MÉRITO DIVINO – Capacidade – Parte I

Mensagem das Estrelas Anciãs canalizada por Aluna Joy Yaxk’in ,

17 Novembro de 2010

 

A seguinte é a parte I da terceira mensagem que nós recebemos durante a nossa mais recente viagem ao PERU, em Setembro de 2010. Estamos a partilhá-la tal como a recebemos, no momento actual, muito pouco editada. Fazemo-lo por uma muito importante razão. Sabemos que as mensagens que recebemos não são apenas para os nossos grupos, mas também para a Humanidade. Assim, enquanto as ledes, imaginai apenas que estáveis lá connosco… os Mestres e as Estrelas Anciãs asseguram-me que esta mensagem e a energia correspondente será transmitida para vós. Podeis imaginar que estais sentados connosco nos Andes.

O que estamos a vivenciar agora é a construção de uma nova energia que está apenas a começar. Entrámos num quadro em branco a partir do qual iremos criar um novo mundo. Estamos a começar a atingir os nossos primeiros bloqueios nesta nova energia. A razão pela qual temos bloqueios ou resistências à nova energia é muito humana.  Nós reagimos de modo natural àquilo que é novo. Isto porque transportamos os corpos do velho mundo para este novo mundo. Os nossos corpos guardam memórias do passado…. a nossa história. Cada experiência que alguma vez tivemos na nossa vida foi programada nos nossos corpos como num pequeno computador. Este computador contém agora todos os tipos de informação  que já não se aplicam à nova energia em que estamos a entrar. Quando damos um passo para a nova energia, nós descobrimos que o nosso antigo programa do mundo não está a funcionar tão bem.

Os computadores são uma óptima forma de descrever o nosso próprio lado humano. Nós recolhemos e armazenamos informação. Depois, comparamos tudo o que criámos na nossa vida com a informação que já estava recolhida. Esta programação faz todo o caminho de volta através da nossa genealogia. Os nossos ancestrais passaram a informação para os nossos bisavós, os nossos bisavós para os nossos avós, os nossos avós deram-na aos nossos pais e os nossos pais descarregaram-na para nós. Depois, nós transferimo-la para os nossos filhos, e assim por diante. Esta é a sabedoria natural de como nos damos bem nesta Terra num corpo físico. Precisamos de saber o que é bom e o que não é bom para nós. Há todos os tipos de programas subtis que estão relacionados com a nossa família ancestral, e todos eles se resumem a duas simples coisas: 1) eles são baseados em amor, ou 2) são baseados no medo. Apenas o programa baseado no amor irá sobreviver a esta nova energia.

Porque estamos a entrar nesta nova energia agora, não podemos descrevê-la ou entendê-la. Nós sabemos que estamos a receber nova energia, frequências, luz e verdade. Sabemo-lo porque estamos a senti-lo em cada aspecto das nossas vidas. Trata-se da pura força criativa do universo. Esta energia é algo que as Estrelas Anciãs começaram a ensinar-me por volta de 1990, enquanto passava uma noite em Palenque, no México. Naquela época, eu também não poderia descrevê-la, mas elas disseram que esta força criativa estava a vir para o planeta. Estamos agora a atingir o nível ou o volume de energia que elas mostraram que estava para vir. Está a trazer acima tudo o que está fora de alinhamento com a nova visão do mundo e fora de alinhamento com o amor.

É isto de que nós somos feitos.

Algo entre o sonho e o fazer.

Algo a formar um arco daqui para ali.

Nós somos o arco.

Não estamos nem aqui nem lá.

Nós somos a esperança que vive entre eles.

