Uma Vida Mais Equilibrada
Uma mensagem da Deusa da Criação, canalizada por Shelly Dressel – 3/10/10

 

Uau! Esta é na verdade uma espantosa oportunidade para vós. À medida que experimentais esta canalização, podeis ter uma oportunidade de reconhecer de onde vêm os vossos problemas. Têm uma base emocional? Têm uma base mental? Quando reconheceis de que corpo de energia ele surge, podeis fluir uma energia equilibrada a partir dos vossos outros aspectos. Um exemplo que Ela deu foi quando tendes pensamentos que ficam dando voltas e voltas na vossa mente, ele torna-se talvez um pensamento obsessivo. Se puderdes olhar para ele com compreensão, então fluis compaixão e libertais para o espaço; vereis como podeis voltar para um espaço de equilíbrio. Uma vez que o configureis, podeis começar a fazê-lo de modo automático. É uma parte da criação de uma vida mais harmoniosa.

Shelly

Nama sika: vénia benia Eu Sou Um; Eu Sou o Todo

Eu vos saúdo minha querida família. Eu derramo a minha essência dentro deste espaço no qual vós estais. Eu estou convosco em todos os momentos; Eu estou disponível para vós sempre que buscais conectar-vos comigo. Senti como a vossa divindade, a vossa própria experiência de vida se amplifica através da vossa ligação a mim.

Eu sinto tanta alegria por este momento na Terra. Trata-se de um momento para as pessoas se experimentarem a si mesmas mais do que nunca antes. O que quer dizer para vós experimentar-vos a vós próprios? Convido-vos a abrirdes os vossos sentidos, a abrirdes o vosso coração e a abrirdes tudo o que sois.

Enquanto faço girar as minhas energias aqui, Eu vou captando alguns dos pensamentos, das emoções, das energias que cada um de vós vai experienciando. À medida que o faço, há alguns que imediatamente transmitem uma energia de calma, uma energia de consciência, uma energia que vos permite sentir a vossa própria presença.

Aqui vamos, todos respiram fundo e depois expiram. Ooh, agora parece muito melhor.

Peço-vos que mudeis o vosso foco para vos ligardes com a grelha magnética. Consoante o fazeis, podeis sentir a atracção magnética da Terra. Podeis ver os caminhos de energia e de luz.

Perguntai-vos o que isso significa para vós e, de seguida, abri-vos para receber qualquer resposta que possa vir. Podeis usar isto como forma de comunicação. Podeis usá-lo como um espaço de armazenamento onde podeis alcançar e ligar-vos com o vosso eu superior, sempre que procureis informação ou percepções que estão para além dos vossos pensamentos. Quanto mais fizerdes uso deste espaço, mais fácil se tornará.

Convido-vos a deslocar-vos através dos espaços de bloqueio para o espaço da grelha cristalina. Conforme vos deslocais para a grelha cristalina, senti esse fluxo de energia. Senti essa transição suave que se move na vibração cristalina, não somente dentro e à vossa volta, mas aqui dentro do espaço da rede. Permiti que ele vos ajude a expandir de um modo que seja do vosso melhor interesse.

Daqui peço-vos para irdes para o plano da alma. Aqui dentro, senti as energias consoante vos ligais com a vossa divindade. Podeis sentir a vossa presença Eu Sou a caminhar na vossa direcção ou podeis sentir como se, simplesmente colocando a vossa atenção, vos permita fundir de modo mais fácil com a vossa presença Eu Sou. Enquanto o fazeis, explorai o que vos chega.

Tendes a sensação de vos conectardes com outras partes de quem sois? Tendes a sensação de vos conectardes com outros aspectos da vossa vida actual? Existem tantos potenciais do que podeis fazer neste espaço.

Eu, a Deusa, desloco-me para dentro. Enquanto o faço, toco e abraço cada um de vós. Ao alcançar-vos, permito que as minhas energias se misturem com as vossas e amplifico tudo o que podeis ver ou sentir por vós mesmos. E isto com frequência desloca-vos para o espaço de Tudo O Que É.

Aqui neste espaço pode parecer como se vos estendêsseis, como se vos expandísseis; como se vos alargásseis em todas as direcções. Cabe-vos a vós brincardes e experimentardes. À medida que descobris um espaço que vos pareça confortável, eu peço-vos para mais uma vez olhardes para dentro de vós. Daqui do espaço de Tudo O Que É, fazei surgir o equilíbrio com que haveis trabalhado na nossa última experiência juntos. (Referindo-se à teleconferência de 09-10-10 Abraçai a Vossa Experiência Humana)

Como se estivésseis a ver de um lado, senti a vossa experiência humana. Como se estivésseis no outro lado, senti a vossa divindade. Da vossa consciência, é como se estivésseis encarando e olhando para essas duas percepções. Na vossa experiência humana há vezes em que sentis como se vos acontecessem coisas que estão para além do vosso controlo. Por vezes, é uma coisa atrás da outra. Outras, é como se a mesma coisa estivesse a voltar novamente vezes sem conta. Aproveitai este momento e olhai para a vossa vida.

À medida que considerais a vossa vida e experiências, abri a consciência a fim de discernirdes de que parte vem esta experiência ou que parte é para ser beneficiada. Por exemplo, quando sentis essas coisas que ultrapassam o vosso controlo ou quando pensais acerca delas, isso traz-vos uma reacção emocional? Ou isso faz-vos ficar mais analíticos? Ou pensais vezes sem conta acerca da situação? Estais talvez a sentir uma reacção física quando considerais estas questões?

Desta maneira, conforme esta percepção surge dentro de vós flui então a energia das outras partes que formam quem vós sois.

