O SOL CENTRAL ESPIRITUAL E O AMOR
Mensagem da Deusa da Criação canalizada por Shelly Dressel,
18 de Maio de 2011

 

A Deusa fala longamente e dá-vos diversas oportunidades de olhardes para a vossa vida de perspectivas diferentes. Ela permite que estas oportunidades ocorram como um meio de ensinar ainda outra forma de mudar a energia. Esta canalização é também sobre o amor. Ela começa enquanto estávamos ainda ancorados. Ela fá-lo para nos dar a hipótese de nos abrirmos para as percepções que possamos ter enquanto estamos plenamente aterrados. À medida que Ela fala de amor, foi como se houvesse um imenso fluxo que se deslocasse através de todos nós. Penso que uma das razões para estas jornadas é experimentarmos essa completa aceitação e energia amorosa.

Quando em Tudo O Que É, Ela falou de pegarmos nas nossas vidas. Ela incentivou a criatividade na forma como percebemos o que pode estar a passar-se. Falou também de como alguns poderiam ver as suas vidas como um filme num ecrã. Uma vez isto completo, ela encorajou então as pessoas a virarem-se, a respirarem profundamente e deslocarem-se para um espaço diferente. Depois, quando voltaram, elas estariam alinhadas com uma nova perspectiva.

A partir dali, as pessoas deslocaram-se para o universo. Enquanto Ela observava, foi como se as pessoas fossem estrelas cadentes que iam em muitas direcções distintas. Houve um grande grupo que se deslocou para o Sol Espiritual Central, também conhecido como a Alma do Universo. Dentro deste espaço havia puro amor e aceitação. Pareceu importante para as pessoas perceberem que este amor é ENORME e completamente disponível para todos. Que está lá dentro e à volta delas o tempo todo, quer o alcancem, quer não.   

Espero que possais experimentar por vós mesmos. Convido cada um a abrir-se para a energia muito amorosa, receptiva desta canalização.

Shelly


 

Nama sika: venia benya EU SOU um; EU SOU o todo

 Eu vos saúdo, amada família. Eu alcanço cada um de vós à medida que vos reunis neste grupo, quer estejais conscientes da chamada que está a ter lugar ou estejais a escutar ou a ler isto depois. Eu estendo a minha mão para vós e chamo-vos para perto de mim no meu abraço.

Permiti-vos sentir o amor que Eu tenho por vós. Permiti-vos descontrair e soltar qualquer tensão ou stress que possa andar à vossa volta. À medida que sentis esta energia deslocar-se, convido-vos a abrir-vos e ver-vos como Eu vos vejo.

Eu vejo-vos como o humano que está a caminhar sobre a Terra e a ter esta experiência limitada à Terra. Vejo-vos como uma essência divina que sois e que teve muitas experiências de vidas na Terra e fora no Universo. Vejo-vos como tendo a capacidade de criardes tudo o que procurais ter.

Eu acredito em vós. Amo-vos incondicionalmente. Permiti-me fluir dentro e à vossa volta com este amor incondicional e permiti-me reflecti-lo de volta para vós enquanto vos abris e aceitais o amor incondicional a partir de dentro.

Quantas vezes haveis sentido como se precisásseis de provar algo ou de merecer o amor? Quer através de boas acções, de ajudar os outros, criar um lar, seja o que for, como se o amor só estivesse lá se o merecêsseis.

Quando estais abertos para o fluxo da divindade o amor está sempre lá e é interminável. Senti-o agora. Senti-o enquanto estais aqui ainda plenamente presentes no plano da Terra.

Eu convido-vos a respirar mais uma vez profundamente, ancorando as energias uma vez mais e, então, deixar ir este espaço do vosso corpo físico e permiti que a vossa consciência mude até vos deslocardes para as energias da rede magnética.

À medida que vos encontrais dentro desta rede deixai-vos fluir. Podeis senti-lo como um espaço energético; podeis senti-lo como uma estrutura. Há muitas percepções que as pessoas têm sobre este espaço.

Convido-vos a olhardes à volta e perceberdes que é aqui que o vosso Eu Superior reside muitas vezes: assim, podeis sentir o vosso próprio Eu Superior dentro deste espaço.

Conforme estiverdes preparados, tende a sensação de libertardes este lugar ou este espaço de consciência e mudardes para a energia da grade cristalina. À medida que vos encontrais alinhados dentro deste espaço, soltai a atracção magnética da Terra.