O florescimento contínuo externa e internamente

De algo que queremos

Mas não podemos ver

Autor Anónimo

Uma grande questão que está a surgir nesta nova energia para nós é… capacidade- mérito; não se sentir digno do paraíso. Podemos não estar conscientes de que podemos estar a bloquear esta nova energia ao termos estes sentimentos de indignidade. Os nossos corpos têm vivido neste planeta na velha energia durante muitos anos. A comparação entre a programação do velho e o novo mundo, ilimitado, brilhando em frente de nós traz à tona as nossas questões de mérito. Sabemos que os nossos corações querem realmente co-criar este mundo novo. É por isso que estamos aqui nesta altura. Não estaríamos aqui nesta terra se não quiséssemos verdadeiramente o que está por vir.

No outro dia, alguém perguntou “O que vem a seguir?” Bem, o que os nossos Guias, Guardiões, Anjos, Mestres, etc … gostariam de fazer, dentro de cada um de vós, era estender os parâmetros da vossa capacidade - merecimento para que pudésseis ver o que se segue! Eles gostariam de vos oferecer o vosso programa novo e actualizado que será compatível no mundo novo. Tendes de dar aos vossos Guias, Guardiões, Mestres, etc… permissão para fazer isto por vós, porque eles não o farão sem a vossa permissão. Eles vão alargá-lo e baixá-lo em pequenos incrementos, pouco a pouco, porque se fazem este trabalho demasiado depressa o corpo humano gosta de voltar para o que ele conhece do passado; tal como uma faixa de borracha ele possui memória, e irá encolher-se. Eles querem dar-vos uma agradável dose de avanço do mundo novo, de capacidade – de merecimento… a capacidade para merecer um mundo novo… a capacidade de criar um mundo novo.

Deste modo, Eles estão agora a baixar uma imensa quantidade de energia directamente para o vosso centro. O Arcanjo Miguel… Ele é uma espécie de rapaz engraçado… diz que tem a britadeira espiritual para fora. Então, se não gostais desta visão, podeis responsabilizar o Arcanjo Miguel. Os bloqueios que tendes com a vossa capacidade de merecimento calcificaram-se dentro de vós ao longo do tempo. O Arcanjo Miguel vai martelá-los para fora. É como o que um dentista faz quando limpa o tártaro dos vossos dentes. Trata-se do nosso sistema de defesa a um mundo material pesado, antigo. Os programas antigos calcificaram coisas, e não temos mais necessidade delas. Os Mestres dizem que haveis feito um grande trabalho para vos abrirdes para a emergência do mundo novo, mas há alguns resíduos que vos têm estado a reter um pouco. Estão alojados em locais diferentes, porque todos armazenam estes programas em locais distintos dos seus corpos. Parece, ainda, que a energia de Pachamama, (A Mãe Terra) está a surgir da terra para nos ajudar com isto; mas eu também vejo Pachacamac, que é a versão Inca do Pai Terra. Ajudaria se vós colocásseis os pés descalços no chão para receber isto.

Agora, eles estão a mostrar-me mais alguma coisa. Existe uma espécie de “vírus” nos nossos corpos. Os nossos Guias estão a ir através do nosso sangue, do sistema linfático e sistema nervoso, também. É como se nós estivéssemos a transportar este vírus como um programa para o próximo mundo, ele seria um veneno para nós. Assim, eles estão a remover e a queimá-lo dos nossos corpos. Estão a queimá-lo com luz. (pausa) Certo, isso foi realmente muito rápido. Parece que o vírus foi realmente removido. P.S. Se alguma parte deste processo se tornar muito intensa, respirai e pedi-lhes que abrandem. Não existe nenhum benefício espiritual em apressar isto, certo?

Quando chegámos pela primeira vez ao Peru, e falámos sobre como nos sentimos com a mudança e elevação da Terra? O que se passa aqui, neste momento, é muito mais intenso do que era alguns poucos dias atrás (e enquanto ledes isto, esta aceleração continuou ainda mais). Tivemos umas quantas semanas para respirar, no final de Agosto e início de Setembro, mas agora a evolução está de volta para encher de energia. O que estamos a sentir, aqui no Peru, é um ambiente almofadado, protegido, onde estamos como num casulo. Isto é normal em sítios sagrados. Espero que o resto do mundo esteja provavelmente a cozinhar neste momento.

