VIDA ALEGRE ALEGRE!
Mensagem da Deusa da Criação canalizada por Shelly Dressel
Domingo, 18 Julho 2010


 

Tal como muitas das canalizações da Deusa, esta mensagem está cheia de muitas camadas de energia diferentes. Ela começa por falar da intensidade da energia neste momento, lembrando que é essencial permitir que a energia flua através de vós. Muitas pessoas estão a sentir-se oprimidas, mais estimuladas e como se as coisas fossem demasiadas. Se puderem lembrar de permitir que a energia flua através de vós, encontrareis grande equilíbrio e ancoramento dentro de vós. A Deusa fala longamente sobre a percepção. A vossa percepção é tudo. Ela cria a estrutura base do que vós pensais e sentis e tem um impacto directo no modo como o vosso dia ou a vossa vida se desenrolam. Este canal apoiar-vos-á a olharem para vós e, se necessário, a mudarem as vossas percepções. A vossa percepção é a expressão de como estais na vossa vida. Se olhais à volta e tendes a sensação de que as coisas estão escuras e pesadas, manifestareis uma vida em sintonia com isso. Se mudais a vossa percepção da mesma situação, descobrireis que existem respostas que não sabíeis que tínheis.

A Deusa falou directamente sobre a procura de relacionamentos, de empregos de abundância, de crianças e mais. Apresentou-nos uma questão: “estamos nós a sentir-nos sós porque não temos um relacionamento?” Se vos sentais com essa questão, podeis então perguntar-vos “sinto-me só porque não encontrei ninguém ou sinto-me só porque estou dessincronizado comigo mesmo? Da mesma maneira, “Estou procurando abundância porque não tenho um emprego ou estou procurando abundância porque a minha vida me parece inferior?” À medida que vos moveis passo a passo, percebereis como realizar uma mudança dentro de vós que terá impacto no resto da vossa vida. Tudo está interligado.

Shelly Dressel 


   
Nama sika; venia benya EU SOU Um, EU SOU O Todo

Eu vos saúdo, amada família. Eu dirijo o meu fluxo de energia para e à volta de cada um de vós à medida que vos juntais a mim para a experiência desta tarde. Envio-vos o meu amor, envio-vos a minha energia como se abraçasse cada um de vós como um querido amigo que se senta convosco, talvez segurando a vossa mão, talvez com os nossos braços à volta um do outro. Abri-vos para receber a minha presença, porque estou aqui dentro de vós.

Amo tudo o que se está a passar neste momento na face da Terra. Aprecio imenso a transformação que já aconteceu e a que está para vir. Vós estais como que no limite de admiráveis novos potenciais. Estes potenciais têm andado sempre ao vosso redor, de uma forma ou de outra. Mas quanto mais trabalhais com estas energias, mais vos permitis abrir e sentir o que é isto; mais está disponível para vós. 

As energias são imensas e para aqueles de vós que têm estado recentemente a lutar com elas, digo-vos Eu, lembrai-vos de respirar e lembrai-vos de ter a sensação de um fluxo que se move através de vós. Vamos praticar uma vez mais, respirai outra vez devagar e profundamente como se estivésseis a respirar a energia que vos cerca. Estais respirando através do vosso nariz; estais respirando através dos vossos pulmões, através do vosso coração e a enviá-la para o vosso corpo, para as vossas pernas, e senti como ela continua para a Terra.

Se sentis que estais tendo sintomas físicos tais como dores de cabeça, dores e aflições, dores no peito, desconfortos respiratórios, coisas como estas, dir-vos-ia, primeiro e antes de tudo, que vos focassem na criação de um fluxo de energia movimentando-se através de vós. Vejo que o que está a acontecer é que, muitos de vós, estão a convidar estas energias intensas para virem e vos ajudarem nas vossas vidas. E então, como elas vêm, juntam-se e acumulam-se dentro de vós e as coisas parecem estar cortadas ou compartimentadas. É por isto que expresso a importância de se lembrarem de deixar a energia fluir através de vós. Consigo sentir a mudança já tendo lugar dentro de cada um que aqui está.

Agora, permitam que a vossa consciência mude de maneira a sentirem que o vosso corpo físico se desprende. Ao fazê-lo, estais a permitir que o vosso foco se mova até vos sintonizardes com a rede magnética. Aqui dentro da grade magnética podeis sentir os impulsos da luz, ou ver ou senti-los, enquanto se deslocam ao longo deste espaço. Vós vindes aqui frequentemente quando vos expandis para o vosso mais elevado eu. Reconheçam o que está aqui para vós.

Permiti que as vossas energias se transformem ainda mais, assim que deixais para trás a força magnética da Terra e vos deixais ir através do espaço de interligação da grelha até sentirdes a essência da grade cristalina. Aqui, dentro deste espaço, podeis sentir ainda mais a vossa essência. Enquanto aqui estais dentro das energias cristalinas, senti que vos abris e percebei como as vossas próprias energias se expandem e vibram dentro deste alinhamento. É onde vós trabalhais com energias numa base bastante consistente.

Convido-vos a prosseguirem a viagem mudando para o plano da alma. À medida que encontrais as vossas energias deslocando-vos neste espaço, sintam a sintonia com a vossa Presença Eu Sou. Muitos de vós fundem-se imediatamente, mas eu convido-os a pararem um momento para olharem realmente para a vossa divindade. Ao olhardes para a vossa divindade podeis intuir, ver, sentir várias cores de diversos aspectos, que formam quem sois.

