DISPENSEM AQUILO QUE OS DIMINUI
Kwan Yin canalizada por Gillian MacBeth-Louthan,
21 de maio de 2008, em Dandridge, Tennessee, EUA

Eu Sou a luz de Kwan Yin. Venho, no dia de hoje, para escoltá-los até suas bem-aventuranças, pois vocês são bênçãos para mim. Vocês se esforçam e caminham pela senda da iluminação, que muitas vezes é coberta por vários perigos terrenos e dores físicas. Vocês são uma bênção tão grande para mim porque tentam voar em suas mentes e corações com as asas dos Deuses e Deusas que são. Vocês são bênçãos para mim porque continuam a rezar como eu rezo apesar de tudo.

Vocês são as minhas bênçãos e hoje venho para ajudar cada um de vocês a se lembrar do contrato sagrado que fez com seu corpo, com sua mente e com seu espírito. Pois a sua trindade é muito Sagrada. Você guarda dentro de si uma trindade terrena. Você abriga o universo e todas suas oitavas no seu corpo físico. O último WESAK lhe ofereceu as portas de entrada para o Vazio. Olhe para as duas letras "O" da palavra "moon" (lua) e use-as como óculos. Coloque-os agora mesmo e poderá enxergar através das dimensões. Poderá olhar para o futuro. Poderá olhar para o passado. Poderá olhar para dentro do coração dos outros, e poderá olhar para dentro do corpo dos outros. Olhe através destes óculos que lhe dão a "lente-deus da sua alma" – o côncavo e o convexo do padrão da alma que você abriga inerentemente em si.

Olhe para o seu corpo como um "grande universo". Você pode olhar para dentro desse universo e enxergar tudo que o compõe e tudo o que ele abriga, ou pode olhar para fora, para os reinos celestiais que existem ao redor do seu universo privado. Estas "lentes-deus da alma" lhe darão percepções, capacidades e clareza de visão. Você pediu e implorou para ver o que é a verdade, para enxergar o verdadeiro amor, para enxergar o que vem para você, para ver seu passado e poder curá-lo, para enxergar o interior do seu corpo e ver os bloqueios de modo a poder dissolvê-los.

Tudo isto chegou para você no momento do WESAK, quando o Buda e o Cristo se uniram. Neste ano, eles não separaram suas dádivas, eles se tornaram Almas Parceiras e se misturaram transfigurados e transmigrados, fundindo-se em Um. Agora o Buda comporta as vibrações do Cristo e o Cristo comporta as vibrações do Buda. Ao se fundir vibracionalmente com eles, vocês vão se misturar como água que esteve muito tempo num jarro e busca o oceano como um amante solitário que esteve separado durante muitos dias. Você está buscando, está abraçando, está se tornando a fluidez do seu futuro, enquanto se permite ser moldado em novos formatos, em novas geometrias. Você vai se expandir para além daquilo que conhece de si mesmo.

Nos últimos anos a humanidade se contraiu, teve medo de se expandir por causa das guerras, das doenças, do medo de não ter gasolina, dinheiro ou comida suficientes. Os seres humanos se contraíram e, nesta contração, criaram pacotes de veneno em suas mentes, em suas palavras e em seus corpos, que agora pedem para ser libertados.

Este é o momento para toda a humanidade dispensar as contrações, dispensar o medo, dispensar a raiva. Embora a maioria das pessoas deseje odiar e culpar outros, o ódio volta-se para dentro delas mesmas. Elas vomitam e cospem suas palavras iradas mas, assim como numa cobra, o veneno – o ódio – fica dentro delas. As cobras são seres muito sábios. Elas descobriram como guardar toxinas e não ficar intoxicadas, mas seres humanos não são cobras.

Portanto, o Buda e o Cristo vêm a vocês e pedem a cada um que dispense tudo o que é tóxico e negativo, que libere tudo isso, que se desapegue disso, que diga "leve-o do meu corpo, leve-o das minhas palavras, leve-o do meu coração." Estas dispensações chegam a vocês como bolhas limpadoras e pousam sobre cada um, recolhendo o que endureceu e o que é canceroso e tóxico. O alivio será assegurado e garantido, enquanto vocês passam pelo resto do processo de limpeza, com o conhecimento supremo de que estão prontos para seguir em frente.

Estas energias recentes conduziram-nos para dentro dos abismos e grutas sombrias dos seus medos e dúvidas. Vocês não podem se entregar ao prazer da dúvida. Não podem duvidar do seu trabalho, dos seus pensamentos e das suas intenções, nem das suas escolhas. Dispensem o que os diminui. Dispensem o que os impede de amar os outros. Dispensem o que impede os outros de amar vocês. Parem de usar a desculpa do seu passado para permanecerem imobilizados no presente.

Eu sou Kwan Yin e vocês são minhas bênçãos.
 


Traduzido por Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Fonte: http://spiritlibrary.com/gillian-macbeth-louthan/dispense-with-what-keeps-you-less-than
Gillian MacBeth-Louthan - PO box 217 - Dandridge, Tennessee 37725-0217 - www.thequantumawakening.com  - thequantumawakening@hughes.net 

Gostou! Indique para seus Amigos.

|Topo da Página|  -  |VoltarMenu Gillian MacBeth|  -  |Voltar Home|