~ A Estória do Circulo e da Luz ~
Entram os Anjos Humanos
O Grupo através de Steve Rother
21 de novembro de 2001

De Steve:

Quando entrei, a sala estava cheia. Não havia nenhum lugar vazio e alguns se sentavam até mesmo no chão, ao lado dos corredores. Enquanto eu caminhava pela sala, via todas as pessoas olhando para o auditório ansiosas. Era óbvio que um milagre estava prestes a acontecer. Eu sabia que seria uma parte deste milagre, mas também estava muito consciente de que era a sua maravilhosa energia que, na verdade, estava criando um milagre prestes a ocorrer. Eu sentia o amor incondicional mais maravilhoso enquanto caminhava ao lado, no corredor, em direção ao auditório onde Barbara me esperava. Enquanto colocava meu microfone, olhei para a audiência e me surpreendi com a quantidade de rostos que reconheci. Naquele momento, eu sabia que havíamos cruzado as fronteiras do véu. Nós estávamos em casa.

O 2º congresso Círculos de Luz foi realizado em Veldhoven, Holanda, com 800 membros da família, no dia 16 de outubro de 2001. Nós estamos muito orgulhosos de apresentar a canalização ao vivo que ocorreu nesse dia especial de amor e luz.


Saudações de casa meus queridos,

Vocês podem sentir a energia? Vocês podem sentir a essência de quem vocês são, enquanto olham nos olhos uns dos outros? Vocês podem sentir que estão aqui por um motivo? Sim, é claro que podem. Essas, meus queridos, são as memórias de casa. Vocês compreendem, a partir de seus próprios corações, que se colocaram aqui exatamente neste momento para fazerem o que vieram fazer. Vocês olharam para nós e perguntaram: "O que isto significa? Qual o significado da vida? O que vim fazer aqui?" Se ao menos fosse possível para nós responder-lhes. Se fosse apenas possível para nós dizer-lhes que, se vocês simplesmente virassem à direita ao invés de virarem à esquerda, vocês encontrariam a sua paixão. Mas isto não é tarefa nossa já que poderia tirar o poder de vocês. É a procura por essa paixão que permite a cada um e a todos vocês experimentarem serem os criadores que vocês realmente são.

Vocês se perguntam por que não podem ver aonde estão indo. Vocês perguntam: "Por que isto tem que ser tão confuso?" Ah, nós amamos o fato de fazerem as perguntas, mas dizemos que foram vocês que decidiram que fosse assim tão confuso. Vocês é que escreveram o jogo e fizeram isto muito bem, pois vocês realmente nem mesmo se lembram de quem são. Vocês são os que escolheram descer a este maravilhoso e pequeno tabuleiro, onde acordariam em suas bolhas de biologia e ficariam confusos. Também foi a sua intenção estarem completamente confusos. Oh, dizemos a vocês que fizeram melhor do que esperavam, não é mesmo? Mas vocês estão começando a enxergar através do véu agora. O tempo está acelerando. O espaço de tempo no qual vocês criam está se tornando menor a todo o tempo. Escolham bem seus pensamentos, meus queridos, pois eles encerram a realidade do seu futuro e agora vocês o experimentarão mais rápido do que antes. Vocês não têm escolhas sobre o que vem para suas mentes, pois vocês são partes da mente subconsciente universal e há um grande fluxo de pensamentos passando por suas mentes a todo instante. Mas vocês têm completa escolha sobre o que permanece em sua mente. Escolham bem esses pensamentos e escolham apenas as vibrações que se fundem com seus corações e não haverá mais guerras no planeta Terra. Há novos tempos à frente. Há alguns desafios, os quais vocês encaram agora.

Nós dizemos que existem maiores oportunidades para cada um e todos vocês do que imaginam. No entanto, dizer a vocês exatamente onde isto está e exatamente como parecerá seria tirar o poder de vocês. Então, ao contrário, nós iremos contar-lhes uma história.