Podeis ter também a sensação de estardes vendo energias ou vibrações que se alinham com outras experiências: tudo é uma parte do todo. Expandindo a vossa percepção, sentis uma maior consciência ao olhardes para quem sois. Portanto, quando vós alcançais e vos fundis completamente com a vossa divindade, podeis senti-la mover-se de um modo cada vez mais profundo. Senti o amor, senti a aceitação, senti a consciência de quem sois. Isto sois vós e, enquanto olhais para a vossa vida presente, existe uma sensação de completa aceitação em relação a quem sois.  

Eu, a Deusa, movo-me dentro deste espaço para me poder fundir convosco. Ao fazê-lo, trago comigo a luz de quem EU SOU para que isso vos ilumine mais, então podeis perceber o que é. Imediatamente nos movemos para Tudo O Que É, assim que as minhas energias se fundem com as vossas.                                 

Olhai em redor de Tudo O Que É, vejam o que aqui está. Há tanta coisa acontecendo na vossa vida. Todos sobre a Terra, não importa quem sejais, se a vossa vida é conscientemente preenchida com coisas, pessoas e projectos, ou se vos parece estar vazia, ainda assim há muito acontecendo dentro e à vossa volta.  

Com a vossa última abertura haveis mudado para um lugar de maior autonomia interior (referência à teleconferência de 07-04-10, Abra-se à Liberdade Dentro de Si). Deixastes ir velhas energias, antigos ideais que já não funcionavam mais, para que pudésseis sentir a sensação de liberdade. Como foi isso para vós? Senti-vos como sendo quem verdadeiramente sois? Ou, para alguns, isso parece ter aberto ainda mais potenciais ou coisas para tomarem em atenção?

Quero colocar-vos uma questão: se só pudessem ter uma coisa na vossa vida, qual seria? Isto faz-me sorrir porque ouço uma chuva de palavras diferentes. Para muitos, é preciso ver o que a palavra energia ou essência representa. Ou estais buscando mais abundância, relacionamentos, um novo emprego, talvez um carro ou uma casa, talvez crianças, talvez uma saúde boa: estas são apenas algumas respostas que escutei quando vos coloquei a pergunta. Então, quer seja isto ou qualquer outra coisa completamente diferente, todo o núcleo essencial da criação dentro da vossa vida vem de dentro de vós. Vem da vossa relação com vós mesmos.

Considerai que alguma coisa pode estar a acontecer na vossa vida. Talvez algo que seja um desafio para vós neste momento e, considerando qualquer que seja ele, de que modo é influenciado por coisas exteriores a vós? Por exemplo, faz-vos sentir que não haveis recebido o que haveis querido, porque não conseguistes um emprego e é essa falta de emprego que constitui o choque?

Senti-vos como se não estivésseis realizados na vossa vida, porque não se manifestou para vós uma relação e é essa falta de relacionamento que é  a causa? Para outros, senti-vos como se estivésseis num espaço de carência e isto porque não tendes dinheiro, seja de um emprego, da lotaria ou seja do que possa ser, para vos apoiar? Quando pensais acerca disto, parece óbvio que a carência dentro da vossa vida vem de fora de vós. Mas eu desejo mudar essas energias dentro de vós esta tarde, porque à medida que olhais dentro de vós mesmos e considerais como vos sentis deixais que esse seja o vosso foco; as coisas manifestar-se-ão de maneira diferente.

Comecemos pela abundância. Se a abundância não é algo que vos preocupa, permiti-vos então apenas sentir-vos no fluxo e deixai que estas palavras passem por vós. Quando pensam em abundância na vossa vida, muito fazem-no na sua forma monetária; eu desejava ter, e podereis inserir qualquer que seja a moeda do vosso país; isso faz sentido para vós. Pensais em abundância como tendo as vossas contas pagas, poupanças no banco, capacidade para pagar aquilo que vos surge na vossa vida diária.

Convido-vos a respirar aqui profundamente e dentro de Tudo O Que É, a abrir a vossa consciência e a deixar que a energia do universo se derrame através  de vós. Enquanto sentis essa energia deslocar-se em vós, senti quanto dela representa o dinheiro. Sintam-se alcançando essa energia e retirando dela todo o dinheiro que necessitais e, enquanto o fazeis e sentindo que ela vos vai preenchendo, eu lembro-vos apenas para não a segurardes dentro de vós. Enviai-a através da vossa consciência para o fluxo daqueles que vos rodeiam. Assim que vos digo isto vejo que alguns de vós imediatamente voltam para o estado de carência. Então, abri-vos e deixai esse fluxo de abundância vir para vós e para o que vos rodeia, uma e outra e outra vez.

Pode ser que preciseis de praticar este exercício e abrir-vos ainda mais para que uma maior quantidade de energia flua através de vós, até vos sentirdes completamente confortáveis. De seguida, quando deixardes conscientemente a energia fluir de vós para o universo, reconhecei que estais imediatamente preenchidos de novo. Assim, estareis criando uma base para aquilo que sentis que é ter imensa abundância económica dentro e à vossa volta.

Agora, quando regressais ao próximo passo de como manifestar abundância nas vossas vidas, eu ouço que alguns de vós gostariam de se sentar em casa ou lugares que vos trazem alegria, amor e entusiasmo e o dinheiro estar simplesmente lá, não precisais de pensar acerca disso, considerá-lo ou fazer seja o que for para o ter, ele apenas está lá. Isto é absolutamente uma possibilidade. Há outros que têm a sensação de estarem nessa energia expandida e nesse fluxo e reconhecem que ir para a comunidade os conduz a um alinhamento mais próximo do que desejam, seja através de trabalho, conexões, família, amigos, seja o que for. É uma outra forma de manifestar abundância. Outros ainda podem ter uma sensação de dádiva, como ganhar a lotaria ou outro golpe que de uma assentada traz abundância para as suas vidas.

