vosso presente e olhais para o que está aqui, senti-o no vosso coração. Reconhecei que vos está a ser dado o que sempre haveis querido. Isto é aquilo de que haveis estado à espera; parece que é como que o culminar de muito. E está aqui, está feito. É vosso.

À medida que chegais para aceitar este presente, o que significa ele para vós? O que significa serdes capazes de receber um presente que é lindo, que faz o vosso coração cantar, que permite sentir-vos na sua presença?

Haveis aceite algo simplesmente porque o queríeis? Sem apegos. Parece bom, não parece? Conforme continuamos este momento de carinho, este tempo de dar presentes, Eu quero também aproveitar um momento para vos incentivar a permitir-vos ser tão grandes ou expandidos ou evoluídos ou o que possais ser. 

Falámos acerca disto anteriormente; sabemos que há alturas em que vos podeis sentir, ou parecer que vos haveis expandido ou que haveis ido tão longe quanto podeis ir. E, sempre que tendes esta sensação, é tempo de abrirdes a porta, virar-vos, fazer seja o que for que precisardes de fazer porque há sempre mais disponível para vós.

Talvez seja disto que se trata o vosso presente. Sois bem-vindos a ficardes neste local de carinho e apoio o tempo que desejardes. Mas, quando sentirdes que é o momento certo, sois bem-vindos a vir a juntar-vos a nós no espaço da celebração. Conforme entrais neste espaço, podeis ouvir música, o som de risos, de falas, podeis ver raios de luz.

Podeis imaginar o que é celebrardes não importa que férias, não importa qual a ocasião, a partir daqui deste espaço onde vos podeis expressar completamente? Senti como as vossas energias fluem. Dai um passo para a alegria porque é o que vós sois.

Para aqueles períodos em que sentis que possa ser um desafio conectar-vos com os outros, em que sentis como é difícil saberdes do que falar, tudo isso desaparece.

Aqui é um espaço em que podeis dançar e cantar e ser completamente quem sois e descobris que estais a soltar a tensão, o stress, estais a soltar todos os fardos que possais ter na vossa vida diária.

Aqui nesta celebração há muitos que vieram para nos visitar. Uma das características ímpares é que podeis estar a andar lado a lado com Sananda, Quan Yin, Melchizedek, Metatron, Saint Germain; todas estes seres diferentes, energias, luz. E podeis perceber que o vosso alinhamento com Eles é muito simples e fácil.

Precisais apenas de ser quem sois. À medida que vos permitis mais plenamente actualizar isto neste momento presente, Eu convido-vos para vos abrirdes e verdes a vossa vida a partir deste potencial. Não é surpreendente como podeis olhar para a vossa vida e perceber que talvez seja tempo de soltardes o que já não vos serve mais?

Percebeis que conforme estais a ter esta conversa com os vossos amigos aqui neste espaço, que algumas daquelas ideias que estáveis a pensar acerca de fazerdes mudanças nas vossas vidas na verdade se abrem e fluem com facilidade. Há muitas coisas diferentes. E sabeis neste momento que isto faz sentido; que parece bom. Assimilai tudo.

Para alguns há uma sensação de intensidade. Há uma sensação de ansiedade. Assim, mudamo-nos para um espaço que permite que as pessoas tenham a oportunidade de se expandirem para uma maior percepção dos seus pensamentos, das suas crenças, talvez das suas emoções.

Se descobrirdes que, embora tendo a intenção de deixar ir, talvez uma forma de pensamento, talvez alguns sistemas de crenças e, contudo, ainda vos encontrais nessa rotina, entrai aqui por um momento e permiti-vos verdadeiramente abrir-vos a sentirdes esta energia.

Quando as pessoas seguram velhas crenças é por uma forma de segurança. Quando as pessoas se encontram presas em emoções que são limitativas para elas trata-se de um tipo de protecção. Assim, olhando por baixo do que quer que isso seja, Eu convido-vos antes a sentirdes a luz branca, a sentirdes a energia que flui aqui a preencher aqueles espaços dentro de vós em que sentis que tendes o desejo ou a necessidade de vos sentir seguros.

À medida que isso vos preenche, tendes então uma nova perspectiva. Respirai nesse sentimento; como é diferente de repente perceberdes que está feito; que podeis ter essa sensação de segurança a fluir através de vós, tão fortemente quanto o escolherdes.

Quando sentis esse sentimento de consciência deslocar-se através e nesses espaços, abri-vos e reconhecei que isso é, na verdade, vós; essa luz, essa energia, esse apoio vem da vossa própria divindade.

Portanto, em qualquer altura em que vos sentirdes inseguros, medrosos, ou num lugar de limitação, ao colocardes a intenção e inspirardes a vossa divindade pode preencher todos esses espaços dentro de vós. Sabe bem.

E eu vos devolvo o vosso presente. Talvez seja o segundo que abris e percebeis que este é agora muito mais adequado para vós. É com alegria e emoção que Eu sinto que esta festa vai crescendo cada vez mais.

O que é uma festa para vós? O que é a diversidade para vós? Enquanto olhais à volta, não importa como as pessoas gostam de expressar o seu amor, a si mesmos, a sua consciência, a energia subjacente é a alegria e o contentamento.