É difícil para mim dizer o que se está a passar no mundo quando viajo. Sei que muitos de nós somos como barómetros vivos, se ficardes num lugar durante muito tempo, podeis dizer o que o resto do mundo está a sentir, por comparação. Mas, quando viajais, não podeis dizer se o que estais a sentir tem a ver com o sítio para onde haveis viajado ou com o mundo inteiro. Assim, as Estrelas Anciãs estão a dizer-me que o mundo lá fora está realmente a ser duramente atingido com uma energia poderosa. Vai ser uma lua cheia verdadeiramente intensa. Nós temos a bênção de estarmos no Machu Pichchu pela lua cheia.

Abertura da garganta…

Certo, os Mestres estão agora a mover-se para outra coisa. O que Eles querem fazer é uma sessão de grupo (e para aqueles que estão a ler isto). Primeiro, Eles vão começar com o que o Arcanjo Miguel chama de MRI espiritual. Eles irão começar pelo topo da vossa cabeça e irão trabalhar o caminho para baixo com uma coluna de luz para verem o que se passa. Eles irão verificar por bloqueios e tudo o que nos esteja a impedir de assimilarmos e absorvermos esta energia nova. Se estiver bem para vós, Eles farão isto por vós. Lembrai-vos, deveis dar permissão antes de Eles vos poderem ajudar.

Bem, os Mestres estão no topo das vossas cabeças, e vão justamente trabalhar todo o caminho para baixo. Parece um raio de luz laser atravessando-nos. Certo, Eles estão a fazer uns ajustes subtis abrindo os olhos das pessoas para poderem ver claramente. Não se trata da visão real; trata-se da vossa visão interior. Eles estão a afinar algumas coisas à volta das vossas orelhas também, para que possais ouvir. E não se trata da vossa audição actual; trata-se da vossa audição interior.

Agora estão na área da garganta, e, rapaz oh rapaz, nós temos alguns bloqueios aqui. Estou a sentir imensa tensão aqui. Estão a dizer-me que isto está ligado ao colectivo relacionado com o facto de terdes medo de falar a vossa verdade enquanto no mundo exterior. É fácil quando estamos juntos com pessoas de mentalidades semelhantes, porque podemos partilhar as nossas esquisitices normais uns com os outros. Mas, quando vamos para o mundo lá fora, é onde o problema se põe. Alteramos o que conhecemos como verdade, porque não queremos balançar o barco. Não queremos agitar o pote. Não queremos tornar ninguém desconfortável, porque somos compassivos e empáticos.

Assim, se os Mestres tiverem a vossa permissão, Eles vão alongar as nossas gargantas a fim de podermos falar a nossa verdade sem a alterar. Não há tempo de sobra para ficarmos à toa e nos pormos nas pontas dos pés em torno das questões das outras pessoas. Temos que ser quem nós somos, e temos de dizer o que sentimos. Não há mais tempo para sermos excessivamente suaves acerca disso. Porque nós somos os que vão quebrar e abrir o ovo… sabeis, como o Humpty Dumpty 1… nós vamos quebrá-lo para deixar a luz sair para fora. Uma vez quebrado, não o podemos pôr junto de novo… Ninguém pode. Não podemos desaprender a luz e a verdade. Isto não significa que ides para fora pregar como um pregador, e empurrar a vossa verdade para os outros. Mas quando a oportunidade surgir, e vós sentirdes a necessidade de dizer alguma coisa, DIZEI-O.