Se é mental, fluí alguma compaixão emocional, algum apoio, algum alívio. Se se trata de uma base emocional, usai então de novo a vossa divindade para a preencher com compaixão; usai os pensamentos para ajudar a compreender que existe uma percepção diferente.

É desta forma que podeis trabalhar com todos os corpos de energias para criar um equilíbrio na vossa vida. Conforme olhais para o lado da vossa divindade, permiti-vos abrir e discernir o que esta divindade significa para vós. Trata-se de algo que sentis, ou vedes talvez? Trata-se de algo que representa experiências? É Deus ou Deusa?

Talvez seja todas essas definições, se o quereis chamar assim. Enquanto estais aqui na vossa consciência, peço-vos para estenderdes os braços, abrirdes o vosso coração e permitirdes que a vossa divindade vos banhe. Enquanto o fazeis, estais a criar cada vez mais alinhamento com a vossa divindade.

Portanto, quando vos sentis mais uma vez a olhar para a vossa experiência humana, por um lado, e para a vossa divindade pelo outro, podeis perceber que existe ainda mais vindo através da vossa percepção ou da vossa divindade.

Quanto mais a conheceis, mais ela existe. A vossa divindade é ilimitada. Assim, de cada vez que alcançais e abraçais a vossa essência da alma, isso permite-vos muito mais oportunidades de vos ligardes e expandirdes ainda mais para o que ela é. Respirai e permiti.

O que é a vossa consciência para vós? É a vossa consciência a mesma do que a de todas as outras pessoas? Está limitada por quaisquer experiências que possais estar a ter?

A consciência pode ser descrita como um espaço de conhecimento. Há ainda o facto de que existem coisas das quais podeis não estar conscientes que também compõem a vossa consciência. Os vossos pensamentos, crenças, emoções, a combinação da vossa humanidade é tudo uma parte da vossa consciência.

A vossa consciência é o que fica quando vos moveis para a vossa presença “Eu Sou”, quando fazeis a transição da Terra. A vossa consciência é um lugar de ser. Trata-se de um lugar para serdes simplesmente quem sois. Quando permitis que a vossa consciência se expanda e flua ao longo do vosso dia, estais a abrir-vos para uma maior quantidade de potencial que existe lá para vós.

Quando a vossa consciência está fechada – talvez com crenças limitadas; talvez com medo, raiva ou frustração – então tendes um acesso mais limitado à vossa divindade. Poder-se-ia dizer que o fluxo da vossa consciência está directamente relacionado com tudo o que acontece na vossa vida, a um nível consciente e a um nível inconsciente.

Conforme vos sentis dentro deste espaço, conforme sentis a vossa consciência a fluir através de vós, senti o que é quando ela se desloca e tudo se alinha exactamente como buscais ter na vossa vida. Parece bom, parece fácil; podeis simplesmente mover-vos de um local para o próximo.

Voltai agora para trás e considerai as coisas a acontecer na vossa vida que parecem estar para além do vosso controlo. Tendes a mesma sensação de fluir? Tendes a mesma sensação de bem-estar? Muito provavelmente não.

Deste modo, enquanto considerais o que quer que esteja na vossa vida e à vossa volta, olhai-o de novo. Desta vez, senti trazerdes o que quer que seja – quase como se trouxésseis isso para o vosso coração, para a vossa consciência – e trazei-o para vós enquanto estais aqui neste espaço.

Para alguns, isso pode estar em desarmonia com a vossa energia; pode fazer-vos sentir desconfortáveis. Peço-vos para relaxardes, respirai profundamente e permiti que o espaço de equilíbrio tenha lugar. Agora, conforme olhais para o que quer que esteja na vossa consciência, aproveitai-o como uma oportunidade para descobrir porque se está a passar isso. Abri-vos para receber essas percepções.

A próxima questão que tenho para vós é verdes, sentirdes, percepcionardes, o que isto possa ser, e pedi para encontrardes a sua posição no grande quadro. Ao fazê-lo, para muitos de vós parece que encontraram a peça que faltava para o puzzle, mas estais a tentar colocá-la para trás ou para os lados.

Mudai-o de posição à volta até que ele se encaixe com outra coisa. E, uma vez que se encaixe, então respirai mais uma vez profundamente, sentindo-vos a descontrair. Senti-vos a deslizar para o espaço de equilíbrio em que a vossa consciência está aberta e no fluxo.

Há momentos da vossa vida em que pode parecer que as coisas estão fora do vosso controlo. Ou talvez saibam exactamente de onde elas surgiram e porque razão. De novo, conforme olhais para elas a partir deste espaço de consciência, porque as estais a segurar? Para que vos servem elas? Se houver uma mensagem para receberdes, abri-vos então e permiti que ela vos chegue.

De seguida, convido-vos a deixardes ir o que quer que seja. Soltai isso dos vossos pensamentos; soltai-o da vossa consciência. Consoante deixais ir o que quer que fosse que era como uma luta, essa sensação como se fosse uma parede de tijolos para vós, ou talvez algo que vos estivesse a restringir, abri-vos e senti de novo como é bom estar de volta ao fluxo. Senti como se vos fosse retirado um fardo dos ombros.

Às vezes, o que quer que seja pode circular-vos à volta, mas agora vem de uma maneira que está muito mais em alinhamento convosco. Outras vezes, percebereis que ao deixá-lo ir estais desta forma a libertá-lo de uma vez por todas.

Olhai para a vossa vida. Como se enviásseis um turbilhão de energia limpando tudo o que aqui está entre a vossa divindade, a vossa vida, a vossa consciência, abri a vossa percepção e obtende um novo olhar.

Conforme estais a olhar para a vossa vida, permanecei abertos para receber quaisquer ideias ou percepções de como podeis melhorar a vossa experiência de vida. É um momento em que podeis praticar sentir, ver, percepcionar uma experiência e de seguida talvez deixá-la ir e tentar uma outra; algo diferente.