A Estória do Círculo e da Luz

No início, houve a palavra. A palavra era o "om", e esta vibração foi a origem de Tudo o que É. Enquanto o som sagrado vibrava contra o tecido da energia universal, criou-se um Círculo e esse Círculo era energia em movimento. Já que o Círculo foi uma criação do tecido da energia universal, era um Círculo de criação. A formação deste Círculo foi o início de tudo. Ah, esse foi um Círculo criador maravilhoso.

Logo, o Círculo se destacou do tecido da energia universal e começou a se movimentar. Ele pulou, quicou e rolou enquanto se movia para toda a parte. Logo, começou a criar, e criou as mais maravilhosas maravilhas que vocês possam imaginar. O Círculo amava criar e assim fazia a todo o momento. A energia universal tinha uma forma de misturar tudo, então era como uma tela sobre a qual podia se criar tudo e qualquer coisa. O Círculo experimentou as maravilhas da criação, pois ele podia criar e fazer qualquer coisa. Enquanto o Círculo rolava para lá e para cá criando, ele observou as mais majestosas visões e se tornou consciente das suas criações. O Círculo amava brincar. Houve momentos em que o Círculo se virou sobre si mesmo começando a girar como um helicóptero e voou sobre tudo. O Círculo aprendeu a pular e começou a rolar. Ele aprendeu a girar como uma moeda rodando nas extremidades. O Círculo percebeu que, na verdade, não havia fronteiras que ele não pudesse cruzar. O Círculo era livre e solto e por isso era feliz.

Em um momento, o Círculo se tornou confortável com o ato de criar e começou a criar obras enormes que mostravam a vastidão da energia universal. Ele tentou por conta própria criar algo que ultrapassasse as fronteiras da energia universal. Ao tentar, o Círculo nunca conseguiu definir as fronteiras que estava procurando. Quanto mais criava, mais percebia que nunca poderia encontrar o início ou o fim da energia universal. Assim como a energia universal, o Círculo tornou-se consciente de que podia ver todas as coisas, mas não a si mesmo. A única coisa que o Círculo não podia criar era uma compreensão de si mesmo. Ele poderia rolar para qualquer lugar que quisesse. Ele poderia voar para qualquer lugar que quisesse. Ele poderia pular por todo lugar, encolher e expandir, e mesmo assim podia ver apenas pequenas partes de si em um dado momento. O Círculo começou a questionar sua existência perfeita porque entendeu que não poderia nunca compreender sua própria existência. O Círculo não podia dizer "Eu Sou".

O Círculo era a primeira dimensão porque era o primeiro Círculo. Foi aí que o Círculo decidiu aventurar-se em outra forma. O Círculo pensou que, se ele tomasse outra forma, poderia ser capaz de se ver e dizer: "Eu Sou." Aqui, o Círculo caminhou para a segunda dimensão. Nesse momento, o Círculo decidiu criar algo que nunca havia criado antes e então criou outro círculo."Ah, isto será fácil. Agora, eu simplesmente serei capaz de olhar para o outro círculo e então serei capaz de ver quem eu sou", disse o Círculo. Mais uma vez, o Círculo estava desapontado, pois enquanto olhava não podia ver todo o círculo que havia criado. Podia ver apenas pequenas partes dele. Assim como seu próprio Círculo, o segundo estava constantemente se movendo na energia sem início e sem fim. Portanto, não poderia ser contido para perceber a si mesmo. As palavras "Eu Sou" iludiram o Círculo mais uma vez.

Ah, então o que aconteceu depois? Vocês perguntam. Aqui o segundo círculo entrou na segunda dimensão, dentro do primeiro Círculo, onde dobrou-se sobre si e formou a figura 8. A figura 8 se posicionou dentro do primeiro Círculo na horizontal. Enquanto a energia no segundo círculo continuava a se mover ao redor do Círculo, ela agora cruzava a si mesma no centro do 8. Então, agora, o segundo círculo estava rodando na figura do 8 dentro do primeiro Círculo. Agora, juntamente com o primeiro Círculo, há três círculos, já que o segundo círculo está dobrado. Desta forma, a expressão da energia universal se encontrava agora na terceira dimensão.