A libertar o peso do mundo…

Vou mover o MRI para mais abaixo agora. Certo, Eles estão a dizer que cerca de um terço do grupo tende a carregar o peso do mundo nos seus ombros. Eles vão retirá-lo de vós. Não faz nenhum bem carregar esse peso do mundo nos vossos ombros. Muitos de nós temos sido mártires no passado e nas vidas passadas. Já não serve ao mundo fazer isso. Exemplo: sabeis quando estais na natureza e encontrais uma borboleta a lutar para sair do seu casulo? Vós tentais ajudá-la, porque sentis compaixão. Bem, este acto de compaixão paralisa a borboleta. Ela não pode voar, porque era necessária a luta para ficar forte para poder voar. Assim, quando carregais o peso do mundo nos vossos ombros, e é o peso de outras pessoas, e são as questões de outras pessoas, e é o carma de outras pessoas, estais a atrapalhá-las. Isto faz sentido? Então é hora de devolver as coisas a todos. Não é vosso problema. Não podeis consertar o que não é vosso.

Houve um tempo em que nós precisávamos de ajudar o carma colectivo. Havia guardiães da luz na Terra que carregavam o peso do mundo, porque parte da humanidade não podia. Era demasiado peso para parte da humanidade na altura, e nós éramos os fortes que podíamos carregar muito. Mas agora é tempo para TODAS as borboletas saírem dos seus casulos e voarem, e a única maneira de elas o fazerem é se nós lhes devolvermos a sua luta. Agora é tempo de devolver tudo, e deixar que os Mestres o devolvam a quem quer que o tenhamos absorvido. Substituir o sentimento de culpa pelo de compaixão, porque nós não estamos a atrapalhar ninguém. Estamos a torná-los mais fortes. Se estiverdes de acordo, e se estais prontos para o deixar ir, Eles retirá-lo-ão e devolvê-lo a quem pertence.

P.S. Eles não vão dar às pessoas o seu velho carma de uma vez. Eles vão fazê-lo de modo agradável, gentil e fácil, então eles irão aprender facilmente a enfrentar os seus problemas de novo. (P.S.S. Isto diz respeito ao carma colectivo, e não se trata de ajudar um vizinho ou um amigo que precisa). Todos precisamos de um pouco de ajuda de tempos a tempos, desde que não o usemos como uma muleta para evitar a nossa evolução.)

O Chacra do Coração…

Agora Eles irão trabalhar na área do coração, e ela na verdade parece muito bem colectivamente. Normalmente é onde nós vemos os maiores bloqueios. Penso que nós todos temos estado a trabalhar os nossos corações de algum modo, não temos? Os curadores Lemurianos… eles estão aqui hoje também… têm vindo a acompanhar-nos. Eles dizem que os nossos corações parecem na verdade bastante bem. Estou surpresa, porque é onde geralmente as pessoas carregam a maior parte das suas feridas.

O Plexo Solar…

Bem, então nós estamos a ir para os chacras inferiores, como a área do plexo solar, e ela está realmente cheia de coisas colectivamente. Isso tem também a ver com carregar o peso do mundo nos nossos ombros. Tem estado também armazenado aqui. Deste modo, tudo o que está no plexo solar… o lugar onde tendes tudo atado... Eles irão limpar tudo o que é exterior a vós. Desde que esteja certo para vós, e estejais prontos para o deixardes ir, Eles irão também tirá-lo para fora. Eles dizem que todos vós tendes que parar de ser mártires e não dar mais do que sabeis que é bom para vós. Honrai-vos a vós mesmos também.

A parte II a chegar em poucos dias… desculpai… esta mensagem era muito LONGA)

1-    Personagem da Literatura Tradicional Infantil, geralmente retratada como um ovo.


Direitos de Autor 2010 – É concedida permissão para copiar e distribuir este artigo na condição de que o seu conteúdo seja mantido completo e os créditos sejam atribuídos plenamente ao(s) autor(s), e que seja distribuído livremente. CENTRO DO SOL – Aluna Joy Yaxk’in, PO Box 1988 Sedona, AZ 86339 USA Ph: 982-282-6292 Ph/Fax: 928-282-4622 – Email: alunajoy@1spirit.com.website:www. AlunaJoy.com

Fonte: sipiritlibrary

Tradução: Ana Tavares Belo – anatbelo@hotmail.com

 

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Outras Canalizações| - |Voltar Home|