Vede qual a que funciona melhor para vós; não há certo ou errado. Amada família, Eu desejo que aprendais que nada mais do que fazeis na Terra tem a ver com as vossas escolhas.

Quando escolheis um determinado tipo de vida, quando escolheis uma carreira particular, quando escolheis um companheiro ou quiçá filhos e amigos, estais a fazer escolhas que vos permitem ter uma experiência. Aceitai o que essa experiência possa ser.

Se entrais no meio de alguma coisa e percebeis que não está a dar certo para vós, então de novo fazeis outra escolha que seja do melhor interesse do todo, que também vos possa permitir sentir mais uma vez no fluxo.

Preciso de aproveitar este momento e convidar-vos a pensar sobre a culpa e perguntar-vos se ela está presente na vossa vida. Haveis feito estas escolhas porque vos sentis culpados com as consequências? Sentis culpa sobre como outra pessoa possa pensar? Sentis-vos culpado porque, porventura, estais a bater no vosso próprio eu por causa das vossas escolhas?

Se existe culpa ou outra emoção parecida como esta, peço-vos que atireis tudo isso para fora de vós neste momento; trazei-o e soltai-o. Nós enviamos uma brisa que se desloca através deste espaço, apanhando tudo o que vós estais a soltar, e vemo-lo a flutuar e transformar-se.

Quando voltais e olhais de novo da vossa consciência para o vosso humano, e da vossa consciência para a vossa divindade, podeis ver como estão a ficar cada vez mais próximos uns dos outros.

Há mais alguma coisa na vossa vida que seja limitativa? Enquanto ouvis, vedes, percepcionais, sentis o que possa ser, Eu peço-vos mais uma vez para o trazerdes; trazei-o para o sentirdes e de seguida o libertardes e deixardes ir.

Consoante deixais ir o que possa isto possa ser, podeis senti-lo. Podeis saber o que é. Quanto mais clara a vossa existência humana, mais profunda a harmonia entre vós e vossa divindade.

A vida tem a ver com manifestar a experiência divina que procurais ter. Trata-se de manifestar cada vez mais da vossa presença Eu Sou na vossa vida diária. E a melhor forma de o fazer é tendo uma existência humana harmoniosa – falando das vossas essências física, emocional, mental, divina, corpo de luz – deixando que todas elas se harmonizem e permitindo que se expandam, a fim de que cada vez mais da vossa divindade possa vir para dentro de vós. Senti-o a acontecer neste momento.

Eu gostaria ainda de aproveitar um momento para falar de novo das experiências físicas que as pessoas estão a ter. Por vezes, elas manifestam-se como uma doença, por vezes dores e aflições, outras vezes elas simplesmente não se sentem tão fortes como antes.

Tendes conhecimento que muitos de vós têm-se tornado muito conscientes dos alimentos que consomem, das roupas que usam e das fibras e texturas que existem à vossa volta. O vosso ambiente físico está a sofrer mais do que um efeito do que alguma vez esteve, quer para vos apoiar quer para vos reter.

Portanto, se estais a sentir um desafio ou a passar um período difícil na vossa vida, olhai então para o apoio físico à vossa volta.

Há muitas vezes em que as pessoas descobrem que as suas dietas precisam de mudar. Elas podem não pensar que há alguma coisa de diferente com elas, mas uma das coisas que Eu vejo é que algumas vezes pessoas que eram alérgicas já não o são e o reverso é também verdadeiro.

Ficai abertos para receber quaisquer percepções ou informação sobre o que é para o vosso melhor interesse no que respeita à alimentação, roupa e ambiente. Quanto mais viveis e experimentais a vossa vida nas dimensões superiores, mais sereis apoiados no estilo de vida que se alinha com elas.

Houve vezes em que ouvimos as pessoas falarem da maneira como se ancoravam; que por vezes o que está nos seus ambientes é usado como um meio de se ancorarem. Quanto mais expandis a vossa experiência da expansão humana, mais harmonizados estais, mais fácil é ancorardes as vossas energias ou a vossa divindade.

Não precisais de usar nada fora de vós. Precisais apenas de respirar através da vossa consciência, respirar o vosso saber consciente através do vosso corpo físico e para a Terra.

Quando o fazeis vereis que vos sentis muito melhor. Vereis que tereis mais energia e menos sintomas. Isto tem também a ver com a mudança que está a ocorrer. Trata-se da integração física.

Agora que já falei acerca disto, convido cada um a olhar através da vossa consciência para aquilo que representa a vossa experiência humana e o que representa a vossa divindade.

Em quase todos os casos, Eu vejo uma profunda mistura entre estes dois. Há muito pouco que se mantém separado. É uma indicação de que estais a encontrar o equilíbrio que precisais.

Convido-vos a aproveitardes este momento para, mais uma vez, olhardes para o fluxo da energia do corpo de luz. Podeis conectar-vos com ele através de vós próprios. Podeis vê-lo ao vosso redor como um vapor com finas partículas de luz que vos rodeiam; o mesmo acontece com a energia do corpo de luz.

Mas existe uma corrente de energia cristalina que se desloca neste espaço; desloca-se para o plano da Terra, para o Omniverso. Peço-vos que aproveiteis um momento para vos permitirdes fundir com este espaço e deixardes que as vossas energias fluam para o Omniverso.

Enquanto o fazeis, olhai para tudo o que aqui está disponível para vós: sabedoria de outros planetas, sabedoria de outros ET,s, se lhes quereis chamar assim, mas muito mais conhecimento da vossa presença Eu Sou está aqui e disponível para vós.