A energia se movendo através do segundo círculo cruza agora o lugar mágico no centro, na terceira dimensão. Aqui, a energia cruza consigo mesma e centelhas se formam. O primeiro Círculo fala com a voz da criação: "Que haja a luz" e a luz se fez. As centelhas que se formaram foram feitas da mesma energia universal do primeiro Círculo. Portanto, tinham as mesmas habilidades de criação do primeiro Círculo, mas elas não podiam se lembrar de suas habilidades, pois viam a si mesmas como separadas na terceira dimensão. Então, agora o círculo dentro do Círculo ainda se move e estas pequenas centelhas estão começando a voar por todo lugar e a criar luz. Oh, que tempos maravilhosos elas estão começando a ter. Elas não podem ver a si mesmas e pensam que sua existência na terceira dimensão é tudo o que existe. Agora o Círculo original pode olhar para a Luz e vê-la separada, pois passou pela polaridade da segunda dimensão. Agora a Luz começa a se sentir totalmente separada enquanto fala as palavras mágicas "Eu Sou". O círculo sorri alegremente enquanto a Luz fala estas palavras. A Luz só pode falar as palavras porque ela pensa que está separada do Círculo... e o Círculo está feliz.

Após um tempo, a Luz começou a criar, enquanto o Círculo observava com alegria. Muito engraçado observar enquanto a Luz cria tudo, mas, no entanto, não pode sequer ver que está criando sua própria realidade. É muito engraçado para o Círculo ver-se desta maneira.

A Luz cria ainda mais à medida que continua a se tornar consciente. Não muito tempo depois, a Luz começa a se tornar consciente do grande Círculo que a rodeia. Mesmo quando a Luz sente o Círculo em seu coração, ela não pode vê-lo. A Luz começa a aceitar a realidade do Círculo, mesmo que não possa ser visto ou tocado e então começa a conversar com Ele. A Luz diz: "Querido Círculo, diga-nos por que estamos aqui. Diga-nos o significado da vida." O Círculo está maravilhado; no entanto, permanece silencioso, pois o Círculo sabe que nunca poderá dizer para a Luz o significado da vida, pois a Luz ainda tem que criar esse significado e essa vida. Apenas se a Luz aceitar totalmente seu próprio poder de criação, ela será realmente a expressão finita do Círculo. O Círculo permanece silencioso enquanto o jogo continua... o Círculo está feliz.

E assim continua, e, à medida que as pequenas centelhas de Luz começam a assumir a responsabilidade por sua própria luz, elas começam a criar por si mesmas. Elas também estão abrigadas no tecido da energia universal, o que as torna criadoras, assim como o primeiro Círculo. A Luz começa a brincar e encontra maneiras de rolar e girar e voar, assim como o primeiro Círculo fez no início. O Círculo olha para elas com alegria e o Círculo está feliz. À medida que as pequenas centelhas de Luz começam a brilhar e a usar sua luz, elas começam a se divertir. Elas começam a piscar e a brincar com sua luz. Elas começam a se tornar muito imaginativas e criam cores com sua luz. Elas percebem que também podem ser a Luz ou refletir a Luz e se tornam boas nisso. Logo, elas estão até sinalizando umas as outras com sua própria luz à medida que começam a perceber que a Luz pertence a elas mesmas. Elas começavam a ter todo o tipo de diversão enquanto criavam tudo com sua luz... e o Círculo estava feliz.

Então, chega um momento em que as Luzes percebem que não podem ir além da energia universal e elas começam seus próprios círculos, pois, como criadoras, elas começam a criar seus grandes desejos. Elas nem mesmo sabem que fazem isso porque o véu do esquecimento que usam é tão denso que não podem ver que são uma parte do Círculo maior. Mas aqui elas estão na terceira dimensão e elas criam uma maravilhosa galáxia de planetas no tecido da energia universal para poderem jogar seus jogos. As Luzes criam este maravilhoso tabuleiro de jogo e este jogo, e começam a criar todos os tipos de jogos maravilhosos para piscar suas luzes umas para as outras e usá-las. O Círculo permanece em seu lugar e observa maravilhado... e o Círculo está feliz.