Permiti-vos sentir verdadeiramente as energias deste espaço e o fluxo das vibrações através destes cristais. Enquanto reunis estas energias é a vossa oportunidade de sentirdes o que este espaço possa ter para vós. Por vezes, é um lugar em que podeis vir e renovar-vos. Outras, podeis sentir como se houvesse uma facilidade na comunicação dentro de vós e com os outros.

Inspirai e expirai, de forma gentil e fácil. Olhai na direcção do plano da alma. Enquanto Eu digo isto, a vossa intenção muda imediatamente dentro deste espaço. À medida que vos encontrais no plano da alma alcançai a vossa divindade ou a vossa presença Eu Sou.

Enquanto alcançais este espaço, permiti que as energias fluam através de vós. A vossa presença Eu Sou é a vossa divindade e a vossa divindade é o todo que engloba as experiências da vossa consciência de tudo o que haveis feito desde vos haveis criado como uma centelha de luz ou uma centelha que se tornou uma alma.

À medida que vos permitis fundir totalmente, Eu convido-vos para vos abrirdes uma vez mais para sentirdes o amor e a aceitação que está aqui para vós. Como quer que ele venha, senti como se vos estivésseis a banhar-vos nesta energia.

Enquanto vos permitis olhar de dentro para a vossa divindade, abri-vos para perceberdes a minha essência, à medida que venho por entre todos vós. Eu alcanço-vos para vos abraçar. Enquanto o faço, fundimo-nos e vós deslocais-vos para o espaço de Tudo O Que É.

Aqui dentro podeis sentir ainda uma maior fluidez com esta energia. Convido cada um de vós a sentir como se estivésseis a estender as asas; como se vos permitísseis serdes tão grandes como quereis ser.

Aconteceu tanta coisa dentro de Tudo O Que É. Nós não somos os únicos que vimos aqui para criar, mas o tempo que temos vindo e utilizado este espaço permitiu também que ele se transformasse em resposta a todos vós.

Por vezes, Eu pergunto se estais conscientes de quão criativos verdadeiramente sois. A criatividade pode chegar-vos de maneiras muito diferentes. Pode vir em experiências simples que tendes na vida diária. Pode vir na forma de criardes uma vida que seja bastante complicada ou cheia de muitas coisas.

Simplesmente porque tendes muitas coisas a acontecer à vossa volta, não é necessário que seja difícil ou complicado. Podeis sempre colocar a intenção de criar com facilidade.

Eu estou a reunir as vossas energias a fim de perceber em que direcção gostaríeis de ir esta tarde. Há sempre tantos potenciais diferentes.

Está bem, Eu convido-vos a criardes um espaço para vós mesmos. Para alguns, pode ser como se estivésseis na criação da terceira ou da quarta dimensão em que podeis andar entre elas e tudo seja tangível para vós. Outros podem ter a sensação de um filme num ecrã ou mesmo de termos um cavalete e estarem a pintar.

Aqui dentro de tudo O Que É Eu, gostaria de pegar numa visão objectiva da vossa vida. Certo, podeis até escolher fazerdes os prós e os contra; as coisas que são boas e as que gostaríeis de transformar.

Enquanto fazeis isto, peço-vos para sentirdes onde reside a maior quantidade da vossa energia.

Parece como se houvesse muitos desafios diante de vós? Parece como se a estrada estivesse cheia de altos e baixos? Parece como se houvesse somente um vazio, um vasto espaço e vos estejais a questionar como preenchê-lo? Há algumas coisas que estou a captar de vós.

É muito interessante a perspectiva de alguém. Podeis ter uma experiência particular pela qual um grupo de pessoas vai passar e, enquanto algumas coisas podem ser familiares para a percepção de alguns, haverá também grandes diferenças.

Vós tendes a capacidade de mudardes a vossa percepção interior e, tal como outra pessoa pode ter uma percepção diferente do que quer que seja que ambos estão a olhar, do mesmo modo também podeis ter a sensação de passardes para o lado e vos abrirdes para uma nova percepção.

Então, vamos brincar com isso. Haveis criado algo que representa a vossa vida tal como é agora. Se assim o escolherdes podeis infundir emoções, podeis infundi-las com os vossos pensamentos e crenças, podeis acrescentar o que quer que a torne muito real para vós como se estivésseis completamente conectados com o que estais a colocar na vossa frente.

