O AFINAMENTO DO VÉU
Uma mensagem da Deusa da Criação canalizada por Shelly Dressel -
17 Outubro 2010

Esta jornada levou-nos através de uma ampla variedade de experiências. A Deusa falou primeiro de como é ter atravessado o véu. A maioria das pessoas considera o véu como o remover das memórias acerca de quem sois realmente ou de experiências anteriores que possais ter tido. Alguns acreditam que isto é dar-nos desafios, outros apenas que não podíamos compreender a grandiosidade disto tudo. Tal como muita da espiritualidade destes dias, a vossa verdade ou a vossa realidade é apenas isso….vossa. é como se quanto mais soubéssemos, mais percebêssemos que existem múltiplas realidades.

 Mais especialmente, à medida que as energias cristalinas se misturam com a nossa experiência limitada à terra, nós teremos uma grande facilidade em aceder ao que nós temos considerado para além do véu. Muitas pessoas estão a descobrir uma maior facilidade em aceder à sua divindade e a outros aspectos do universo. Isto porque o véu está mais fino? Ou porque vos estais a abrir? Existe uma diferença? Com esta canalização, a Deusa ajuda-vos a vivenciar a vossa vida diária, tanto da perspectiva da consciência colectiva como daquele local de alinhamento com as vibrações superiores.

Acredito que, às vezes, nós realmente lutamos. Às vezes parece que a vida é um aborrecimento atrás do outro. Durante esta viagem tendes a oportunidade de romper com isso. Podeis vivenciar alegria, alinhamento total, manifestação plena e ver como isto é possível na vossa vida diária. As energias podem deslocar-se cada vez com mais facilidade. Existe sempre movimento nas energias. Elas são potenciais de evolução constantes na vossa vida! Abri os braços e juntai tudo o que procurais. Senti como o vosso alinhamento muda para o acomodar!

Shelly


 Nama sika; vénia benya; EU SOU um, EU SOU o Todo

Eu vos saúdo, minha amada família. Eu toco cada um de vós. É para todos que estão conscientemente presentes nesta chamada, mas também para todos os que estão aqui com a intenção de se ligarem a este grupo. À medida que vos permitis afundar na cadeira, na cama, no chão, onde quer que estejais sentados ou deitados, senti-vos como vos tornais ancorados e conscientes das energias dentro e à vossa volta.

Temos vindo a falar acerca de vós como humanos, como indivíduos a viverem a vossa vida. Tenho falado das maneiras pelas quais o vosso alinhamento e expansão consciente do vosso corpo físico vos tem permitido conseguir integrar ainda mais da vossa divindade. Permiti que esta energia flua através de vós. Conforme o fazeis, senti a vossa essência enquanto reconheceis quem sois dentro dos vossos corpos físico, emocional, mental e espiritual. Conforme deixais, de modo consciente, que esse fluxo e essa consciência se movam para trás e para a frente, estais aqui aterrados e centrados no planeta Terra e podeis sentir quem sois.

Expandi a vossa energia para o local de aceitação ou de sentimento da energia do vosso Corpo de Luz. Falamos disto quando estais fora no universo, e quando estais nas dimensões superiores e é muito fácil estar ciente desse fluxo e dessa consciência. À medida que permitis que essa consciência entre no vosso estado físico, desça para vós neste momento enquanto estais aqui na Terra, abri a vossa consciência para sentir esse fluxo. Descobris que os vossos corpos energéticos se expandem cada vez mais, enquanto fazeis isto.

De novo, convido-vos a ancorardes as vossas energias respirando outra vez fundo, deixando que essa respiração profunda flua através do vosso corpo, com a intenção de se deslocar para baixo para a Terra. Senti como se vos estivésseis a ligar à Terra e, de seguida, deixai que isso volte e ancore dentro de vós, dentro e à volta do vosso plexo solar, permitindo que todos os corpos de energias se expandam ainda mais e, então, podemos deslocar-nos para as energias da grelha magnética. Aqui dentro deste espaço, deixai-vos sentir o que é ligar-vos com o vosso Eu Superior. Estais muito conscientes do plano terrestre, da vossa vida na Terra e, ao mesmo tempo, conforme olhais à volta para as passagens entrelaçadas, podeis ver ou sentir tudo o que está aqui.