Até agora chamei aqui algumas coisas; isto não quer dizer tudo. Podeis sentir como a energia se contraiu ou estreitou, porque falámos de algumas maneiras específicas de manifestar abundância. Mas convido-vos mais uma vez a darem um passo atrás e soltardes isto e, em vez disso, vos abrirdes para o intenso fluxo de abundância do universo. E mais uma vez podeis sentir a diferença agora, porque a vossa energia se expande muito mais.

Existe tanta abundância que não tem nada que ver com dinheiro ou finanças. Pensai na abundância de amor. Pensai na abundância de árvores, relva, flores. Pensai na abundância de pessoas, animais, no que quer que seja que possa estar à vossa volta. Vede como vos sentis. E descobrireis que a vossa energia permanece expandida enquanto permitis que esse fluxo esteja dentro e em vosso redor. Quando ficais muito ansiosos por causa da falta de abundância, é muito benéfico que vos lembreis de permanecer no fluxo de toda a outra abundância, dentro e à vossa volta.

Convido-os a mudarem o vosso foco para os relacionamentos. Quantos de vós se sentem completamente felizes com as relações que têm nas vossas vidas? Quantos de vós têm procurado um relacionamento particular? Para alguns isto pode ser ter crianças na sua vida, para outros, um companheiro, para outros, companhia ou pessoas com quem trabalhar. Os relacionamentos têm um impacto sobre as vossas vidas, de muitas, muitas maneiras diferentes.

Trazei isso à superfície e perguntai-vos se há uma falta, e como é que essa falta de um relacionamento vos faz sentir? Quanto de vós se foca na falta ou naquilo que não está a ocorrer? Olhai sob essas energias e ide dentro de vós como se estivésseis indo para dentro das vossas consciências. Perguntai-vos o que falta nas vossas vidas, no que respeita a relacionamentos. Perguntai a vós mesmos, a partir deste espaço de consciência expandida, se existe alguma outra maneira de esse sentimento, essa essência, essa energia se manifestar na vossa vida? Se não existe senão um potencial em que vos focais, o que é que o está limitando?

Se estais procurando um relacionamento porque buscais essa conexão com alguém, a sensação de criar uma vida juntos, a energia da profunda, profunda maneira como esse amor se reflecte entre vós e outro ser humano, perguntai a vós mesmos se estais sentindo esse amor, essa conexão com alguém na vossa vida, neste momento. Porque se é possível para vós encontrardes alguém, talvez como substituto ou como um meio de vos focardes nessa energia, então podeis mudar a vossa consciência para o que é sentir-vos como se já tivésseis realmente o que estais procurando. Quando digo isto às pessoas a próxima coisa que ouço de volta é: “mas não, não é isso; não, não chega; não, eu quero a coisa real e não quero o substituto!” Assim, respirai profundamente, absorvei as energias e deixai-as mudar e deslocarem-se através de vós.

O universo compreende que, em última instancia, quereis o que quereis. O universo compreende também que, quando vos sentis bem, é mais fácil para vós manifestardes o que quereis. Esta é uma das razões pela qual eu vos aconselho que procureis qualquer coisa com uma energia semelhante ou uma experiência semelhante, para que possais colocar o vosso foco na energia e ela se abrir mais, e mais potencial haverá para manifestardes o que verdadeiramente buscais nas vossas vidas.

Aqui em Tudo O Que É, vós tendes tudo o que quereis. Quando estais neste espaço de expansão não há dúvida de que podeis manifestar o que quereis ter. Deixai-me mudar um pouco a marcha e perguntar-vos acerca da energia do mérito. Muitas vezes ouço pessoas a dizer “mas eu mereço isso”; isso pode acontecer num contexto de “Eu estudei durante oito anos, portanto eu mereço um emprego que pague x salário”. Ouço: “Tenho sido realmente bom e consciente durante a minha vida e por isso mereço que me acontecem coisas boas”. Outra coisa é quando outras pessoas podem dizer “Tu és tão boa pessoa, tu mereces ter o que quer que seja que estejas buscando”.

E, já que falo disto, não há nada de errado nessas afirmações porque elas reflectem absolutamente a realidade que está por detrás dessas palavras. Mas, quando usais palavras tais como merecer, junto com ela vem a energia subjacente do não merecimento e, portanto, ela chega com uma energia de julgamento, porque se julgais que mereceis ter isto, então estais a dizer, por outro lado, que isso não aconteceu; que deveis ter feito algo de errado que impediu  que isso acontecesse. É o “merecimento” uma palavra ou energia que faz parte da vossa vida? Eu encorajar-vos-ia a deixarem-na ir, da mesma maneira que vos convido a soltarem o julgamento em qualquer forma que exista nas vossas vidas.

Ao estarmos aqui neste espaço de Tudo O Que É, todas estas energias e potenciais estão aqui à volta; vou sentir que as energias mudam de modo a moverem-se através de vós, limpando qualquer coisa que esteja a impedir que isso aconteça nas vossas vidas. Convido-os a sentirem deixar que a vossa consciência se abra, expanda e liberte o que já não funciona mais para vós. Libertai o desapontamento, libertai o medo, soltai a ansiedade (Respiração profunda) e, com tudo o que está a acontecer, é como se houvesse uma onda de energia que sente como alegria, que se sente como entusiasmo e como se estivesse borbulhando dentro de todos os que aqui estão. Permiti-vos então rir, permiti-vos a sensação de estardes pulando para cima e para baixo de alegria. Porque ao sentirdes alegria, ao rirdes, estais num espaço de descontracção que permite que coisas maravilhosas aconteçam nas vossas vidas.