À medida que o fazeis, permiti apenas que tudo isso vos inunde. Senti o que significa para vós; permiti-vos vivenciar a vossa realidade.

Senti agora afastar-vos para o lado ou desconectar-vos dela, podeis sentir que virais num semi-círculo. Fechai os olhos. Estou ainda a reparar uma pessoa que está a apertar um botão, quando permitirdes que a vossa atenção e consciência volte plenamente, olhai apenas à volta.

Sem acederdes completamente às coisas, senti-vos absorverdes e assumirdes o que quer que esteja à vossa volta neste momento e, depois, voltar-vos ao redor, acenderdes a luz, aumentardes as sombras, abrirdes os olhos; o que quer que gosteis de fazer.

Voltai para a vossa situação presente. Vedes algo de diferente agora? Eu estou a rir enquanto ouço alguns dizerem “não, exactamente o mesmo”. Está certo. Mas, para outros, é como se houvesse uma pontada que parece uma mudança ou transição. Alcançai-a e olhai através dela; abri-vos e permiti-vos receber as percepções que estão lá.

Agora, Eu vou fazer também algo mais. Enquanto Eu, a Deusa, estou aqui falando com todos vós e a alinhar-me convosco, vou respirar ou enviar uma onda de energia para se deslocar através de vós.

Senti essa energia passar por vós. Pode esclarecer as coisas; pode permitir que tenhais uma nova percepção.

Respirai fundo dentro de vós e olhai para trás mais uma vez. Desta vez, enquanto olhais para o que quer que seja a criação ou percepção da vossa vida, Eu convido-vos a sentirdes como se vos estivésseis a abrir para um fluxo e deixai apenas a vossa vida fluir dentro e à vossa volta, aqui e agora neste espaço.

Enquanto isto acontece, podeis sentir e saber muitas nuances subtis. Pegai nelas, elas podem vir para vós agora ou talvez mais tarde. Permiti que as vossas energias criem conscientemente uma mudança enquanto olhais na direcção do que quer que isto seja.

Há alguns que estão a perceber que gostariam ainda de ter mais nas suas vidas. Há outros que estão a perceber que algo do que eles procuram já não é tão importante. Não existe certo ou errado. Existe apenas a abertura para estas percepções e permitir que elas vos inundem.

Eu vejo que cada um de vós se deslocou para um espaço mais aberto e mais abrangente na vossa vida. Eu convido-vos a respirardes e senti-lo dentro de vós.

A partir desta experiência, tendes a oportunidade de perceber como podeis mudar a vossa percepção em qualquer momento. Por vezes a mudança na percepção não irá fazer muita diferença, outras sim.

Há muito mais disponível para vós no plano da Terra e existe uma grande quantidade que está disponível para vós aqui fora no Universo e em Tudo O Que É. Eu convido-vos a virdes e brincardes nestas energias universais.

Deixai ir a criação e as percepções da vossa vida diária na Terra. Permiti-vos, simplesmente, desfrutar destas energias.

Todos têm estado em sintonia com as energias do corpo de luz. Elas estão automaticamente dentro de vós, em especial quando estais em Tudo O Que É. Abri a percepção de vos ligardes com o vosso corpo de luz.

Senti como ele se desloca dentro de vós. Senti o que ele significa para vós. À medida que sentis este alinhamento com o corpo de luz, permiti que ele ilumine o Universo para vós como se estivésseis aqui de pé no limiar e pudésseis ir onde quer que gostásseis de ir.

Incentivo-os a darem esse salto; senti-vos pairar e ir onde quer que gostaríeis de ir, há muitos planetas, há estrelas, há o Sol Central Espiritual que é a alma do Universo.

À medida que vos permitis sentir o alinhamento com o que quer que seja, abri-vos para receber a informação que possa estar lá para vós. Sinto que muitos de vós se permitem ir para esse lugar para onde ides durante o estado de sono.

Enquanto sentis as energias expandirem-se neste sentido, ficai abertos e senti a vibração e a essência de onde quer que estejais. Eu continuo a sentir as energias do que é conhecido como o Sol Espiritual Central. Continuo a sentir como se houvesse um íman que está a atrair muitos de vós lá.