Mesmo depois do estabelecimento de vários jogos para a Luz ver a si mesma, as Luzes começam a pensar que são tudo o que existe e as memórias do Círculo desvanecem. Vendo isto, o Círculo agora compreende que o verdadeiro teste da Luz seria perceber se era capaz de ver a si mesma e lembrar que na verdade é uma parte do Círculo. Então a Luz poderia ter todas as suas habilidades de criação restauradas e o Círculo poderia ver-se completamente como a Luz. Foi esta reunião que causou a criação em união de um jogo especial. Aqui os aspectos elevados das Luzes combinaram-se com o Círculo para criar um jogo muito especial. O Círculo, em toda a sua grande sabedoria, sabia que a única forma de a Luz tomar seu poder integral seria tomar total responsabilidade por suas criações. Portanto, um grande jogo foi criado com apenas uma regra: em todas as questões, haverá livre escolha.

Então, as Luzes começaram a jogar no tabuleiro da livre escolha. Elas começaram como antes, piscando e se divertindo umas com as outras. Só que desta vez elas tornaram o jogo muito difícil com o uso de um véu de esquecimento. Não apenas as Luzes não sabiam que elas eram parte do Círculo, mas também escolheram acordar e permanecer muito confusas. De início, o Círculo pensou que o jogo poderia não funcionar como esperado, pois a idéia da livre escolha levou as Luzes a fazerem algumas escolhas muito pobres. Ainda assim, o Círculo observou enquanto o jogo se desenrolava, e estava lá com Amor para reacender as Luzes com este Amor sempre que a Luz desvanecesse. A Liz retira energia do Círculo toda vez que usa seus próprios poderes de criação. A parte mais difícil para a Luz é saber que o poder de criação que carrega está nela mesma, pois o véu guarda este segredo muito bem. Não faz muito tempo, a Luz descobriu um grande segredo. Descobriu que, quando se torna opaca e desvanece, ela pode rejuvenescer rapidamente, conectando-se com o Círculo através de qualquer expressão de Amor. A Luz se torna muito excitada com esta descoberta. O Círculo também se torna muito excitado com este desenvolvimento, pois significa que a Luz está começando a lembrar.

As Luzes mergulharam tanto no Jogo que caíram em uma posição confortável, enquanto seu poder escapava delas. Depois de longos períodos de tempo, as Luzes começaram a criar uma fascinação pela escuridão e pelas sombras. Pois somente é possível realmente ver a Luz com um contraste da escuridão que elas criaram. Há momentos em que elas realmente esquecem o Círculo e ficam totalmente envolvidas na escuridão. O Círculo observou espantado enquanto as Luzes jogavam seu jogo. As Luzes começaram a acreditar que a realidade do que elas haviam criado era tudo o que existia. Elas acreditaram que, se elas não pudessem ver, sentir ou tocar, então não poderiam existir. Elas até imprimiram em seus jornais que o "Círculo estava Morto". O Círculo olhava para isso com alegria, pois os véus que as Luzes criaram estavam completos. Aqui o Círculo se alegrava, pois isso permitiu que Ele visse uma parte de si a qual nunca havia sonhado... e o Círculo estava feliz.

Freqüentemente, duas ou mais Luzes poderiam olhar nos olhos umas das outras e podiam, de alguma forma, relembrar que elas eram parte de um grande Círculo. Elas pediram ao Círculo para protegê-las das trevas e entraram na escuridão do medo irradiando a mais estranha luz. O Círculo brilhou com orgulho quando viu que as Luzes tomavam responsabilidade. O Círculo se ofereceu para ajudar as Luzes a compreenderem que as trevas eram apenas uma ilusão da polaridade e uma falta de Luz. As trevas estão lá, apenas como uma parte do jogo, de maneira que elas possam ver sua própria luz e providenciar um espaço para usá-la. É tão difícil, pois com os véus do esquecimento firmemente no lugar, as centelhas podem ver sua própria luz apenas como um reflexo.