Quando vos sentis bem convosco, estais no fluxo das vossas energias divinas. Quando vos sentis felizes e animados é como se avançásseis mais um passo para dentro das energias da vossa divindade. Vós sois a vossa vida . Vós estais criando. Assim, para cada uma dessas coisas que sentiram como se estivessem retiradas de vós, que sentiram como se estivessem fora de vós, ainda assim estavam a mantê-los no lugar que queríeis ou a pessoa que queríeis ser. Então, tenham a sensação de deixar ir. Deixai-vos estar nesse espaço de felicidade, de animação, de saber quem sois vós aqui dentro de Tudo O Que É, enquanto permaneceis no fluxo de energia e de luz.

Agora permiti que o vosso foco se centre na criação de dias que vos fazem sentir alegres, felizes e conscientes. Lembram-se dos tempos em que sentiam o riso vir sem razão nenhuma aparente? Podeis pensar nos tempos em que vós e um amigo ou um amado, lembrando-se de alguma coisa ou tendo uma experiência em que apenas riam e davam gargalhadas um com o outro e em que ninguém à vossa volta parecia compreender qual era a piada! Podeis ter dessas experiências dentro de vós tantas vezes quantas quiserdes. A vossa divindade quer que tenhais uma vida plena de risadas, de alegria, animação e de completa compreensão de que não importa o que quer que esteja acontecendo na vossa vida, estejais contentes, estejais em paz. Às vezes, quando estais manifestando o que buscais manifestar, que é tudo o que quereis ter, não é na verdade senão uma ponta da própria base daquilo que vai crescer.

Vós como consciências humanas podeis apenas aceitar, o que quer que seja que aceiteis. À  medida que encontrais o riso e a alegria nas vossas vidas e permitis que eles assim se expandam, começarão a reconhecer que a vossa percepção cada vez mais se expande e expande. Até que percebeis que, durante muito tempo na verdade, tivestes apenas uma percepção tão limitada do que queríeis para vós. Deixai ir os antolhos, deixai ir a limitação, deixai de manifestar a luta, abri-vos para uma vida que é criada através da alegria, através do entusiasmo.

À medida que tudo isto vai sendo ancorado dentro de cada um, tende a sensação de voltardes juntos como um grupo. Como se reúnem uns com os outros, olhai à volta e vede quão brilhante é a luz que emana de cada um de quem vós sois. Eu ainda vejo alguns com risinhos escondidos atrás das mãos, rindo de uma piada ou outra e, naquela sensação de divertimento, vós vedes o holograma da Terra. Isso inclui o holograma de Ariellis e eles vêm sobrepostos um ao outro. Como eles entram dentro do grupo, tende a sensação de fluir esse sentimento de alegria, esse sentimento de consciência para esses hologramas à medida que eles se movem.

Os hologramas começam eles próprios a emanar uma vibração. É como se fosse a pulsação ou luz ou energia que começa a emanar deles. Vede como mudam na Terra, o holograma da Terra move-se para baixo como se fundisse com a Terra física. O holograma de Ariellis move-se para fora e alinha-se com Ariellis, também conhecida como Nova Terra. Através deste mecanismo, vai-se criando cada vez mais uma ponte entre a Terra e a Nova Terra, então cada um de vós pode mudar a sua consciência e o seu foco de um espaço para o outro com cada vez maior facilidade.

Como o holograma da Terra se move através da grelha magnética, um aspecto ficará  aqui e o remanescente vai para baixo e ancora na Terra. (Respiração profunda) A Terra encontra um alinhamento ou uma integração e toda ela emana então vindo para cima através da superfície, vindo através da relva, das árvores, da água, a Terra, vindo para cima através das pessoas, dos animais e do espaço. É como se isso criasse uma mudança no alinhamento que permite mais alegria e mais riso na vida de todos e, enquanto isso acontece, é como se alguma dessa intensidade se dispersasse e desprendesse criando uma mudança na consciência de todos sobre a Terra.

Cada um de vós permitirá então que o seu foco regresse para dentro de espaço de Tudo O Que É, e então tendes a sensação de mudar de novo para o plano da Alma. Enquanto o fazeis, senti que deixais a maior parte da vossa presença EU SOU aqui dentro deste espaço. Permiti, então, que o vosso foco se dilua uma vez mais na grelha cristalina. Ao permitirdes que as vossas energias se fundam dentro deste espaço, sentis a mudança na percepção devido à jornada que tendes vindo a fazer. Quanto mais vos abris para uma maior alegria e riso, mais a vossa percepção pode mudar na vossa vida diária.

Moveis-vos então um pouco mais profundamente, um pouco mais para perto da Terra. Descobris que vos deslocais através da rede magnética e, enquanto o fazeis, começais a sentir a atracção da gravidade da Terra. Através dela sentis as vossas energias enquanto voltais para dentro de vós. Senti o vosso corpo físico à medida que as vossas energias fluem para baixo e à volta do vosso corpo físico. Senti como a energia do riso e da alegria é leve dentro de vós.

Mais uma vez afirmai abundância, como ela começa dentro de vós e emana para fora. Mais uma vez afirmai relacionamentos, como eles começam dentro de vós e emanam. Trazei alguma coisa da vossa vida que procurais ter (respiração profunda) e respirai isso para dentro de vós, respirai para a essência do núcleo de quem sois, dentro do vosso corpo físico. E então, através deste espaço de riso e alegria, tende a sensação de a enviar para fora na intenção de vos alinhardes com o que quer que procureis ter (respiração profunda) ,e depois convidai-a a voltar para dentro de vós.

Senti como mudais e vos ajustais a integrar essa energia. Senti o que é ter realizado o que quer que seja que buscais ter. Afirmo a cada um de vós que, manifestar a partir de um lugar em que vos sentis bem, onde sois felizes, criará uma grande quantidade de facilidade e manifestação na vossa vida. Permiti que a alegria seja uma parte integral da vossa vida.