Eu coloquei diante de vós a sensação de uma abertura para um portal das estrelas. Vede se é algo de diferente para vós ou se é o mesmo. Se é diferente, permiti-vos então ver o que essas diferenças possam ser e perguntai-vos se há uma ou outra que funcione melhor para vós ou se é possível funcionardes com ambas em simultâneo.

Eles são um e o mesmo quando olhais para eles a partir desta sensação de consciência alargada. Mas existem diferenças subtis devidas à interpretação das pessoas do que isso possa ser. Abri-vos e recebei o que quer que seja para vós.

Conforme recolheis a informação ou energia que é melhor para vós neste momento, senti, de seguida, deslocardes a vossa consciência e fluirdes então para baixo como se fosse ao longo de um rio de energia que vos conduz para o caminho de volta ao vosso espaço no plano da Terra.

Conforme permitis que este fluxo se desloque em vós e à vossa volta, senti como ele reforça esse fluxo de serdes vós. Ele reforça o conhecimento e a consciência que está lá sempre para vós. Abri-vos para receber qualquer informação que seja para vós neste instante.

Convido-vos a juntar em grupo. Peço-vos para sentirdes a essência dessa coluna de luz, à medida que ela se desloca através deste espaço inteiro. Conforme isso acontece, transmiti para a Terra essa mais profunda fusão que ocorreu entre a vossa consciência, a vossa humanidade e a vossa divindade.

Transmiti para a Terra a energia harmoniosa de vós como sois. Conforme cada um de vós o faz, cria-se um potencial cada vez maior para os outros que se movem para ou se conectam com ela. O fluxo desloca-se com facilidade.

E podeis libertar este espaço. Nós vemos como essa energia se alterou, como se essa consciência, essa intenção consciente se movesse para a própria Terra; desloca-se através da grelha cristalina gerando um alinhamento vibratório.

Quanto mais trabalhais com a grelha cristalina desta forma, mais isso vos permite terdes experiências vibratórias mais elevadas à medida que viveis o vosso dia-a-dia.

As pessoas falam de dimensões – a quinta, sexta, sétima e oitava – muito mais destas dimensões estão disponíveis para aqueles de vós que as buscam ter na vossa existência diária terrena. Essa mistura de equilíbrio que vos permite alojar uma maior quantidade da vossa divindade é o que cria uma mudança que vos abre para estas vibrações superiores.

Com isto, Eu convido-vos a mudardes a vossa atenção apenas por um momento para o plano da alma. Pode ser que liberteis alguma desta essência da alma, mas uma grande parte dela ainda vem convosco. Mudais para a rede cristalina; encontrando essa energia, fluis para os espaços de bloqueio da rede e de seguida para dentro da rede magnética.

Conforme entrais neste espaço, vós imediatamente sentis a atracção da gravidade da Terra. Encontrais o espaço onde reside o vosso Eu superior. Tomai um momento e permiti que tenha lugar um ajustamento ou equilíbrio entre vós e a rede magnética e vós dentro deste espaço.

De seguida, senti deixardes que a vossa consciência penetre mais completamente dentro de vós e ao vosso redor na vossa experiência humana. Enquanto o fazeis, parai um momento e fazei um balanço da vossa realidade física.

Reconhecei o vosso corpo físico, sentindo o fluxo que nele se move para cima e para baixo. Expandi-o para o corpo emocional, sentindo o seu fluxo a deslocar-se. Expandi para o corpo mental, para o espiritual e para a energia do corpo de luz, sentindo-vos a reconhecer tudo o que sois dentro deste espaço e sentindo o fluxo deslocar-se para a frente e para trás por entre todas as partes de quem sois.

Senti-o a partir deste espaço de aceitação, senti-o a partir do espaço de permissão. Conforme integrais como estais neste momento a partir desta jornada, convido-vos a voltar para dentro da sala.

Podeis descobrir uma questão que gostaríeis de perguntar. Se assim é, premi *6 no vosso telefone o que vos levará à fila e Eu estou aqui para receber todas as questões que possais ter.

Tudo certo, então enquanto considerais os vossos dias na Terra, enquanto considerais a vossa vida, peço-vos que o façais a partir deste espaço de fusão de energia e deste espaço de equilíbrio.

Encorajo-vos a lembrardes quão profundamente fundidos estais com a vossa divindade e, a partir deste espaço, vós sabeis quem sois; sabeis que potenciais há no vosso interior e ao vosso redor.

Ficai abertos para receberdes, deixai o vosso corpo falar convosco e escutai o que ele tem para vos dizer.

Eu estou sempre convosco e dentro de vós.

Ansaluia

Seguem-se as perguntas e respostas que tiveram lugar durante a teleconferência de 3 de Outubro, 2010. O áudio das P&R está também disponível no meu website.

Pergunta: Muito obrigada pela linda meditação, ressoa comigo muito do que estivestes a dizer. (Excelente!) Estou a sentir-me muito oprimida ultimamente, há muita coisa a acontecer. Estou à procura de alguma clareza e de um pouco mais de equilíbrio. Estou a tentar que o meu trabalho ou o meu negócio ande, mas é realmente frustrante e esmagador. Há muita coisa a acontecer com ele e com a família.

Resposta: Certo, então o que queremos que faça por agora é apresentar os seus pensamentos, parece que há três coisas em particular que vêm à mente. Há três coisas com que está a trabalhar neste momento? (Sim) Então, traga essas três coisas, não precisa de as dizer em voz alta porque sentimos que nos estamos na verdade a ligar a elas. Se o quiser, faça-o uma e outra vez; 10 vezes, o que quer que seja, deixe-se fazer. Além disso, se o quer dizer em voz alta, diga-o. Conforme traz estas três coisas, é como se a víssemos a segurá-las nos braços em frente de si. Convidamo-la a, de modo consciente, inspirar profundamente e enquanto respira para dentro de si sinta-se a conectar com esse projectos que tem em mãos. Enquanto o faz, estamos a enviar através de uma brisa uma onda de energia que está a limpar os detritos. Conforme olhamos para isto, parece que existe um grande excesso de energia à volta. Parece que tem feito o máximo que lhe é possível e que agora é hora de se sentar e deixar que as coisas encaixem nos lugares.