É muito difícil para as Luzes olharem para fora e verem a grande cena. Sua esperança era acordarem totalmente confusas e elas tiveram muito sucesso nessa criação. Elas estavam tão confusas que muitas delas deram seu poder para as trevas pensando que as respostas pudessem estar lá. Já que seus poderes de criação não tinham limites, as trevas pareceram ter poder. O Círculo deu muitas gargalhadas com esta criação, pois seus poderes eram tão grandes e o véu era tão denso, que elas criaram algo para nada. Já que elas criam com a luz, mas não podem ver que são elas que estão criando, elas dão seu poder para as trevas, que, é claro, são apenas uma falta de luz. O Círculo pensou o quão maravilhoso era o fato de o Jogo estar tão completo. "Essas Luzes são tão surpreendentes!", pensou o Círculo.

E assim continuou, pois elas começaram a criar em todo lugar que olhavam. Elas até começaram a criar jogos dentro dos jogos que não tinham absolutamente nenhum significado. O Círculo pensou consigo mesmo: "Elas não são imaginativas? Não é maravilhoso ver como elas criam tudo o que tocam, tudo o que pensam e tudo o que sentem?" O Círculo começou a se ver na beleza da Luz... e o Círculo estava feliz.

A Luz continua a jogar o Jogo em um campo de polaridade, pois havia passado pelos dois círculos interiores dobrados sobre si mesmos. Os dois círculos interiores representam a dualidade da segunda dimensão. Pois, quando passou pela segunda dimensão, foi necessário se dividir ou pelo menos criar essa ilusão. Tudo que a Luz vê nesse campo de polaridade enquanto visita a terceira dimensão é uma ilusão, pois se vê como separada do Círculo e não está. Vê-se como luz e trevas e não é. Vê-se como em cima e embaixo, como amor e medo, como bom e mau, como certo ou errado. E não é. É apenas uma ilusão necessária para a expressão da Luz. As maravilhosas Luzes, freqüentemente, têm um lampejo de sua própria luz como sendo refletida por outro. Quando isto acontece, elas são rejuvenescidas, pois tocam seus próprios corações. Tocam a essência de quem elas são. Nesse momento, isto envia de volta uma onda de energia para o Círculo e o Círculo fica feliz.

O Círculo da Energia Universal não tem início nem fim, mas dentro do segundo círculo interior, a energia deve ter um início e um fim, pois de outra forma não poderia ser vista pelo primeiro Círculo. Todos os Jogos criados pela Luz têm um limite de tempo. Assim também foi o caso para o Jogo da livre escolha. Agora mesmo as maiores esperanças do Círculo podem desaparecer, pois o planeta da livre escolha está chegando ao fim de sua existência. A Luz também viu isto, pois havia sido previsto. As Luzes olharam umas para as outras e disseram: "O que faremos? Onde estamos? Quem irá nos salvar?" Elas oraram para o Círculo e o Círculo sorriu de volta amorosamente. Elas pediram para que o Círculo viesse salvá-las e orientá-las. "Apenas mostre-nos o caminho." A Luz pediu. O Círculo sorriu e fez tudo o que podia para manter o espelho na frente da Luz para que pudesse ver a si mesma. No entanto, o véu era tão denso que a Luz não podia ver que a Luz era ela mesma. O Círculo percebeu que sua maior esperança de ver a si mesmo estava quase no fim. Mesmo assim, o Círculo estava feliz.

Então, nos últimos momentos no tabuleiro, o Círculo observou que a Luz se tornava mais brilhante. Estava se tornando tão brilhante que estava prestes a furar o véu. "Você se lembra de quem você é?", perguntou o Círculo. Não houve resposta da Luz. "Você sabe que, na verdade, você é o Círculo?" O Círculo falou de novo, mas mais uma vez não houve resposta. A Luz estava se tornando muito brilhante, mas ainda não era capaz de compreender que era o Círculo. Agora, o Círculo se tornava mais excitado, pois a Luz estava se tornando tão brilhante que começou a tomar responsabilidade por carregar sua própria luz. As Luzes começaram a despertar. Muito lentamente, de início, uma despertou e depois outra. Uma verdade superior começou a aparecer no tabuleiro enquanto as Luzes se tornavam mais brilhantes. O medo das trevas diminuiu e elas começaram a compreender que, assim como o primeiro Círculo, para que pudessem ter luz, era necessário haver escuridão. Na verdade, a escuridão deu a elas a habilidade de expressar sua luz. Tudo era parte do Círculo maior. Agora, o Círculo se tornou excitado com a possibilidade de a Luz poder realmente ver a si mesma... e o Círculo estava feliz.