Peço-vos para vos expandirdes ainda mais deslocando-vos através dos entrelaçamentos da grelha. Senti-vos à medida que entrais na grelha cristalina. Conforme deixais que as vossas energias se movam para se expandirem, aguçai todos os vossos sentidos e deixai-vos levar no fluxo e nas energias da grelha cristalina. Podeis ter a sensação de sentirdes a vossa própria vibração mudar e ajustar-se. Podeis também ter a sensação de sentirdes, talvez de verdes ou sentirdes aspectos da vossa própria energia que estão realmente a mudar e a expandir-se dentro deste espaço.

À medida que estais prontos para o fazer, encontrai-vos a deixar que o vosso foco se desloque para o plano da alma. A intenção muda automaticamente a vossa consciência para dentro deste espaço. Há muitas formas diferentes de vos tornardes cientes da vossa divindade. Conforme abris os vossos sentidos, Eu encorajo-vos a puxardes para fora ou a expandir-vos, de modo a poderdes tomar mais do que está aqui disponível para vós. Enquanto o fazeis, deixai-vos fundir ou misturar com a essência da vossa divindade, esta é a vossa presença EU SOU. Isto sois vós, a reunir todos os aspectos e experiências da vossa vida. Isto sois vós, a partir de um local de vos vivenciardes como uma essência de pura consciência. Deixai-vos divertir com as energias, deixai-vos saber verdadeiramente quem sois.

Eu, a Deusa, desloco-me através deste espaço. Fundo-me com cada um de vós; alcanço e abraço-vos como consciências, como divindades. À medida que me fundo convosco, encontrar-vos-eis a mudar para o espaço de Tudo O que É. À medida que cada um de vós chega a este espaço, existe uma sensação de voo livre. Eu convidaria cada um na vossa consciência a sentir como se estivésseis a subir, como se estivésseis a expandir os corpos de energia à vossa volta; (respiração profunda) e, de seguida, mudai a vossa atenção e recebei tudo o que está aqui para vós. Senti essa essência, senti esse fluxo à medida que ele volta para dentro de vós.

Vós sois um indivíduo que está a ter esta experiência de vida e, à medida que viveis a vossa vida, sentis como se houvesse uma separação da divindade. Podeis sentir como se a vida que estais a viver fosse a que estais a procurar, que estais a lutar, que estais a tentar encontrar as respostas para o que quer que possa ser o foco ou a intenção da vossa vida. E então eu ouvi muitos de vós, não necessariamente daqueles de vós que estão aqui presentes esta noite, mas muitos dos seres humanos na terra, a estenderem a mão e suplicarem-me como Deus ou Deusa.

Assim, com frequência as pessoas sentem esta separação; como um sentimento de abandono ou uma sensação de estarem soltas sem mecanismos de apoio enquanto vivem esta vida. Com a mudança das energias na Terra o véu está a tornar-se cada vez mais fino na separação entre vós como humano e como divindade. Está também a ficar mais fino entre vós e o que considerais Deus, Deusa, os Senhores dos Raios, os Anjos e os professores que estão aqui no aspecto não físico do Universo.

Quero que tenhais a sensação, enquanto estais aqui centrados dentro deste espaço, de vos abrirdes mais plenamente como se vos empurrásseis para fora dos limites, como se empurrásseis os muros e, então, percebêsseis quem sois enquanto divinos. Quando as pessoas sentem essa solidão, o sentimento começa sempre como uma forma de distanciamento da sua própria essência da alma. Inspirai de modo profundo, respirando fundo dentro de vós, sentindo a vibração, sentindo o alinhamento da vossa divindade à medida que fui através de vós neste momento. Alguns de vós podem sentir como se fosse uma onda quente e amorosa de energia que vos arrasta. Como quer que o percebais, peço-vos para, simplesmente, aceitardes este sentimento, esta energia e esta emoção agora mesmo neste minuto.

Enquanto olhais dentro, dentro da vossa presença EU SOU, tendes a oportunidade de procurar outras vidas. Considerando a vida de uma forma linear, todos vós tendes tido uma multiplicidade de diferentes vidas, a memória consciente disso volta e preenche-vos tanto ou tão pouco como a vossa presença EU SOU, como ela o faz.

Há algumas vidas que têm um tal efeito sobre vós como ser humano; que geram um enorme impacto dentro da vossa divindade. Há outras vidas que podem ainda ter um impacto significativo sobre vós, mas, quando está misturada na vossa presença EU SOU ou na vossa divindade, está menos definida como algo de separado, é mais uma parte do todo. Olhai à vossa volta, olhai dentro. Conforme colocais uma questão, talvez um pensamento, talvez uma intenção, mudai a vossa energia e abri-vos então para receber à medida que o fluxo volta para vós com a resposta que podeis estar à procura.