Então, é muito difícil quando não tem um rendimento e está a tentar construir algo novo. Mas parece que é hora de fazer um intervalo, tem feito um grande esforço. Em vez disso, sinta-se permitir um fluxo de energia. Assim, dizemos-lhe para tirar umas pequenas férias por alguns dias, uma semana ou assim. Cada vez que pensa nesses projectos, inspire de modo consciente e expire através de si uma essência de desobstrução; ao fazê-lo, nós pensamos que tudo se vai encaixar no lugar. Sentimos essencialmente que está em vias. Parece que está aqui de pé à beira do precipício, que abriu a porta. Tudo está prestes a vir para ser fruído. Parece que estes últimos detalhes têm mantido isso à distância ou impedido que aconteçam. Assim, ao mudar as energias à volta através de descontracção ou de fazer um pouco de intervalo, parece que as coisas vão surgir e começar a acontecer para si. Parece também que a sessão desta noite,  o que estamos a fazer consigo e o que você esteve a fazer tiveram uma grande importância na remoção dessas energias.

É excelente!

Pode sentir as alterações à medida que nós deslocámos as energias através de si?

Sim.

Certo, então esta é a energia para alcançar o sentimento. Se está a trabalhar num projecto e a tentar fazer as coisas juntas e estiver fora deste sentimento de leveza e de facilidade, então quer dizer que está fora de sintonia com o que está a fazer. Dê um passo atrás, respire, remova a energia e volte outra vez ao que estava a fazer e, a partir do espaço em que se sentir leve, avança então. É quando sabe que está no caminho certo e que tudo está alinhado.

Está bem, muito obrigada.

Não tem de quê.

Pergunta: Olá Deusa! Sabeis o que na verdade me atingiu na jornada desta noite: uma das coisas foi quando estáveis a falar acerca do nosso ambiente físico e da nossa dieta e se estavam alinhados connosco energeticamente. Queria saber se podeis dar uma olhada e verdes se há alguma coisa desse tipo em mim?

Resposta: Certo, amada, conforme olhamos para si e para o seu corpo físico é como se víssemos células que estão esporadicamente por todo o corpo preenchidas com luz. Por alguma razão, obtemos uma imagem sua como uma Árvore de Natal com luzes brancas. Assim, se puder imagine a escuridão de uma árvore de Natal e depois estas luzes cintilantes em cima dela. É o que nós vemos quando olhamos para o seu corpo. É como se o seu corpo estivesse a emanar luz, mas houvesse uma desigualdade entre elas. Parece que as luzes não estão 100% conectadas umas com as outras. Essa desigualdade parece-nos como se fosse uma densidade residual de energia. Agora, é uma espécie de resposta esotérica para isso, mas sentimos que a imagem era importante para si.

Queremos que reconheça que o que está a fazer, o que você tem andado a fazer, na verdade, é trazer uma grande porção de luz e existe muito mais dela que está lá realmente. Assim, parece que mudança necessária para si não tem tanto a ver com mudar a dieta, mas com acrescentar mais água, beber mais água purificada. Parece que há certos alimentos que costumava comer em grande quantidade e neste momento sentisse que precisa comer menos deles. Não parece que seja necessariamente carne, mas comida processada. Parece que quase toda a comida processada contém químicos e que esses químicos estão a interferir. Assim, se pensar no que se passa, tem mais a ver com a naturalidade do alimento ou da maneira como ele é cultivado, seja ele carne, grãos, pão, o que quer que possa ser. Deixe que seja o seu guia de luz. Sentimos que este é o próximo passo para si, que já está a fazer, mas que não sabia que parte sua estava a mudar. Isto ressoa consigo, querida?

Sim, uma das coisas que eu como que sei que provavelmente não é boa são as minhas batatas fritas e assim. Eu adoro batatas fritas. Penso que é uma das coisas que não está a funcionar.

Sentimos que é uma parte do problema. Mas quando falava sobre isso, é como se uma parte sua necessitasse desse sal. Se pensa acerca do sal, alguma coisa que tenha sal mais natural pode funcionar. Veio-nos apenas à ideia, tome talvez um banho de água salgada. Ou se gosta das batatas, se as aprecia, então nós dizemos sempre que coma pelo menos algumas. Mas reconheça que este é um sintoma de um quadro maior e que existem outras maneiras de se limpar a si mesma; como o banho de água salgada.

Obrigada.

De nada.

Pergunta: Olá Deusa, posso colocar a minha questão? (Certamente) Durante os últimos três meses não me tenho sentido bem à volta da minha garganta e do meu ouvido esquerdo. Fui ao médico, mas não me ajudou. (Não consegui ouvir parte do que ela disse) …a minha garganta sente-se irritada, depois fica completamente seca embora eu esteja a beber água. Não há nenhum problema e de seguida ela fica muito seca e irritada e fico com tosse. O médico diz que não existe infecção. Assim, gostaria de saber se me poderíeis ajudar a curar isto?

