SUPERANDO OS SENTIMENTOS DE REJEIÇÃO
Mensagem de Julie Redstone
Outubro de 2010

Mover-se além dos sentimentos de rejeição envolve deixar ir a dependência em relação a outros para definir a identidade. Embora isto seja simples de dizer, é muitas vezes difícil de fazer, desde que o ego teve muito tempo para responder de um modo emocionalmente reativo às ações ou não ações dos outros, sem saber que outro modo era possível. Este ego esteve com os seres humanos por muito tempo, e assim qualquer violação dos seus hábitos envolve determinação, auxiliada intensamente por uma experiência autêntica de que há outro modo de viver. Se a experiência autêntica do “outro modo” for bem profunda, o esforço para superar as premissas do ego pode ser ganho em um instante.

O caminho da independência é o caminho do crescimento interior – a compreensão da integridade do ser. Cada ser é capaz de experienciar esta integridade que não depende de circunstâncias externas, mas de uma percepção interior da verdade. Independência é um termo relativo, desde que somos também seres comuns que compartilham a energia e as conexões profundas da alma uns com os outros. Mas as conexões da alma e ser dependente são duas coisas muito diferentes. A dependência é um vínculo emocional que tem a ver com influências cármicas que moldam a identidade. A conexão da alma é um vínculo positivo, criado a partir do amor e da alegria, onde dois ou mais seres sentem a sua afinidade interna e a identidade do propósito da alma.

O modo de superar a vulnerabilidade à rejeição é a maneira de dirigir para o Divino todas as necessidades, e não apenas ao Divino exterior, mas ao Divino interior.

Acredite que a sua integridade já existe dentro de você e ela será um ponto de partida para se estabilizar em relação às respostas do mundo, sejam positivas ou negativas. Esta estabilização é uma parte essencial do crescimento espiritual, e é muito facilitada por uma conexão regular com o próprio eu superior.

Amados, a vulnerabilidade à mágoa está dentro do seu próprio poder de mudar, limitar, dissolver na luz da verdade maior. Isto não significa que não haja alguma tristeza residual quando os propósitos do amor são afastados pelos outros, mas que esta tristeza será uma tristeza Divina baseada na compaixão, não aquela que se reflita no eu pessoal.


WORLD BLESSINGS (Mantendo a Luz para uma Terra sagrada)

http://www.worldblessings.net

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Outras Canalizações| - |Voltar Home|