Luzes por toda parte perceberam que elas carregavam o seu próprio destino. Mesmo outros Jogos observaram e viram o que estava acontecendo. Começaram a plantar sementes de Luz e as alimentaram com responsabilidade e amor. Enquanto essas sementes começavam a germinar, o fim do Jogo se aproximava. Então, nos últimos momentos do tabuleiro, a Luz se tornou tão brilhante que um pequeno raio de luz furou o véu. O Círculo estava extasiado enquanto a Luz começou a carregar o seu próprio poder de criação.

A Luz estendeu o jogo por sua própria escolha. Também aprendeu a aumentar os seus poderes de criação através do uso da Responsabilidade e do Amor. Ela clamou a responsabilidade de usar seus próprios poderes de criação e aprendeu a amar a si mesma. Naquele dia, uma nova Luz se mostrou no tabuleiro da livre escolha, enquanto o próprio tecido da Energia Universal começou a mudar. Cada Luz em cada Jogo começou a mudar devido ao despertar da Luz. Cada uma das Luzes começou a se elevar para uma verdade superior e, ao fazer isso, o tabuleiro da livre escolha alcançou uma vibração superior.

Elas passaram pelos espectros de cor de seus próprios níveis vibratórios e começaram a criar novos. Enquanto faziam isto, escreveram novos contratos para si mesmas. Sim, houve retrocessos. Sim, enquanto a energia superior e a verdade superior começaram a se infiltrar, houve resistência. Eram cinco passos adiante e dois para trás. Depois, mais cinco passos adiante e apenas um para trás. O Círculo estava feliz.

Neste ponto, o próprio Círculo se manifestou e enviou uma idéia para a Luz e disse: "Luz, você é o Criador. Você não compreende. Você sempre pediu por informação e dizemos, você guarda isto dentro de seus poderes, pois você é a Luz de Casa. Você, na verdade, é a Luz que procura. Não procure por isso fora de você mesma. Vá para dentro e encontrará as respostas sobre todas as criações que necessita para criar sua realidade superior." De início, a Luz não soube o que pensar enquanto ouvia as palavras do Círculo. Por tanto tempo havia pedido para ouvir as palavras claramente e, agora que as palavras vieram, elas eram ouvidas de dentro. "Ah, então este é o segredo do Círculo", disse a Luz. "Tem falado comigo todo o tempo; no entanto, não pude ouvir enquanto olhava para fora de mim mesma." Foi então que a Luz percebeu uma importante verdade superior. Percebeu que, para o Círculo falar de dentro, ele deveria ser uma parte dela mesma. E então a Luz compreendeu que ela era, na verdade, uma parte do próprio Círculo. Em sua excitação, as Luzes começaram a piscar e irradiar suas cores efusivamente.

Houve uma grande excitação que se espalhou por todo o tecido da Energia Universal, mudando tudo em seu caminho. Deste dia em diante, as Luzes começaram a plantar sementes aberta e livremente. As Luzes não mais temiam a escuridão. Elas não mais temiam as sombras quando compreenderam que as sombras, na verdade, são um lugar para que a luz brilhe. Foi então que a Luz abençoou a escuridão como uma parte integral de si mesma... e o Círculo estava feliz.