Certo, perdeu-se uma parte da questão, mas pensamos que temos o essencial do que está a perguntar. Convidamo-la a inspirar fundo. Conforme respira, sinta as nossas energias enquanto nos fundimos consigo para podermos obter mais informação. Você tem alguma energia bloqueada à volta do centro da garganta que se move em direcção à sua cabeça. Este bloqueio tem a ver com expressar a sua verdade, falar por si mesma, com expressar palavras que são importantes que sejam expressas por si. Parece-nos que, tanto em situações familiares como no seu ambiente de vida, você está apenas a ir com o fluxo e a fazer…desculpe, mas descarregámos demasiado. (Inspiração e expiração profundas) Conforme damos a volta e olhamos para isso de novo, pensamos que o mais importante é que, se quer falar quais são as suas crenças, então devia-o fazer. Se quer falar de ideias, pensamentos ou oportunidades que são diferentes das que as outras pessoas já disseram, então o devia fazer. Pensamos que o que é mais importante para si, neste momento, é começar a ter essa confiança e essa consciência dentro de si e de seguida falar sobre as suas crenças e ideias.

À medida que o fizer, tudo isto irá passar e ser libertado. Estamos ainda ligados neste momento e pedimos que inspire fundo; conforme o faz, vamos enviar de modo consciente uma cápsula ou um impulso de luz ou energia para limpar isso. (Respiração funda) Aqui vai. O que parece que estamos a fazer é quebrar algum desse peso que se formou aí à volta. Quando sentir que tem que limpar a sua garganta ou parecer que está espessa, pare um momento para falar em voz alta o que quer que sinta que está na sua mente; ou o que quer que sejam os seus pensamentos e crenças. Mesmo que mais ninguém esteja na sala, o que está a fazer é a habituar-se a dizê-los alto e trata-se de outra maneira de expressar os seus pensamentos e crenças. Faz sentido para si?

As minhas circunstâncias não são assim, como vedes estou a guardar tudo dentro. Talvez haja alguma coisa na minha vida que eu deva guardar silêncio e não diga o que acredito, mas não há tanto disso na minha vida. Há algumas coisas que estão para além do meu controlo que eu gostaria que estivessem a acontecer na minha vida, mas estão fora do meu controlo. Quer eu as procure ou não, não faz diferença, porque se trata de algo que não posso controlar. Quero que aconteça algo na minha vida, mas não posso fazê-lo acontecer. Tenho apenas que esperar que aconteça. Quer eu conte a minha verdade ou não, não faz diferença.

Está bem, sentimos que ainda existe resistência em si. Parece-nos que, quando fala disso, é como se não tivesse a ver com falar a sua verdade, tem a ver com trabalhar com tudo o que seja que diga durante o dia, ou o que quer que seja, tem a ver com comunicação. Se há coisas que não acontecerem e que está à espera que aconteçam, então trabalhe com as energias para o soltar. Não estamos a dizer para desistir de um sonho do que quer ter na sua vida, ele não vai desaparecer porque o Universo sabe o quanto o deseja. Mas necessita de alterar a energia ao redor dele e de criar um maior fluxo à sua volta para a energia não ficar presa no seu corpo como vemos neste momento. Ao expirá-la, ao deixar de modo consciente que ela flua através de si, ao desistir desse sentimento de resistência em torno das coisas que ainda não aconteceram, todas estas coisas a ajudarão a estar mais no fluxo que deixará isto ir embora completamente. Parece-nos uma coisa passageira, não parece que se passe aqui alguma coisa de longo termo ou de grave. Sentimos que é algo com que pode trabalhar e de modo consciente ver como diminui-la, conscientemente vê-la a dissolver-se e a desaparecer e o que sentimos é que irá.

Eu pensei apenas que o problema tinha desaparecido.

Sim, nós convidamo-la a conectar-se com a energia do que quer que esse problema seja. Então, enquanto expira e liberta, solte o problema e deixe-o sair de si. Enquanto respira profundamente para o seu centro do coração, deixe que isso flua para a sua garganta, deixe-o expandir-se e romper essa densidade que vemos à sua volta. Vemos isso removido neste momento, mas sentimos que voltará outra vez, não desapareceu totalmente nos poucos minutos que tivemos aqui. Assim, se continuar a trabalhar com ele, a ver, a sentir, sentindo como está a ser removido, continuará a ser limpo.

Vedes que o que eu quero não está nas minhas mãos, mas eu quero que isso venha para a minha vida, trazer felicidade para a minha vida. Vedes este desejo meu em particular a manifestar-se num futuro próximo?

Sabe, vemos uma imensidade de coisas diferentes ao seu redor neste momento e não estamos certos acerca de que coisas específicas se trata. Mas esta é uma segunda questão que está a trazer e há outros à espera, então talvez numa outra altura…

Eu gostaria apenas do reconhecimento de que a minha vida irá ser muito melhor do que é neste exacto momento.

Vemos que existe um imenso potencial à sua volta e vemo-la a alcançar e a aceitar esses potenciais na sua vida. Assim, sim, a sua vida está a mudar. No entanto, parece que há um período de tempo para que seja feito um ajustamento. Mas parece que quando olhamos para 6 meses de estrada que as coisas estarão muito mais completas por então. Não estamos a dizer que levará 6 meses, mas não sinto que seja já neste momento porque ainda precisa de libertar estas coisas e ajudar a fazer a sua transição. Mas entre hoje e 6 meses parece que as coisas se encaixarão e terão mudado.

Houve uma dispersão… mas disse alguma coisa acerca de eu melhorar a partir de onde estou agora?

Querida, não podemos trabalhar mais com isto, se quiser outra sessão (privada) é bem-vinda a fazê-lo com a Shelly, mas nós vamos precisar de continuar.

Está bem, obrigada Deusa.

De nada.