Permiti-vos ir para esse espaço, se assim o escolherdes. Senti aproximar-vos dele; parece como o sol que vedes no vosso céu. A diferença é que, à medida que entrais neste brilho, não existe preocupação de calor ou de radiação ou qualquer uma dessas coisas.

Permiti-vos chegar adiante como se fosseis absorvidos ou vos fundísseis com ele à medida que entrais completamente nesta radiância. Em alguns de vós Eu pude sentir uma ponta de medo e esse medo foi imediatamente transformado enquanto percebíeis o amor e aceitação totais que é este espaço.

Quando recuais para a essência do núcleo do vosso próprio Eu ou entrais aqui na essência do Sol Central, esta energia é extremamente poderosa. É brilhante. Tem um ritmo. É uma vibração.

Essa vibração é amor. Amor que está aqui para vós. Amor que reforça tudo o que estais a fazer na vossa vida. Amor que vos dá essa sensação de serdes completos. Não precisais de mais nada, está tudo aqui. Vós sois inteiros, vós estais completos, é vosso.

Peço-vos que olheis à volta para quaisquer percepções que possam estar aqui para vós. De facto, se assim o escolherdes, trazei a vossa vida para este espaço. Eu tenho que me rir porque alguns dizem “nem pensar, eu não o quero como parte disto” e, no entanto, outros trazem as suas experiências de vida e é um meio de permitirem que tudo na sua vida seja totalmente impregnado com este amor.

Especialmente dentro deste espaço vindes para perceber que, quanto mais amais, mais amor existe. Quanto mais permitis dentro do vosso próprio Eu, mais permitis no que quer que possa estar à vossa volta.

Se estiverdes a sentir algo que seja carência, raiva, medo, frustração, deixai que isso surja neste momento e permiti que isto vos limpe. Permiti que passe de volta para a essência celular do vosso núcleo para criar um lugar de cura ou uma alteração de consciência que se desloque através de vós e ecoe completamente na vossa vida.

Enquanto desfrutais destes lugares no Universo, criai uma ligação especial dentro de vós para que possais voltar aqui com facilidade ou sejais capazes de trazer esta sensação para a experiência de todos os dias.

Está aqui sempre e disponível. Sempre esteve. Ao criardes uma sensação de renovação estais a permitir-vos uma experiência mais profunda de amor. Podeis também chamar isto uma forma mais profunda na qual vos vivenciais, a vós, enquanto amor.

Eu sei que alguns de vós gostariam de ficar aqui mais tempo e sois bem-vindos a ficardes o tempo que quiserdes. Para o resto, ou para Mim própria, vou começar a reunir convosco mais uma vez, convidando-vos a regressardes a Tudo O Que É.

Novamente, conforme vos falei ao início, olhai para a vossa percepção de Tudo o que É agora. Para a maioria, está diferente do que estava antes de partirem para a jornada no Universo. Assim, de novo, há muitas, muitas maneiras de poderdes mudar a vossa percepção, de criardes, assim, ainda mais do que gostaríeis de ter na vossa vida.

À medida que olho à volta para cada um, é como se estivésseis a cintilar e a brilhar com uma luz interior. Espero que cada um se abra e se veja como Eu os vejo. Eu vejo-vos pelo todo que sois, a essência humana e a divina e ainda mais agora essa parte vossa que está alinhada com o Universo.

Eu vejo-vos e não importa o que esteja a acontecer ou o que estiverdes a fazer. Eu amo-vos sempre.

Eu convido-vos a reunir-vos em grupo. É bastante interessante, enquanto chegais em grupo há na verdade uma carga eléctrica a girar à volta, é como se houvesse pequenos zooms eléctricos à medida que as pessoas entram em contacto umas com as outras.

À medida que cada um entra e respira profundamente, inspira a intenção de equilíbrio e de unidade, e é como se esses zooms se tornassem uma corrente eléctrica que se desloca através de todos. E subindo através dessa corrente eléctrica está o holograma da Terra.

Este holograma é quer Ariellis, a Terra Nova, quer a vossa Terra actual. Eu convido cada um a infundir do vosso coração para o holograma a essência deste fluxo aberto de amor e consciência.

Infundi esta energia consoante ela se desloca através de vós e para o holograma. Podeis ver como os próprios hologramas assumem a sua luz ou uma energia deles mesmos.