Num acordo entre si mesmas, as Luzes criaram um terceiro círculo. Elas imitaram o segundo círculo e viraram sobre si mesmas de forma que criassem a mesma figura oito. Esta figura oito também estava posicionada dentro do primeiro Círculo, mas em uma direção vertical. Neste ato, nasceu o segundo planeta da livre escolha. Agora vocês têm as duas figuras oito dentro do Círculo maior e, se contarem todos os círculos, vocês verão que há agora cinco que representam as cinco dimensões onde a próxima expressão da luz irá residir. O Círculo falou para as Luzes: "Vocês venceram o jogo, minhas queridas. Atreveram-se a dizer "Eu Sou" e a carregarem o seu poder. Agora, o próximo passo está à sua frente. Vocês agora assumem o papel de supervisores da Luz enquanto um novo Jogo começa. Primeiro, vocês irão ajudar as outras Luzes a fazerem a transição adiante e depois vocês serão os supervisores da Luz para o novo jogo. Vocês estão levando seu próprio jogo para o próximo nível. Não temam e lembrem-se de que a escuridão é na verdade uma oportunidade para que a luz brilhe." E o Círculo sorriu... e o Círculo estava feliz.

Vocês compreendem a natureza desta história, meus queridos? Vocês compreendem que estão caminhando para fora da ponte da quarta dimensão e entrando na quinta agora mesmo? Vocês compreendem que vocês são a Luz que têm estado procurando fora de si mesmos? Vocês compreendem que vocês são o Círculo e a Luz? Se vocês compreendem isto, então vocês compreendem que irão escrever o que ocorrerá a seguir. Não há nenhum grande plano no tabuleiro da livre escolha, já que vocês ainda não escreveram.

É isto o que vieram fazer aqui. Nós dizemos a vocês que estão exatamente no ponto onde estão começando a chegar na realidade da quinta dimensão. Vocês são os precursores, pois chegaram aqui primeiro e irão ajudar os outros. O passo para fora da ponte da quarta dimensão para a quinta requer confiança. Requer coragem. Requer um saber de que tudo estará em ordem. Vocês podem ajudar uns aos outros. Não peçam ao Círculo para ajudá-los, pois vocês são o Círculo. Vocês são a Luz. Assumam a responsabilidade por sua própria luz, por sua própria paixão. Encontrem um pequeno pedaço dessa paixão e carreguem-na com orgulho sempre. Aumentem sua Luz com Responsabilidade e Amor. Saiam para fora, pois quando dois ou mais se juntam e criam seus próprios Círculos de Luz a mágica começa. Nós dizemos que vocês são o Círculo. Vocês são a Luz.

Cada um e todos vocês são as centelhas de Luz. Tudo que pedimos para vocês fazerem é ver a Luz pelo que ela é e assumirem a responsabilidade por suas próprias criações e sua própria luz. Encontrem a sua paixão e a sua luz brilhará intensamente. Não tentem curar o mundo. Não tentem mudar Tudo o que É. Permitam caminharem cinco passos adiante e dois para trás, se for necessário. Segurem sua Luz firme e alto. Pisquem-na e irradiem as cores que carregam em seu interior. Expressem-na e ousem serem a luz em todo o seu esplendor. Pois é onde está o seu verdadeiro poder, meus queridos. Vocês estão se tornando os Anjos Humanos. Seu próximo papel é ajudar os outros a cruzar a ponte e a tomar responsabilidade por sua própria capacitação e criações. Logo depois disso, vocês se tornarão os Anjos para o segundo planeta da livre escolha, pois isto já está em movimento. O símbolo que mostramos a vocês não é novo. Tem estado em seu tabuleiro por todo o tempo, esperando para que vocês tomem seu poder. Este é o símbolo dos Anjos Humanos e representa a Luz na quinta dimensão.

A história do Círculo e da Luz não termina aqui, pois vocês estão escrevendo os próximos capítulos. Nós estivemos com vocês neste lugar há um ano e dissemos que não são mais o único planeta da livre escolha. Agora há um outro. Há muitos de vocês que nos perguntam: "O que isto significa? Com que se parece? Está lá fora nas estrelas? Está na fase embrionária? Eles são humanos? Eles são alienígenas?" Nós amamos suas perguntas, pois são tão imaginativas. Lembrem-se de que a luz que vocês irradiam é a Luz de Casa. Compartilhem-na uns com os outros e todos que pedirem para recebê-la. Compartilhem-na com vocês mesmos. Mantenham-na elevada e não mais haverá sombras no planeta Terra.