Pergunta: Olá? (Olá) Oi (Como está) Maravilhosa! Muito obrigada por atender a minha chamada. (De nada) Como estivemos a trabalhar com estas energias elevadas eu gostaria de saber… desde há cerca de um mês e meio tenho trabalhado na integração destas frequências mais altas no meu corpo e alinhá-las com ele. Acho que eu bati a minha marca. Vós haveis dito que pelo equinócio do Outono isto estaria plenamente integrado dentro do meu corpo. Gostaria de perguntar se podeis ver se eu estou em harmonia agora! (Rindo) O meu emprego tem ido muito melhor, mas gostaria de saber o que preciso de fazer para o limpar.

Resposta: Vemo-la plenamente integrada. O facto de nos ter perguntado se estava inteiramente integrada faz-nos pensar que há partes suas que não se sentem assim. Mas, enquanto olhamos para si neste momento quando vimos da jornada onde estava o foco, vemo-la neste momento completamente integrada. A questão é, quanto vai isto durar na sua vida diária? Você sai do alinhamento e então tem de encontrar de novo o caminho de volta para o alinhamento? Vai ficar aqui uma boa parte do seu dia? Nós sentimos que, no essencial, está plenamente integrada. Você desequilibra-se quando está no seu pior, quando no trabalho as coisas são uma luta, de seguida algo acontece em casa. É como se houvesse momentos em que parece um jogo de bilhar e a bola anda apenas a bater de um lado para o outro. A questão é, está plenamente equilibrada durante esse período? É aí que sentimos que sai do seu centro, mas o que vemos é que entretanto você regressa ao equilíbrio e está completamente de volta.

Diríamos que a primeira coisa que deve considerar é conceder-se um intervalo. Para que possa encontrar um espaço onde possa aceitar totalmente, onde, mesmo que seja empurrada para fora de equilíbrio durante um curto período de tempo, se livre de tudo e volte ao estado de equilíbrio. Enquanto falamos sobre isto, temos a percepção de que faz sentido para si, absolutamente? (Sim) Deste modo, aconselhamos que coloque mais atenção nos momentos em que se sente EM harmonia e nas alturas em que as coisas correm bem para si. Então, mesmo que as coisas se compliquem no trabalho ou em outro lugar, ao concentrar-se em sentir como é estar em equilíbrio, então as outras coisas que estão fora de harmonia diminuirão e passarão ao lado e você ficará menos incomodada por elas. Faz sentido para si?

Sim, é o que eu faço, eu respiro fundo e digo a mim mesma que posso trazer um pouco dessa felicidade e regressar para o equilíbrio.

É por isso que o vemos, sim. É por isso que o vemos funcionar para si!

Então, o que sente acerca do meu trabalho (maxilar) vê-o completamente desaparecido agora?

O seu trabalho?

O meu maxilar, o meu maxilar. (Risos)

Oh, maxilar! Estávamos a olhar para o seu trabalho!! Não notámos nada no maxilar; deixe-nos dar uma olhada nele.

Muito obrigada.

Parece que há um resíduo de qualquer coisa que se passa lá. É divertido, temos agora duas questões de pessoas e as suas bocas! Talvez esteja a acontecer alguma coisa que todos possam aproveitar, considerando como a sua boca se movimenta quando fala, quando come, tantas partes do vosso dia. Enquanto olhamos para si sentimos que existe ainda alguma energia residual que está retida aí. Então, centremo-nos nisso por um momento e vejamos se conseguimos tirá-la daí. (Inspiração e expiração profundas) Quando nos perguntou como parecia isto antes, parece que melhorou dramaticamente, então pensamos que está no caminho certo. Pensamos que vai melhorar cada vez mais. Que se resolverá totalmente, mas ainda não parece resolvido neste momento.

Tem um prazo de quando isso será removido da minha energia?

Sabe, diríamos que de imediato. Concentre-se nisso completamente desaparecido, porque grande parte desapareceu, diríamos que 98/99%. Então, concentre-se em ter desaparecido completamente. Depois, se isso surgir na sua consciência, ou se pensar que está lá, não lhe dê mais importância do que a um radar “está lá para me lembrar de respirar fundo outra vez e limpar essa área.”

Muito obrigada!

Não tem de quê.

Pergunta: Olá Deusa? Estou ligada? (Sim, está) Tenho 83 anos com muitos compromissos. A questão neste momento para mim é ficar aqui e arranjar alguma ajuda ou ir viver para um sítio onde me assistam. Na verdade, eu não quero receber assistência para viver. Mentalmente, estou ainda com a bola toda, graças a Deus. Eu discuto no mercado. Estou apenas confusa quanto ao que fazer. O que pensais?

Resposta: Bem, na verdade pensamos que viver com assistência pode trazer-lhe mais benefícios porque terá muito mais gente à volta com quem se pode divertir e sair e fazer coisas. Nós podemos dizer que, se escolher ir para lá, então a sua vida social aumentará bastante dramaticamente e terá muitas e muitas coisas para fazer. Temos a sensação de a vermos a olhar para diferentes locais e alguns deles não estão de todo num bom alinhamento para si. Mas parece que há um ou dois com um bom potencial para algo realmente divertido.  Queremos também dizer que há a sensação de que sente que se escolher uma coisa como essa então é como se estivesse a desistir ou a abdicar da sua independência. Mas, a verdade é que parece que se tornará mais independente porque lá terá menos coisas com que se preocupar. Deste modo, a nossa sensação inclina-se para que vá e faça isso. Agora, se quando pensa nisso se sente mal ou isso a deprime ou a faz sentir inferior, então não é do seu melhor interesse que vá ou não é o momento certo para o fazer. Assim, quer o faça agora ou algures no futuro, sentimos que a um certo ponto o fará.

Neste momento, quando olhamos para si exactamente onde está, temos a sensação de alguém que pode entrar em contacto com uma espécie de enfermeira assistente que a ajudará com as coisas físicas. Parece que vai funcionar bem, não vemos problemas com isso. Mas trata-se mais do que a faz feliz, de coração leve e sentir bem.