Eu convido-vos a permitirdes que isso flua através de vós, deslocando-se através da vossa consciência e através de cada parte de quem sois.

Sempre que temos estes tipos de celebrações elas tendem a continuar interminavelmente. O foco é bastante alto neste momento e assim vai permanecer ao longo dos próximos meses porque as pessoas estarão a ir e vir com grande regularidade.

Mas, por agora e para este grupo, convido-vos a sentir-vos regressardes juntos. Isto faz-me rir porque Eu vejo alguns com aqueles chapéus nas cabeças; vejo outros dançando no seu caminho em direcção a nós; outros a soprarem naquelas coisas que vós usais normalmente na Véspera de Ano Novo; e vejo outros ainda a usar um tipo de vestuário tradicional.

A diversidade é o que torna as coisas divertidas, a diversidade é o que permite a cada pessoa ser verdadeiramente quem é e permite que todos os presentes se honrem e respeitem uns aos outros porque sabeis quem sois interiormente.

Assim, convido-vos a, como grupo, terdes o sentido do holograma da Terra à medida que ele sobe. Não trabalhamos com este holograma tanto como costumávamos faze-lo porque há muito mais agora que permite que o fluxo de energia se desloque para dentro e para fora de Tudo O Que É e no plano da Terra com muito mais facilidade.

Enquanto sentis o holograma, infundi-vos num estado de relaxamento. Vós, enquanto vos permitis aceitar dos outros. Infundi-lhe a alegria da diversidade de todos os presentes.

À medida que percebemos o holograma é como se emanassem centelhas de luzes brilhantes do dele próprio.

Enquanto isto se conclui, há uma sensação de movimento em sentido descendente. Isso move-se para a grelha cristalina deslocando-se para a própria Terra. Há um aspecto que se deslocou para o exterior subindo para a zona de Ariellis ou Terra Nova.

Conforme esse holograma se fundiu com a própria Terra ele desceu para o centro da Terra onde estão os cristais e o núcleo magnético. Ele liga-se com eles, incorpora-os e, de seguida, a energia emana em direcção ao exterior. À medida que isso acontece, ela surge através da superfície, das rochas, das árvores, do rio, dos oceanos.

Ela surge em cima e ao redor de onde quer que estejais situados a fim de poderdes ter um acesso maior às vossas experiências nesta jornada.

Nós libertamos a energia e libertamos este espaço de celebração, permitindo que a vossa atenção se volte para o plano da alma. Consoante vos encontrais no plano da alma, deixais ir a vossa divindade, deixais ir a vossa presença Eu Sou. E, de seguida, fundis-vos completamente com tudo isto que é a vossa consciência e tudo o que sois nesta vida.

A sua energia ou essência desloca-se, então, daqui para a grelha cristalina. Podeis ter a sensação de vos encontrardes a deslocar através de diferentes aspectos ou nuances da grelha cristalina.

Enquanto o fazeis, podeis sentir essa energia. À medida que ela flui, como se apanhásseis essa onda de energia, deixai que a vossa atenção volte mais uma vez para dentro da rede magnética. Senti a atracção magnética da Terra.

Conforme sentis essa essência, deixai uma vez mais que a vossa atenção regresse para o vosso corpo físico. Enquanto isso, deixai que o corpo físico mude e se ajuste quanto for necessário. Expandi a energia à volta do vosso corpo para que possais aceitar mais plenamente esta consciência alargada.

À medida que esta consciência flui dentro de vós, senti o apoio amoroso, carinhoso que haveis sentido dentro de Tudo O Que É. Enquanto a vossa consciência regressa para dentro de vós, lembrai-vos do vosso presente; lembrai-vos de o levar convosco e de o integrardes tão plenamente quanto seja necessário.

Enquanto vos ancorais dentro de vós mesmos, permiti esse sentimento de segurança; que esse sentimento de amor e de alegria se mova ao longo de todos os aspectos interiores de quem sois. E ele desloca-se através de vós, porque ele sois vós. Sois vós, é o vosso potencial; inspirai-o para dentro.

Está bem, vamos então terminar esta sessão. Conforme cada um de vós se desloca através deste momento na Terra, deste tempo de festejos, não importa quais possam ser as vossas crenças religiosas, mas os festejos da comunidade, celebrações de amor, celebrações de amizade.

Deixai que isto vos lembre de quem sois; que vos permita estardes simplesmente na experiência da vossa vida sabendo que sois completamente apoiados e infundidos com a vossa divindade.

Conforme chegais às outras pessoas, chegai com um coração aberto. Chegai a partir desse espaço de amor e de alegria.

Sabei que Eu estou sempre convosco.

Ansaluia

 


Esta é a canalização da Deusa da Criação por Shelly Dressel; o aspecto feminino da essência da fonte, na teleconferência gratuita oferecida no primeiro e terceiros Domingos de cada mês. Todos os direitos são reservados. Sois convidados a partilhar esta mensagem e esta informação; pedimos apenas para manterdes intacto o seu conteúdo. Para mais canalizações ou mais informação sobre a Deusa e sobre Shelly, por favor visitai o nosso sítio na rede: www.goddesslight.net

Fonte: www.spiritlibrary.com

Tradução: Ana Belo – anatbelo@hotmail.com

 

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Deusa da Criação|   |Voltar Home|