Vocês abriram a porta para a infiltração da nova Luz e da mistura da energia de cristal masculina e feminina. Isto é feito com suas escolhas e vocês são os que criaram isto. Saber que haverá alguns que resistirão a isto os surpreende? Surpreende a vocês que há alguns tão ancorados em sua realidade que sequer podem ver isto chegando? Surpreende a vocês que eles tomem medidas drásticas por estarem com medo? Mantenham sua luz, meus queridos, cada um e todos vocês. Vocês não precisam consertar aquilo que não está quebrado. Lembrem-se, a escuridão é uma oportunidade de brilhar a luz. Segurem as mãos da pessoa próxima a vocês e compartilhem sua luz. Criem seus próprios Círculos de Luz. Lembrem-se de que toda a Luz está dentro do primeiro Círculo e, portanto, está na unidade com Tudo o que É. Convém à unidade em cada um de vocês honrar toda a Luz.

Vocês são os criadores, meus queridos. Carreguem o signo do Anjo Humano dentro de seus próprios corações. Não dêem seu poder a esse signo, mas, ao contrário, usem-no como um lembrete de quem vocês são. Nós dizemos que isto é apenas um aquecimento para o que vieram fazer aqui. Vocês serão os anjos do segundo planeta da livre escolha. Agora os gatilhos começaram, pois vocês sabem algumas das verdades-base. Agora vocês sabem como isto funciona. Vocês falam com os anjos e então pedem para o arcanjo Miguel, para o Reino angelical e toda a família divina de luz para vir ajudá-los. Nós dizemos que estamos sempre aí para vocês, da mesma forma que vocês sempre estarão lá para aqueles por quem olharão. Sua maior tarefa como anjos será refletir a luz interior sem tirar o poder daqueles sobre quem vocês refletem. À medida que aprenderem a fazer isso, vocês começarão a refletir a Luz da magnificência do segundo planeta da livre escolha.

Procurem pelo sinal 808. É o sinal do Anjo Humano que agora começará a ativar seu próprio DNA. Aceitem esse sinal, se assim escolherem.

É difícil para vocês compreenderem que mesmo na escuridão o Círculo está feliz. Imitem essa alegria, meus queridos. Não deixem os eventos de seu planeta no tabuleiro da livre escolha obscurecer sua luz. Sejam os criadores que vocês são. Saibam que são amados além de suas maiores expectativas, já que vocês são o Círculo e a Luz.

É com maior honra que nós, os anjos no Céu, nos sentamos à frente das Luzes do tabuleiro da livre escolha. Nós pedimos para orientarem-se uns aos outros, tratarem-se com respeito e jogarem bem juntos, na Luz.

E assim é...
O Grupo


Se vocês estiverem interessados em se conectar com outros Círculos de Luz, por favor, vejam o site: http://www.lightworker.com/CirclesOfLight/circles.php3

Enquanto começamos o período de férias deste ano em especial, temos muitas oportunidades de brilhar nossa luz. Obrigado por estarem aqui agora.

Espavo!

Grande abraço e gentis toques,

Guardião da Chama
 


Pedido Especial
Copyright 2002 Steve Rother.
Por favor, incluam-na, ao usarem este material. Esta mensagem poderá ser livremente divulgada no todo ou em parte desde que não seja exigido pagamento pela informação e que este aviso seja anexado. Ao usar uma versão parcial deste material, por favor, indique claramente que esta é uma versão incompleta e ofereça ao leitor a versão original em http://www.Lightworker.com/beacons/  . Estimulamos as publicações a imprimi-la. Não é necessária permissão, mas pedimos que nos enviem uma comunicação para Pub@Lightworker.com Outras informações proporcionadas por Steve e o Grupo poderão ser encontradas em: http://www.Lightworker.com  ou por meio de Lightworker em (858) 748 5867.

Agradecemos a sua ajuda para difundir a Luz!

Fonte: http://transbeacon.lightworker.com/111501CircleandtheLight-pt.htm

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu O Grupo|    -    |Voltar Home|