Vedes onde pode ser esse centro de assistência? Tendes uma ideia de onde poderá ser?

Não temos o nome de nada em particular, mas se perguntar na cidade onde vive; é isso que está a perguntar?

Podeis ver uma envolvência, um clima…

Parece não ser muito longe de onde vive. Parece ser algo a 5-10 minutos de condução. Parece que é próximo de outro…não parece que seja fora do país; temos a sensação de uma cidade à volta e imensas coisas diferentes; algo relacionado com cinema à noite. Estamos a ver um auditório onde têm um grande écran e cinema à noite uma vez por semana, ou algo assim, e você pensa “Oh, adoro estes filmes”. De alguma forma, de alguma maneira, tem mais ou menos a ver com o que os seus olhos captam. Pensamos que, se olhar para uma lista de locais no seu ambiente e colocar a mão em cima de um nome, feche os olhos e respire fundo. Veja se tem essa sensação. É caloroso e bom ou é neutro? Pode eliminar alguns fazendo isto. Pensamos que, se conduzir à volta e olhar para eles, e de seguida entrar neles, saberá então qual é o certo para si. Mas não arranjamos um nome ou outra coisa a não ser que não é longe de si; saberá quando lá chegar.

Obrigada.

Não tem de quê.

Pergunta: Olá Deusa. Aqui é Amy. Eu tive na verdade uma experiência invulgar esta tarde. Quando entrámos em meditação, não me lembro de nada desde que começámos até passarmos para as questões. Não adormeci, mas foi como se eu estivesse num outro lugar. Podeis desenvolver isto?

Resposta: Temos a sensação de que foi para o Omniverso porque parece-nos como se víssemos um arco-íris. Sabe como temos esta percepção do corpo de luz e de como ele fluiu para o Omniverso? Vemo-la ligada com ele e sendo disparada para grande distância. Parece que a intenção era ligar-se com um extraterrestre. Parece que foi para um tipo de nave. Não parece um planeta ou uma estrela, parece uma nave e que se associou com este ET. Agora dizendo isto pensa que é uma coisa boa e clara, mas o importante a saber acerca disto é que o ET é você. É alguma coisa como uma consciência de vida da sua presença Eu Sou que está actualmente a ter uma existência neste tempo. Você precisava de se ligar com ele para obter informação para trazer para a sua vida doméstica. Sentimos que faz isto quando está no estado de sono, mas esta tarde aconteceu desta forma porque teve esta sensação de conexão ou de o trazer para a sua consciência de uma maneira diferente. Isto ressoa consigo?

Bem, faz um clique porque eu sabia que alguma coisa se passava, mas não sabia o quê. Eu sabia que não estava a dormir, era apenas alguma coisa.

Porque foi tão dramaticamente diferente dá-lhe a sensação de não saber o que era. É quase como quando falamos acerca das pessoas que atravessam o véu quando vêm para a terra e não se lembram das outras coisas; é a mesma ideia. É como quando você passou por uma espécie de véu. Esteve acordada, esteve consciente, por um lado, mas não sabia o que estava a ver e não sabia o que estava a experimentar porque era precisamente desta forma esta experiência. Mas sentimos que recebeu o que precisava de receber e isso vai ser filtrado para si nos próximos vários dias ou semanas. O que lhe diríamos é que esta noite é especial para si. Aproveite algum tempo, feche os olhos, respire e deixe a sua energia expandir o seu estado energético. De seguida, pergunte-se, não de uma maneira que o ponha sob pressão (inspiração e expiração profundas), mas simplesmente respire e sinta um fluxo de energia conforme se move através de si.

À medida que esse fluxo se vai deslocando através de si, envie-o de modo consciente para cada estrutura celular dentro do seu corpo e através de todo o seu ser. Conforme o faz, está a integrar a informação e experiência que viveu esta noite. Assim, algumas dessas respostas surgirão nos próximos dias. Pensamos em particular quando dorme de noite, o que possam ser os seus sonhos. Por vezes, os sonhos logo após uma coisa destas trarão medo; é porque precisa de soltar esse medo ou superá-lo para permitir a próxima porção de informação para si. Tudo isto faz sentido para si?

Sim, obrigada.

De nada. Não parece que seja algo connosco, não estamos a receber a mensagem de nada, não parece que seja algo para nós interpretarmos para si. Sentimos que conseguiu o que precisava para esta noite. Está lá, tudo se irá combinar e fundir e passar através de si nos próximos dias.

Obrigada.

Não tem de quê. É emocionante! Está a avançar para um novo começo e é algo que vai achar muito excitante! Parece que há novas portas a abrirem-se para si.

Fabuloso!

Excelente, é sempre excelente quando isto acontece, não é?

Sim.

Tudo bem querida, muito bem.

Certo, vamos assim encerrar esta noite agora. Eu sei que não conseguimos falar com todos hoje. Para aqueles com quem não pudemos falar enviamos ondas de energia e de luz. Eu animo-vos a alcançarem a Deusa quando estão a dormir ou a meditar ou a fazer o que quer que seja. (Respiração funda)

Ansaluia


Shelly Dressel a canalizar a Deusa da Criação. Todos os direitos reservados. Convidamo-lo a partilhar esta informação, mas pedimos que não retire nenhum excerto do corpo do texto e que respeite os direitos autorais desta mensagem. Para mais informações, por favor visite o nosso sítio na Web: www.goddesslight.net

Fonte:http://spiritlibrary.com/goddess-light/goddess-channelings/in-the-flow-of-lightbody-energy 

Tradução: Ana Belo – anatbelo@hotmail.com

 

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Deusa da Criação|   |Voltar Home|