Foi uma crença comum na Terra que vós escolheis certas experiências para a vossa vida e que, através dessas experiências, aprendeis e evoluis. Isto é, de facto, o que acontece com muito poucos, porque se trata das suas expectativas sobre as suas vidas na Terra. Eu também vos coloquei o potencial de estardes a viver esta vida na Terra pela pura alegria, pela pura experiência de estardes na forma física.

A humanidade tem uma tal tendência para ser conduzida, para ter expectativas, para ter objectivos e gastar as suas vidas a tentar atingir as expectativas, os objectivos ou o que quer que seja. Se puderdes, dentro deste espaço, talvez apenas por uns momentos, soltai todas essas expectativas, soltai todas as estruturas, soltai toda a luta, deixai ir tudo o que respeita à vossa vida na Terra. Eu fluo neste espaço uma onda de energia e de luz que se desloca, removendo tudo o que haveis libertado.

Enquanto isto acontece, eu pergunto-vos se vos sentis talvez um pouco mais leves. Pergunto-vos se as vossas energias geraram talvez um alinhamento novo que altere a vossa percepção. Enquanto considerais a vossa vida, as vossas experiências, aproveitai este momento e perguntai-vos se gostaríeis que algo fosse diferente. Talvez gostásseis de mudar a vossa atenção para essa escolha, de viver uma vida baseada unicamente em quaisquer que sejam as experiências que chegam ao vosso caminho numa base diária.

Isto faz-me rir porque, enquanto estou a olhar para vós, Eu vejo que alguns de vós estais realmente a mudar a vossa consciência de uma tal maneira e isso parece muito bom para vós, mas posso também ver muitos de vós que mudam o vosso foco, podeis experimentar o que quer que esteja na vossa mente e, de seguida, voltais e ides para onde estais acostumados a ir. Da perspectiva da vossa divindade, dos Meus Anjos, de Deus ou da Deusa, a escolha é totalmente convosco. O que gostaríeis de fazer numa qualquer situação seria fluir os potenciais de energia. Nós gostaríamos de vos apoiar no que quer que possais procurar ter, gostaríamos também de ter a certeza de que sentis o amor incondicional em todas as situações.

Se estais frustrados, tristes, furiosos, se estais a sentir as energias, talvez a frustração, ciúmes, julgamento, tudo o que vos esteja a impedir de vos abrirdes para tudo o que está aqui para vós, então Eu vos convido, neste momento, a respirardes mais uma vez para que possais ligar-vos com o que quer que isso seja; e, de seguida, conforme expirais, soltai-o de forma consciente. Enquanto considerais a vossa vida, podeis ainda ter as mesmas situações que encontrais dentro. Mas Eu peço-vos para vos abrirdes e sentirdes o amor, a energia e o apoio de modo a poderdes saber que não estais sós. Eu peço-vos para abrirdes a vossa consciência, para abrirdes o vosso coração. Senti este fluxo deslocar-se através de vós.

Falámos muitas vezes da manifestação na Terra. Enquanto procurais manifestar, há alturas em que podeis sentir um fluxo e como se as coisas se encaixassem no lugar facilmente. Há outras vezes em que parece como se, desde o próprio começo, fosse uma luta atrás da outra e, no entanto, as pessoas ainda manifestam no meio disto. E os que estão no fluxo e constatando que as coisas se estão a alinhar, eles ainda podem manifestar, mas de um modo dramaticamente diferente. À medida que a vibração da Terra continua a transformar-se, tudo o mais na Terra está também a transformar-se. Portanto, procurar experimentar na Terra pode ser diferente do que era há cinco ou dez anos atrás.

À medida que procurais criar a vida que gostaríeis, isso também é diferente. Como Eu falei mesmo no início sobre os seres humanos terem uma tendência para serem levados e serem orientados para as tarefas. Quando estais no espaço da nova energia ou das vibrações cristalinas podem ocorrer experiências na vossa vida com muito mais facilidade, quando estais muito mais conscientes das vibrações e deixando que a consciência esteja no espaço que está aberto para receber. Vamos praticá-lo por um momento.