E, com isto, eu encorajo-vos a respirar fundo, podeis mais uma vez ancorar-vos sobre a Terra e, enquanto permitis que as vossas energias regressem à Terra, estou receptiva a questões que possais ter. Podeis pressionar *6 no vosso telefone e isso permitirá que entrem neste espaço.

Pergunta: Olá (Olá, mal consigo ouvi-la). Muito obrigada por esta jornada, estou muito grata. Pergunto se me poderia dizer qual a meditação mais indicada para mim neste momento, para me curar e avançar espiritualmente.

Resposta: Está bem. Pode dizer-nos o seu nome, por favor, para que possamos ligar-nos um pouco mais profundamente, e depois respire fundo. (Darleen) Darleen. Está bem, Darleen, sinta-se a respirar profundamente e a fundir-se connosco. Antes de tudo, deixe-me enviar-lhe um abraço de amor e energia e convidá-la a sentir abrir os seus braços e a receber as minhas energias como se fosse uma brisa que flui e se desloca através de si. Lá vamos nós.

Vejo um grande número de coisas a acontecer na sua vida, como se andasse a fazer malabarismo com muitas coisas diferentes acontecendo e tentasse encontrar o espaço e o tempo para realizar tudo o que procura realizar. Assim, o que penso que seria mais benéfico para si era uma meditação, ou permitir que a sua respiração ou o seu foco esteja em conexão com o seu eu como no início desta jornada quando todos respiravam para dentro de si mesmos. Isto é o que leva a que as energias que estão dispersas de muitas maneiras voltem para dentro de si, ao focar-se na sua respiração ou na sua energia. Deste modo, fazer qualquer coisa como isto ajudá-la-á a sentir-se mais equilibrada e centrada e, a partir desse espaço de centro e equilíbrio, pode então ir para o seu dia-a-dia e todas as coisas que a mantêm tão ocupada terão uma energia mais focada, e não se sentirá tão esgotada/exaurida. Isto também a capacitará a ter uma conexão mais profunda com a sua divindade, que a ajudará a expandir a sua espiritualidade. Isto ressoa consigo amada?

Sim, ressoa, muito obrigada.

Está  bem, vemo-la a parar e a fazer essa respiração a meio do dia. Vemos alguns dias em que pode fazer isto 10 vezes e outros em que pode fazer somente uma ou duas. Pode fazê-lo durante um período maior de tempo quando tem tempo, ou arranjar um lugar onde possa respirar duas ou três vezes e terá o mesmo efeito.

Muito obrigada.

De nada.

Pergunta: Olá Deusa, sou a Norma. Tenho uma questão. Há muita discussão e sentimentos acerca da necessidade de deixar a Florida. Isto faz-me infeliz. Não é o que eu realmente quero fazer mas, ao mesmo tempo, sinto que sou chamada talvez, talvez na direcção do Centro-Oeste. O que vê acerca disto?

Resposta: Ummm. Neste momento sinto que está a falar de duas coisas distintas. Quando referiu que há discussões sobre deixar a Florida temos a sensação que, quase a população em geral, ahh, como se fosse o Derrame de Petróleo do Golfo, que existem problemas antecipados que motivam as pessoas a partirem. Está a falar acerca disso? (Sim) Está bem. (E se eu quiser partir, qual seria um bom local para onde ir?).

Sim. Bem, primeiro que tudo desejo dizer que muita dessa sensação, tal como essa consciência colectiva, é baseada no medo, baseada nos media e nas palavras que os media veiculam. Sentimos que há uma mudança no ar. Sentimos que há uma mudança na água; sentimos que há muita mudança que envolve a Florida, mas a necessidade de haver uma partida em massa não ressoa connosco. Parece que muita gente escolherá deixar a área, porque talvez já não goste da energia da Florida, porque a energia está para mudar. Como ser prejudicial para a saúde, várias razões como esta; nesta altura não ressoa em nós que qualquer coisa esteja para acontecer. Parece que muito disso são apenas os media a falar. Isto ressoa consigo?

Ah, mais ou menos, mas ao mesmo tempo tenho tossido muito e quando fui ao médico ele disse que pensava que eram alergias. Sou muito sensível a qualquer tipo de químicos e outras coisas. (Ummm) Tenho fibromialgia e qualquer coisa estranha no ar eu apanho.

Está  bem, estas coisas respiratórias de que falou e as estranhezas no ar parecem ser alergias, concordamos com isso. São do Golfo. São de outras coisas que se passam. Não estamos 100% convencidos de que seja proveniente do Golfo, que seja daí que a alergia é proveniente. Mas, a questão é sobre si e sobre o que parece certo para si. Então, se tem sintomas. Se este tipo de coisas continuar recomendamos que pense em mudar-se e, quando nos fala do Centro-Oeste, sentimos como que um pouco de luz e energia à volta, por isso pensamos que seria benéfico para si. Parece que o clima e a energia são completamente diferentes pelo que seria bom, mas sentimos ainda qualquer coisa mais, não sentimos o Centro-Oeste como sendo Iowa, Nebraska ou o Norte com a neve e o gelo, parece ter mais a ver com o Sul do Centro-Oeste. É isso em que está a pensar?

Bem, eu sou da Cidade do Kansas e estava a pensar, sabe, não sei, Ashville ou outro lugar. (Uhmm) Eu adoro a praia e essas coisas, mas neste momento não parece, qualquer coisa não parece certa. (Uhmm) Eu realmente não sei o que é. (Está bem, então) Embora eu não goste de tempo frio.