O que isto está a fazer é a infundir esse amor incondicional, essa mudança de percepção e essas ligações directas aos lugares no Universo; tudo isso vai para o holograma de uma forma equilibrada.

Vós permitis que estes hologramas sejam libertados, eles deslocam-se, movimentando-se para baixo como se estivessem a descer por uma corrente de energia. Ariellis movimenta-se na direcção da Terra Nova, o holograma da vossa Terra desce deslocando-se pela rede magnética e vai para o núcleo da Terra física.

À medida que atinge o centro da Terra, ele liga-se com aqueles cristais e com a pulsação da essência da Terra. E, a partir daqui, tudo o que estava dentro do holograma sobe da própria Terra e surge através da crosta terrestre. E isto funciona criando um maior equilíbrio de energias.

Estas energias deslocam-se através da atmosfera, através de todos vós e de tudo o que aqui está. Permiti-vos sentir o que isso representa. Assimilai a vossa própria experiência. E, de seguida, libertai a conexão e voltai para dentro de Tudo O Que É.

Eu convido-vos a regressardes ao espaço em que estáveis a trabalhar criando o que quer que fosse na vossa vida neste momento. Tenho a sensação de que cada um está a ver isto com novos olhos. Infundi as energias do Universo na vossa percepção da vida diária.

Assimilai novas oportunidades e deixai que elas vos banhem. Incluí as novas criações ou o que seja, como se estivésseis lá em frente deste espaço e deixai que elas vos inundem.

Convido-vos a deixardes que tudo isso vos penetre; deixai que isso permeie a vossa consciência, senti-o como se equilibra dentro de vós. A partir daqui, podeis ter a sensação de mudardes uma vez mais.

Parai brevemente no plano da alma, senti soltardes alguma dessa energia da vossa divindade. Permitis depois que o vosso foco e consciência continuem a descer.

Ela desloca-se através de vós, voltando para a rede cristalina. Podeis fazer uma pausa de novo, dentro da rede magnética, enquanto de novo vos aclimatizais à atracção vibratória da Terra.

Inspirai a essência deste espaço; deixai que ela flua através de vos e permiti-vos fluir para baixo de tudo isto até fluirdes a vossa consciência de volta para o corpo físico.

Consoante permitis que a vossa consciência se misture uma vez mais na realidade física, podeis precisar de empurrar os limites para permitir que este conhecimento expandido se integre mais plenamente dentro de vós.

Inspirai, senti essa inspiração enquanto ela se desloca através de vós, respirai ancorando-a interiormente e inspirando-a até para cada célula.

De novo, aproveitai este momento e considerai a vossa vida. Estais aqui de volta à realidade física. Inspirai, ligando-vos com o que tendes acreditado e, enquanto expirais, soltai conscientemente tudo em que haveis acreditado e deixai que novas percepções vos inundem tomando o lugar das velhas percepções e crenças.

Concedei-vos uma hipótese de aceitardes isto como uma realidade nova. Podeis criar mudanças através da alteração das vossas percepções. Podeis ter uma base de permitirdes que tudo esteja na vossa vida através do amor.

Aceitar o amor na vossa vida cria mudanças maravilhosas. Podeis sentir isso tudo, podeis aceitá-lo, podeis permitir que flua na vossa vida com facilidade.

À medida que vos adaptais de volta ao corpo físico, Eu convido-vos a regressardes para dentro da sala.

Consoante vos movimentardes esta próxima semana na vossa vida, convidamos-vos a abrir-vos e sentirdes conscientemente o fluxo de consciência e, se precisardes de mudar a vossa percepção, voltai-vos mais uma vez, purificai o ar, fazei o que quer que possais para permitirdes que essa nova percepção seja conseguida.

Sabei que Eu estou sempre convosco e dentro de vós.

Ansaluia

 

Shelly Dressel a canalizar a Deusa da Criação. Todos os direitos reservados. Convidamo-lo a partilhar esta informação, mas pedimos que não retire nenhum excerto do corpo do texto e que respeite os direitos autorais desta mensagem. Para mais informações, por favor visite o nosso sítio na Web: www.goddesslight.net

Fonte:http://spiritlibrary.com/goddess-light/goddess-channelings/in-the-flow-of-lightbody-energy 

Tradução: Ana Belo – anatbelo@hotmail.com

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Deusa da Criação|   |Voltar Home|