Considerai algo na vossa vida que tendes buscado ter. Enquanto considerais o que isto possa ser, Eu vejo muitos de vós aparecendo com muitos detalhes acerca disso. Vejo que muitos têm um relatório pormenorizado para Mim sobre o que têm feito para preparar ou talvez para mostrar que são dignos, ou talvez seja mesmo uma lista para vós dizerdes “Isto é o que eu mereço”.

Eu vejo pessoas a acenarem as suas cabeças dizendo, “Sim, sim, eu sei exactamente o que quereis dizer”. Assim, à medida que olhais para as energias ao vosso redor, conforme pegais no que quer que estejais a procurar manifestar, quanto disso chegou à vossa vida? Eu perguntar-vos-ia, existe uma possibilidade de que estejais a filtrar ou, talvez, a evitar algum deste conhecimento de se manifestar na vossa vida? E nós sopramos através da energia para limpar o que quer que seja que tendes estado a olhar.

Eu convido-vos agora a inspirardes uma vez mais, conforme inspirais estais a ficar muito centrados, olhais para as energias à vossa volta, talvez as sentis, as percepcionais. Trazei esse mesmo objectivo, desafio, oportunidade, o que possa ser, trazei-o para dentro de vós, mais uma vez, desta vez sem essa lista. E, à medida que permitis que isto flutue através de vós apenas como a essência ou uma sensação pura de energia, invocai um fluxo da vossa divindade que se desloca através de vós, conforme ele se move olhais ao redor, sentis, talvez vejais ou sentis tudo o que é isso. Olhai para uma maneira mais fácil ou um modo alternativo de manifestar isto na vossa vida. É possível?

A única coisa que Eu diria a todos os que estão no barco é que, à medida que ides vivendo a vossa vida, estendei as mãos para o que parece divertido ou que vos faz felizes. Quando estais no espaço do sentimento de alegria, riso, felicidade a fluir dentro e à vossa volta, estais num estado de abertura, expandidos de tal maneira         que muito mais oportunidades chegam à vossa consciência. Quando experimentais a vida, por vezes, é dia após dia, às vezes apenas uma parte por dia, mas quando a vossa experiência tem mais a ver com sentimento de dor, de luta, de experimentar frustração, uma trás da outra, então ainda tendes a oportunidade de manifestar o que gostaríeis, mas é muito mais difícil, se não impossível, em muitos casos, entrardes dentro da vossa consciência.

Se estais num lugar da vossa vida onde o foco tem sido mais sobre a sobrevivência, luta, desafios e o pensamento de ter felicidade, alegria e emoção, parece que é algo muito difícil de alcançar, então Eu convido-vos a chegardes a esse sentimento de paz, como se criásseis um oásis para vós mesmos. De seguida, dentro desse oásis, deixai que a paz penetre todas as partes de quem sois. Inspirai profundamente e soltai a luta, soltai a dor, soltai a tristeza. À medida que o vosso oásis se expande, conforme sentis a paz que se desloca através de vós, talvez vos proporcione uma antecipação de uma vida melhor dentro e ao vosso redor.

Permiti que as energias do universo fluam dentro e à vossa volta na vida diária. Alcançai-as e então permiti tudo o que procurais ter. Convido-vos a juntar-vos em grupo. Enquanto o fazeis, vejo tanta luz brilhante dentro de vós com que vos haveis reconectado. Deixai que esse fluxo vá para cima e para baixo na vossa consciência e, visto que este grupo está reunido, deixai- vos ter a sensação do holograma da Terra a chegar ao centro.

À medida que isto acontece, transmiti para o holograma a vossa sensação de bem-estar, o vosso sentido de conexão a tudo que está aqui neste lado do véu. Conforme infundis essa energia para o holograma, ele começa a girar. Ele assume esta energia ou esta vibração. Conforme ele o faz, há ainda uma profundidade maior ou percepção que podeis ver, sentir ou percepcionar dentro do holograma.

O holograma é libertado, move-se para baixo, move-se através da grelha cristalina, através da grelha magnética e para baixo para ancorar dentro da Terra. Enquanto se move nessa direcção, flui também dentro de vós, os seres humanos. Então, ele aterra no centro da Terra, a partir de lá irradia para fora, alinha-se com os cristais que estão no centro da Terra e aqueles cristais assumem e transmitem as energias desta experiência. Conforme elas chegam ao núcleo da Terra, sobem através da água, das árvores, da relva. Tornam-se disponíveis para todos.