Certo, captámos isto em si. Então vemos que por um lado, isso lhe dá algo para olhar para as suas possibilidades e potenciais, mas a nós parece-nos que, neste momento, há muita coisa a mudar e talvez devesse dar a si mesma mais tempo. Ou talvez olhar para as suas alternativas e, quando chegar o tempo, se precisar de se mudar, saberá então o tempo certo para o fazer.

Está  bem, muito obrigada.

De nada.

Pergunta: Alô. (Alô) Oi, obrigada por atender o meu apelo. (De nada.) Na verdade, eu estava a falar consigo há umas semanas atrás e a conversa foi interrompida, então vou pôr de novo a minha questão. Estava a perguntar se eu poderia representar nesta altura, ou se deveria esquecer a representação e ir para Nova Yorque ainda fazer representação.

Resposta: Uhmm. Pode dizer-nos o seu nome e também onde vive? (O meu nome é Teresa e vivo em Los Angeles) Em los Angeles, está bem. Vemos que tem algum sucesso na sua representação, temos também uma sensação de limitação à sua volta. Recomendaríamos que fizesse o que diz quando pensa ir para Nova Yorque, é como se lá fosse representar e fazer Peças e coisas assim frequentemente, mas vemo-la a fazer um tipo de trabalho de TV. Está procurando a TV ou representar em cima do palco? (Sim, era mais TV.) Sim, também é o que vemos para si. Assim, vemos que há uma oportunidade para si em Nova Yorque que anda à volta do trabalho de representação, mas temos a sensação de que há mais disponível para si fora de onde está. Parece que há também limitações em torno de si, como se tivesse metido num nicho e ainda não tivesse saído dele, ou como, ah, é como se tivesse sido de algum modo catalogada como um certo tipo de actriz. De alguma forma, é como se estivesse em algum tipo de caixa.

Deste modo, aconselhamos-lhe que respire fundo connosco e, à medida que inspira fundo, tenha a sensação de se ver dentro dessa caixa e, ao expirar profunda e conscientemente, de modo consciente, sinta-se a empurrar-se dessa caixa, puxando-se para fora e como que a sacudir os braços, as suas pernas, o seu corpo e, ao fazê-lo, respire de seguida uma energia que vai limpar a sua área e clarificar a sua energia. Agora, é como se nós subitamente sentíssemos como que uma vertigem a expandir-se nas suas energias depois de o fazer, e diríamos que olhasse à volta onde vive neste momento e talvez para ver oportunidades que não considerou no passado, porque parece que há oportunidades de trabalho para si aí onde vive. Parece, ainda, que queria ir para Nova Yorque por haver lá trabalho disponível para si e parece que haveria um contrato que seria escrito antes de se mudar, ao contrário de se mudar para lá e ver o que podia obter. Mas, parece-nos que há bastante trabalho para si à sua volta e que apenas precisa entregar-se, agitar-se de tempos a tempos, expandir a sua energia e ser muito consciente de permanecer fora de uma caixa ou fora de limitações.

Está  bem, então as limitações são sobretudo as que me imponho a mim mesma. (Exacto.)Eentão tenho que expandir-me e depois posso ser bem sucedida. (Exacto, porque vemos imenso trabalho, quer em Los Angeles quer em Nova Yorque.) Está bem, isso parece maravilhoso!

Bom, pode sentir a diferença como agora mesmo que estamos expandindo essa caixa e  a livrarmo-nos dela.

Sim, sim, posso, e depois posso continuar a fazê-lo diariamente para alcançar mais. (Exactamente, exactamente.) Continuar a fazê-lo diariamente.

E algumas vezes pode ainda decidir – ao despertar – fazer alguma respiração – talvez possa fazer este pequeno exercício e depois disso vai ver que trabalhos podem estar disponíveis, ou procurar, quaisquer que sejam as suas fontes. Desta maneira, entrais neste espaço de expansão quando estais no processo de olhar, ou indo a entrevistas, ou indo a empregos, a Audições.

Sim, soa muito bem, muito obrigada.

Não tem de quê.

Pergunta: Alô, Deusa, como está? (Bem, obrigada.) Chamo-me Sammy e moro no Texas. Queria apenas colocar uma questão. (Uhmm. Não consegui compreender o que ele disse.) Eu quero saber como me conectar com outra parte de mim mesmo… (Não consegui entender.) Quer saber como se conectar com outra pessoa? Outra parte de mim em outra realidade.

Resposta: Coisas como essa estão a tornar-se cada vez mais fáceis para as pessoas, porque as energias se tornam mais transparentes, o véu entre as pessoas e o universo ou a terra torna-se mais estreito. Mova-se para o plano da Alma tal como fizemos nesta jornada, fique lá e sintonize-se com a sua presença EU SOU, pode então perguntar “qual é o outro aspecto que sou eu que é a minha vida”. Ou ainda, se é uma outra vida completamente diferente, o que significa uma vida paralela à sua. É uma maneira de olhar a grande imagem expandida das coisas. Se quer entrar mais em contacto, digamos, numa base diária, com uma parte de si que sente que está escondida, então ao fazer estes exercícios nos quais respira para dentro e abre o seu coração, pergunte-se as seguintes questões: “de que é que não estou consciente?”; “o que é que preciso para me tornar consciente de”, ou declare apenas “eu escolho abrir-me para o que está escondido de mim neste momento”. Receba as palavras que surgirem. Especialmente criar esta ligação com a sua divindade e a sua presença EU SOU vai permitir-lhe obter um fluxo maior a mover-se através de si, de modo a que as palavras possam surgir mais prontamente. Temos a sensação de que tem uma conexão mais profunda com a sua divindade; bem, sempre o soube, mas sentimos que tem mais conhecimento da sua consciência do que o que acredita ter. Sentimos que recebe nuances ou tem sensações acerca de coisas ou tem um sentido das coisas, e que as releva ou pensa que não é real. Então, ao abrir a sua intenção e a sua consciência para confiar nestes insights à medida que eles lhes surgem, fará com que eles se tornem mais fortes e mais fácil para si a sua compreensão.

Estou pensando nisso também porque o facto de estar consciente de uma outra porção de mim noutra realidade a partir da realidade que esta oferece, também um dedo, sabe o que estou a dizer em outra realidade. Eu percebi, finalmente, que há alguma coisa mais na vida que me fascina, os seres humanos fascinam-me, tudo à minha volta me fascina. É quando isso penetra fundo na minha consciência e eu tento expandi-la e ver até onde posso ir fora dos limites. Gosto de exercitar e de brincar com esta energia, de a abraçar. É como se, uau homem, isto é tão incrível. Parece que a cada dia sinto como se pudesse tomar conta do mundo. Eu tenho tanta energia é mais ou menos esmagadora, às vezes.

Ela torna-se esmagadora quando o seu ego se envolve. Quando simplesmente sente a energia e tem a consciência do conhecimento de que há muito mais do que a vida, muito mais, esse sentido da vida quase parece surreal para si. Esse é o espaço da sua divindade. A seguir, como começa a analisar isso e o seu ego se envolve, é quando lhe coloca limites.

Oh, uau, estou a ver. Então a energia que estou a abraçar neste momento, não quero segurá-la, sei que há pessoas à espera; mas a energia que estou a abraçar agora, estou a fazê-lo bem?

Parece-nos que sim. Parece que é como se alguma coisa estivesse muito na consciência expandida e não suficientemente ancorada. Ancorar as suas energias ajudará o seu ego a habituar-se a elas e a sentir-se a seguir mais confortável com a expansão. Mas, em segundo lugar, isso permitirá que mais energia surja numa realidade consciente em vez de se restringir apenas a um pensamento que está desligado de si próprio.

Está  bem, uma última coisa, eu sou um escritor de canções e compus uma canção sobre a nova terra. Sei que vou ser mudado pela minha música, sou um pregador, existe uma transformação através da minha música. Pergunto se o ouvi do meu eu mais elevado.

Em qualquer coisa que faça, seja tocar música, comunicar ou alguma parte da sua vida, quando está conscientemente conectado com o seu eu mais alto, é o seu eu mais alto que vem através de si. Então, confie nisso!

Era do que estava a falar. Muito obrigada pelo seu tempo.

De nada.

Pergunta: Olá Deusa, obrigada pela jornada desta tarde. (De nada.) Eu escolhi expor-me e começar a ensinar o trabalho de respiração, dar aulas e mostrar às pessoas como se parece o eu. Pergunto se me poderia dar algumas sugestões sobre como atrair alunos para estas aulas.

Resposta: Parece que a primeira parte desta jornada de hoje foi exactamente o que estava procurando, não foi? Como falámos acerca de respiração no amor-próprio parecia que havia um alinhamento tão distinto esta noite. Foi como se nos levasse de volta a esse espaço da jornada. Como habitualmente não dizemos isso, deve ter havido uma razão para que isso tenha surgido na nossa consciência desta maneira. Diríamos: volte para quando a Deusa falou de energias de manifestação, de energias de alegria, de energias de entusiasmo. Nesse espaço, estava mais aberta e mais criativa. Como busca manifestar clientes para as aulas que quer oferecer, pense em lugares que a façam sentir feliz e como se estivesse num fluxo de felicidade. Sobre o lado prático da questão: faça isso com a sua energia para estar no espaço de estar aberto para receber. Então, de um modo prático, vemo-la a colocar um pequeno anúncio num jornal local. Vemos que alguma coisa é oferecida, o anúncio pode não ser grátis mas parece que o papel é grátis. Parece que há alguma coisa que vai no anúncio. Também vemos algo como uma loja ou um armazém. Alguém à sua volta tem o que se poderia considerar uma feira da saúde; algo com muitas mesas expostas para as pessoas falarem acerca das aulas que oferecem e do trabalho de cura que fazem. Vemos que terá uma tenda em alguma coisa parecida, parece que em Setembro ou em Outubro. Então, não é algo imediato, mas este Outono. Também a vemos a falar com as pessoas e a divulgar o seu trabalho desta maneira. Vemos boletins e, deste modo, vemo-la muito ocupada com tarefas usadas para manifestar os seus clientes. Cada uma destas coisas que faz, quando o faz nesse estado de excitação e alegria, então emana uma energia para as pessoas que as faz dizerem, “uau, isso parece divertido, isso parece alegre, eu quero estar nesse espaço”. Isto tudo ressoa consigo?

Oh, sim, absolutamente. Tenho também estado a tentar conectar-me com o lado dos meus estudantes que querem aprender esta informação. Isso é também útil?

Absolutamente, mas por algum motivo quando o disse neste momento parece que as energias se estreitaram. Talvez porque a sua sensação é de que os seus estudantes vão de uma forma particular ou algo assim; como uma categoria particular de pessoas que busca o auto-aperfeiçoamento. Diríamos então que, se se quer sintonizar com a essência dos que vão à procura deste tipo de trabalho ou de transformação, faça-o com a intenção de que esse fluxo se espalhe como uma parte sua com a qual se quer alinhar. Para os outros, isso pode ser de uma maneira diferente e, portanto, não se está auto-limitando.

Está  bem, percebi agora.  

Pode sentir como apenas por falarmos disso as energias mudaram? Agora há um grande fluxo movendo-se em si e à sua volta acerca disto.