Senti-as dentro do vosso corpo físico, permiti que o corpo físico e todos os corpos de energias bebam e absorvam o que fizestes hoje por vós durante esta jornada. Deixai que isso ancore dentro de vós. Senti-vos à medida que flui através de vós. Permiti que a vossa consciência mude, uma vez mais, para onde estais e Tudo O Que É. Como a vossa atenção está mais uma vez dentro deste espaço, ficai abertos para receber qualquer mensagem que haveis recebido da mais profunda integração do vosso eu humano.

À medida que fluem através de vós, senti as energias e permiti então deslocar-vos. Libertai o Tudo O Que É. Regressai uma vez mais ao plano da alma. Enquanto vos encontrais dentro deste espaço, olhai à volta para a vossa divindade. Estais conscientes dos aspectos maiores de quem sois? Mudais, de seguida, a vossa consciência mais uma vez libertando o plano da alma. Senti as vossas energias enquanto vos deslocais uma vez mais através da rede cristalina. À medida que vos moveis neste espaço, tornai-vos conscientes ainda de uma maior percepção de tudo o que está aqui.

Convido-vos a deixardes, então, o vosso foco e consciência voltar ainda mais para trás. Vós vindes, e sentis talvez as vossas energias aqui na grelha magnética; sentis a atracção da Terra mais uma vez. Enquanto sentis as energias da rede magnética, vede como o vosso Eu Superior se tem expandido. Podeis sentir a mudança que tem lugar na vibração. Tudo isto está aqui e disponível para vós. Deixai que essas energias desçam, fluindo cada vez mais profundamente em vós e na vossa existência humana. (Respiração funda) Respirai profundamente, permitindo que a vossa consciência volte mais uma vez para o vosso corpo físico. Os vossos corpos mental e espiritual expandem-se; senti o vosso corpo espiritual e também as energias dos Corpos de Luz.

Deixai que a vossa consciência se desloque ao longo de vós, como a pessoa aqui a viver a sua vida, a fim de integrardes mais profundamente o conhecimento que está justamente intrínseco dentro de vós. O véu está a afinar-se; estais mais próximo através da vossa consciência do que nunca da ligação com Deus, a Deusa, a que por si só, se acede através da vossa divindade. Então, permiti que o vosso alinhamento com a vossa divindade se expanda, sentindo-o ancorar ainda mais profundamente em vós.

Muito bem, amada família, muito obrigada como sempre, mas nós vamos precisar de encerrar a sessão. Para aquelas pessoas com quem não conseguimos falar directamente Eu envio o Meu amor, a Minha consciência, a Minha compaixão, permanecei abertos nos vossos sonhos e nas diferentes partes do vosso dia, para receber intuição ou as respostas que possais estar à procura.

(Respiração profunda) Tudo bem, e houve um número de pessoas que falou esta noite acerca de condições físicas e de coisas que estavam a sentir nos seus corpos físicos, uma grande quantidade disto é devido à integração das vibrações superiores, e pode ser alterado e transformado através da mudança e expansão dos vossos corpos de energias e da mudança de vibração,  à medida que esta se desloca através de vós. Mas, claro que Eu refiro sempre, sempre que, se sentis a necessidade de ter outros cuidados para isto, cuidados médicos, então, segui o vosso coração por todos os meios, segui as vossas crenças, a vossa intuição e procurai quaisquer cuidados que possais precisar. Isto foi obviamente a Shelly a dizer em segundo plano “não vos esqueceis disso”.

À medida que vos moveis através dos vossos dias, lembrai-vos de quão perto a vossa divindade está de vós. Lembrai-vos de permitir que ela flua através de vós conforme procurais as vossas respostas. Senti o fluxo, senti o amor e senti a essência de tudo o que está aqui para vós.

Eu estou sempre convosco e dentro de vós

Ansaluia


Shelly Dressel canalizando a Deusa da Criação. Todos os direitos reservados. Convidamo-lo a partilhar esta informação, mas pedimos que não retire nenhum excerto do corpo do texto e que respeite os direitos autorais desta mensagem. Para mais informações, por favor visite o nosso sítio na Web: www.goddesslight.net

Fonte:http://spiritlibrary.com/goddess-light/goddess-channelings/in-the-flow-of-lightbody-energy 

Tradução: Ana Belo   anatbelo@hotmail.com

 

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Deusa da Criação|   |Voltar Home|