Parece maravilhoso!

É como se à primeira fossem só uns poucos; parece que estava limitada, como uma quebra na represa. As aulas começaram pequenas e foram aumentando cada vez mais porque grande parte do que a compõe é a palavra.

Oh bom, está bem, isso soa muito bem. Muito obrigada.

De nada. Adeus.

Respondemos a mais uma.

Pergunta: O meu nome é Raquel. (Olá) Tenho uma filha com quem me conecto ao nível da alma e que ainda não conheci. Ela chegar-me-á através de adopção e da assistência social, penso. Eu tenho outras duas crianças e focar-me-ei na minha relação com elas, como disse sobre manifestarmos a relação que nós queremos. Mas eu realmente tenho saudades dela. Sinto como se ela estivesse comigo desde há muito tempo e quero que isto aconteça. Temos esperado por ela muito tempo. Pergunto se tem alguns insights sobre este assunto.

Resposta: Temos a sensação de que ela é para si uma conexão profunda da alma; que as duas tiveram muitas, muitas múltiplas vidas juntas. Parece que você sente essa conexão com ela mesmo antes de ela ter nascido no planeta Terra. É uma das razões pela qual parece tanto tempo. Parece que se conectam, mesmo antes mesmo de ela nascer, porque ela estava tentando vir para si biologicamente. De algum modo, havia alguma coisa que fazia parecer que ela viria através de si. Em vez disso, parece que ela vai recorrer ao plano B. Parece que encarnou na Terra. Como se ela estivesse num limbo. Distrai-nos de onde ela está, então vamos dar um passo atrás. (Respiração profunda)

Ufa, foi como se assim que demos um passo atrás pudéssemos ver como você constitui um íman para esta alma. Parece que o seu marido é uma parte da questão, mas trata-se sobretudo de si. Também reparou nisto?

Sim, definitivamente.

Está  bem, está bem. Então, quando olhamos para isto quando dizemos, “quando vai isto acontecer”, “como é que isto acontecerá”, parece-nos … hum, um número não aparece de modo claro. Deixai-me ver se há alguma maneira de o conseguirmos. Ainda não foi decidido. Está bem, parece que quando olhamos para daqui a, digamos, 5 anos, ela faz parte da vossa vida. Quando tentamos seguir em frente e dizer “ela está aqui, que mais informações podemos ter acerca disto”, sentimos como se ela estivesse numa certa situação. Parece que ela é um bebé ou tem, no máximo, de 1 ano a 18 meses. Parece que é ainda muito, muito pequena. Parece que há algo que precisa de ser trabalhado. Não parece que as energias à volta dela neste momento tenham a ver com a assistência social ou a adopção. Essa é a razão pela qual isso não nos surgiu claramente. Temos a sensação de que ela terá 2 a 2 anos e meio de idade quando possivelmente virá para os seus cuidados. Isso diz-nos o quê, um ano a partir de agora. Mas, de novo, isto é apenas uma percepção, é como o analisamos agora, pode ser diferente noutra altura.

A questão  a lembrar nisto de tentar saber como e quando se irá passar se irá passar algo, é o facto de que ela é alguém que tem uma profunda relação da alma consigo. Você tem realmente uma relação com ela. Assim, quando perceber que essa relação está a acontecer, sinta a essência uma da outra, sinta o magnetismo das duas juntas. Se se permitir focar no sentimento da relação que realmente as duas têm juntas, então veja-o reflectido nos filhos que tem, no seu marido, ou noutros relacionamentos na sua vida. Irá descobrir que não sentirá essa mesma necessidade dentro de si porque sabe que tem, de facto, uma relação com ela. Pode então deixar ir essa necessidade e ficar mais num lugar de estar aberta para receber. Quando referiu a assistência social, sentimos como se ela estivesse para ser entregue lá e ir rapidamente para os seus braços. Assim, não parece que ela lhe seja entregue muito traumatizada.

Oh, obrigada.

Ressoa consigo o que nós dissemos?

Sim, sim. Tenho tido dificuldades em conectar-me com os meus guias neste assunto e percebo que, em geral, a nossa relação não está  ainda completamente decidida, obrigada.

Não tem de quê. Então quando a sentir à sua volta, tenha apenas a sensação de ter consigo aquela pequena criança numa porta próxima e dizer-lhe “olá, querida” e dar-lhe um abraço e beijá-la, de seguida separar-se. Desta maneira, estará reafirmando “sim, eu vejo-te, eu sei que estás aí, estaremos juntas, em algum momento das nossas vidas”.

Está  bem, muito obrigada.

Está  bem, amada família, enquanto encerramos a sessão desta noite isso dá-me sempre a sensação de: Oh, quero conversar mais, quero comunicar mais com cada um de vocês aqui! E percebo que eu estou, na verdade, comunicando cada vez mais e mais porque cada um de vós se está abrindo a um tal grau que está sentindo a comunicação directamente de mim e eu estou recebendo de volta de vocês.

Assim, amados, acreditai em vós, lembrai-vos de sentir alegria e de rir nas vossas vidas e escolham permitir que a vossa reacção seja alguma coisa que vos faça sentir bem a qualquer momento do vosso dia.

Eu estou sempre convosco.

Ansaluia


Shelly Dressel canalizando a Deusa da Criação. Todos os direitos reservados. Você é bem vindo para compartilhar esta canalização, mas pedimos que não retire nenhum trecho e mantenha esta mensagem. Para maiores informações, visite nosso website: www.goddesslight.net

Fonte:

http://spiritlibrary.com/goddess-light/goddess-channelings/joyful-joyful-life 

Tradução: Ana Belo <anatbelo@hotmail.com>
 

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Deusa da Criação|   |Voltar Home|